"A Cor da Paixão" chega ao Brasil pelo TLN

Novela da Televisa será exibida no país pelo TLN a partir desta segunda-feira, dia 26 de Agosto.

Fique por dentro da história de "La Reina Soy Yo"

Adaptação mexicana de "La Reina del Flow" estreia nesta segunda-feira, no Las Estrellas.

"Abismo de Paixão" volta à tela do SBT

Reprise foi escalada às pressas para substituir "A Dona".

La Usurpadora - Novos Promocionais

Série de 25 capítulos estreia no México em Setembro.

"Bolivar, una luta admirable estreia na Plataforma Netflix.

Produção é considerada uma das mais caras da história da televisão colombiana.

Notícias

segunda-feira, 27 de maio de 2019

"Río Oscuro" estreia no Chile pelo Canal 13

Pôster oficial de "Río Oscuro"
Divulgação: Cana 13

A partir de hoje, dia 27 de Maio, uma nova ficção estreia na TV chilena. Trata-se de "Río Oscuro", uma história de suspense que gira em torno da busca desesperada de uma mãe pelo seu filho, desaparecido misteriosamente.
Na trama, Manuel (José Antonio Raffo) é um adolescente que decide fazer uma jornada espiritual nos vales do interior do Chile em busca da Ayahuasca. Após o desaparecimento do adolescente, a polícia local e sua família não perdem a esperança de encontrá-lo. Devido à ineficiência da justiça no caso do desaparecimento, sua mãe, Clara (Amparo Noguera), decide ir em busca de Manuel. 
A mulher, perdida em uma floresta, acaba chegando a uma estranha cidade chamada Río Oscuro, o lugar onde seu filho foi visto pela última vez. A cidade esconde uma rede de segredos perturbadores em que pessoas estranhas coexistem sob um trabalho logístico opressivo que manterá Clara alerta, que acredita que seu filho está em algum lugar do Río Oscuro.
No caminho, ela encontra Juan (Julio Milostich), o chefe administrativo da cidade, que lhe oferece um abrigo e ajuda para encontrar Manuel. Juntamente com Juan, Clara inicia uma busca por cidades e montanhas próximas, descobrindo detalhes do passado de seu filho que a imergem em uma dimensão desconhecida da qual ela não poderá escapar. O que Clara não sabe, é que na aldeia vive reclusa a perversa Concepción (Claudia Di Girólamo), a mãe de Juan, que realiza rituais para tirar a vida de quem cruza o seu caminho. Ela será a responsável por Clara se desviar da verdade e perder o horizonte racional através de Juan e das drogas alucinógenas. 
Em sua busca, ele conhecerá Rosario (Mariana Di Girólamo), uma jovem que vai ajudá-la na descoberta da verdade, sem imaginar que tudo o que ela omite é com o objetivo de recompensar tudo o que Juan e Concepción fizeram por ela. No entanto, Clara vai descobrir que Rosario é realmente uma pessoa confiável para ajudá-la a encontrar seu filho Manuel.
"Río Oscuro" é uma história de Víctor Carrasco, Andrea Franco e Claudia Hidalgo, com direção Cristián Mason. No elenco, Amparo Noguera, Julio Milostich, Claudia Di Girólamo, José Antonio Raffo, Mariana Di Girólamo, Gabriel Cañas, Josefina Fiebelkorn, Alejandra Fosalba, Alonso Quintero, Katyna Huberman, Marcial Tagle, Lorena Bosch, Antonia Giesen, Seide Tosta, Alejandro Fajardo, Yohan Aguiar, Hugo Medina, Álvaro Morales e Betsy Camino.
"Río Oscuro" estreia no Chile hoje, às 10 e meia da noite, no Canal 13.

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Aberturas de Novelas - La Sonrisa del Diablo (Televisa, 1992)

Rebecca Jones protagonizou "La Sonrisa del Diablo"
Foto: Reprodução

Em 1992, Ernesto Alonso produziu a novela "La Sonrisa del Diablo" para a Televisa. A trama é uma nova versão da novela homônima realizada em 1970. Escrita por Luisa Xamar, a adaptação ficou a cargo de Fernanda Vileli e Marcia Yance.
Em "La Sonrisa del Diablo", Déborah San Román (Rebecca Jones) é uma mulher atraente e ambiciosa que não distingue o bem e o mal, não se assusta perante a nada, nem sequer perante a um crime para conseguir seus propósitos. Ela precisa ter a admiração masculina para se sentir segura de si mesma, mas quando se aborrece com seu namorado, não pensa duas vezes em terminar o compromisso. 
Déborah nunca amou ninguém, mas em um determinado momento da sua vida, ela se apaixona por Rafael Galicia (Ernesto Lguardia), um homem tão inescrupuloso quanto ela. Rafael é dono de uma loja de antiguidades que é usada como fachada para vender objetos roubados e de contrabando. 
Em uma das frequentes viagens de Rafael até a fronteira dos Estados Unidos, Déborah conhece Salvador Esparza (Enrique Álvarez Felix), o homem por quem sua irmã, Laura (Marcela Páez), está apaixonada. Sabendo de sua boa situação financeira, Déborah se aproxima de Salvador e o envolve facilmente com seus encantos. No entanto, os filhos de Salvador, Beto (Ramón Abascal) e Patrícia (Katia del Río), já percebem que Déborah tem grande interesse na fortuna da família, principalmente depois que ela consegue se casar com o milionário. Desolada por perder seu grande amor, Laura tenta voltar para sua cidade, mas acaba sofrendo um acidente causando a perda de sua memória. 
Quando Rafael e Déborah voltam a se encontrar, ela sugere que eles tenham uma relação em segredo, pois é uma mulher casada. Enquanto isso, Salvador começa a descobrir as mentiras de Déborah, que continuará a prejudicar e trair a todos que estão ao seu entorno, mas o amor e a honestidade podem ser as únicas armas para derrotá-la.
Mesmo sendo uma nova versão, "La Sonrisa del Diablo" foi uma trama ousada para a época, pois apostou em uma história diferente das inúmeras novelas rosas produzidas pela Televisa, formato pelo qual a emissora mexicana se tornou conhecida mundialmente. Diferente de outras tramas, a vilã assume o papel principal e todos os acontecimentos acabam girando em torno dela.
Embora a versão original e sua terceira versão não ganharam uma exibição no Brasil, o SBT realizou uma adaptação nacional. Em 1983, Mauro Gianfrancesco escreveu "O Anjo Maldito", sendo esta por ordem cronológica, a segunda versão desta história. Na versão brasileira, Elaine Cristina deu vida à personagem principal.

"O Anjo Maldito" foi produzida pelo SBT em 1983
Foto: Reprodução

Na coluna desta semana, confira a abertura oficial da novela. O tema principal é instrumental e foi composto por Raúl Martell.

Créditos: Televisa

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Fique por dentro da história de "Topíssima"

Pôster da novela "Topíssima"
Divulgação: Record TV / Casablanca

Na Zona Sul do Rio de Janeiro mora Sophia (Camila Rodrigues), uma empresária independente e bem-sucedida, que sempre abriu mão de romances pela vida profissional. Prestes a assumir a presidência do Grupo Alencar, ela é obrigada pela mãe, Lara (Cristiana Oliveira) – uma perua fútil que vive pelo dinheiro e que não suporta o jeito desprendido da filha – a assinar um termo de que se casará dentro de um ano ou perderá o cargo. Quem não gosta disso é Paulo Roberto (Floriano Peixoto), meio-irmão de Lara que nunca teve direito à herança, mas que comandava o grupo pela incapacidade da perua para os negócios, ficando amargurado ao ser rebaixado. Ninguém imagina que ele mantém uma rede de tráfico com o policial corrupto Pedro (Felipe Cardoso) e o químico americano Taylor (Emílio Orciollo Netto), que desenvolvem uma nova droga chamada Veludo Azul. Já na favela do Vidigal mora Antônio (Felipe Cunha), um taxista honesto, mas que se tornou rústico e um pouco machista após ser abandonado pela ex-noiva, e que amadureceu cedo para cuidar da mãe, Mariinha (Sílvia Pfeifer), dona do restaurante Cantinho da Laje, e da irmã Gabriela (Rafaela Sampaio).
Ao se conhecerem, Sophia e Antônio se detestam à primeira vista, mas acabam vivendo um intenso romance para desespero de Lara, que não quer a filha envolvida com um favelado, ainda mais quando descobre que Mariinha foi o grande amor de juventude de seu atual marido, Carlos (Maurício Mattar). Além disso, visando retomar a presidência, Paulo Roberto passa a arma diversas situações para simular que Sophia e Antônio estão por trás do tráfico, tendo ajuda de Pedro, Taylor e de sua amante Yasmin (Juliana Didone), uma mulher ambiciosa e que esconde grandes segredos. Eles também tem como aliado Edison (Bruno Guedes), um universitário bolsista que vende drogas para se sustentar, mas se afunda cada vez mais nos planos da quadrilha. Quem investiga o caso é o delegado André (Sidney Sampaio) e os policiais Graça (Rayanne Morais) e Edevaldo (Eri Johnson) – que trabalha disfarçado como personal stylist de Sophia para vigiá-la e é perseguido pela ciumenta esposa Inês (Suzana Alves). Em dado momento André precisa lidar com sua ex-mulher, Thais (Samara Felippo), que o abandonou 10 anos antes e retorna em busca da guarda de Jade (Myrella Victória).
Ainda há outras histórias, como da socialite Beatriz (Cássia Linhares), a arrogante esposa de Paulo Roberto que não admite que o filho, Rafael (Marcelo Rodrigues Filho), namore a humilde Gabriela. Madalena (Denise Del Vecchio) é uma mulher batalhadora que vive em conflito com a filha, Jandira (Brenda Sabryna), moça ambiciosa que tem vergonha de morar na favela e mente que é rica na faculdade, se envolvendo com o cafajeste Vitor (Vitor Novello), que acredita que aplicará um golpe nela. Dagoberto (Kadu Moliterno) é um policial aposentado que comanda a república Pingo D'água, onde moram diversos estudantes como a aspirante à atriz Isadora (Amanda Richter), a falsa vegetariana Beca (Marcella Rica), o atrapalhado Sem Noção (João Villa), que tenta usar o corpo malhado para conquistar as mulheres, e o expert em tecnologia Mão de Vaca (Fábio Beltrão), que investiga por conta própria o Veludo Azul. Já no Grupo Alencar trabalha Angélica (Pérola Faria), a invejosa assistente de Sophia, que tenta derrubá-la em troca de poder.

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Fique por dentro da história de "A Dona do Pedaço"

Juliana Paes é Maria da Paz, a protagonista de "A Dona do Pedaço"
Foto: Adriana Pizzotti/GShow

Desde pequena, Maria (Juliana Paes) mantém o hábito de ficar na cozinha ao lado de sua avó, Dulce (Fernanda Montenegro), com quem aprende a fazer bolos. Essa rotina a seduz mais do que as atividades impostas pelo pai, Ademir (Genézio de Barros), que quer transformá-la em uma justiceira. Já na década de 1990, Maria e Amadeu (Marcos Palmeira) se conhecem durante um passeio a cavalo. Quando descobrem que vêm de famílias rivais, sugerem um pacto de paz para viverem o romance e conseguem marcar o casamento. Mas, no altar, Amadeu leva um tiro misterioso e, após a tragédia, os Matheus prometem vingança contra os Ramirez.
As primeiras vítimas são Fabiana (Maria Clara Baldon/ Nathalia Dill) e Virgínia (Duda Batista/ Paolla Oliveira), sobrinhas de Maria e filhas de Zenaide (Maeve Jinkings). Vicente (Álamo Facó), irmão de Amadeu, fica encarregado de dar fim nas meninas, mas só consegue capturar Fabiana e, sem coragem de executar o serviço, a deixa em um convento. Ao saber do sumiço de Fabiana, a família tira Zenaide e Virgínia da cidade, mas uma nova tragédia acontece. A criança se separa da mãe e se perde pelas ruas de Vitória.
Jurada de morte, Maria conta com a ajuda da mãe, Evelina (Nívea Maria), e do padre (Fernando Eiras) para fugir. Ela consegue abrigo na casa de Marlene (Suely Franco), prima do sacerdote, no bairro do Bixiga, em São Paulo, e começa uma nova vida com a promessa de reencontrar as sobrinhas. Com o passar do tempo, recebe a notícia da morte de Amadeu, sem saber que a mentira é um acordo entre as mães, Nilda (Jussara Freire) e Evelina, que decidem dizer para ambos que os dois estão mortos.
Se não bastasse o sofrimento pela “morte” do amado, Maria se vê grávida e sem emprego, mas é incentivada por Marlene e seu novo vizinho, Eusébio (Marco Nanini), a vender bolos como forma de sustento. O negócio dá tão certo que, 20 anos depois, Maria torna-se uma bem-sucedida dona de uma cadeia de confeitarias. Vive ao lado da filha, Josiane (Agatha Moreira), que cultiva desprezo pela mãe, critica seu comportamento e aparência e odeia o próprio nome. Ela sabe que precisa da mãe para realizar o sonho de se tornar uma digital influencer e, para conquistar a projeção social que deseja, articula um plano com Régis (Reynaldo Gianecchini), um playboy de família tradicional. A jovem o apresenta para a mãe e arma o casamento entre eles para tomar o dinheiro dela. Maria sequer imagina que a união pode colocar em risco seu patrimônio conquistado com tanta luta.
Além da armação, Josiane também faz de tudo para se aproximar de Virgínia, que após ser encontrada e adotada pelo casal Otávio (José de Abreu) e Beatriz (Natália do Vale), se tornou uma das mais conhecidas digital influencers do país. A jovem não imagina que a famosa é sua prima desaparecida e se espelha nela para ter sucesso na internet. E Fabiana, que há anos não tem notícia da família, descobre o paradeiro da irmã ao vê-la em um programa de televisão com um amuleto dado de presente por Dulce para as duas. Ela decide, então, se mudar para São Paulo, onde arquiteta um plano para recuperar a vida que não teve, sem revelar o parentesco com Virgínia, afinal, tem inveja da irmã bem-sucedida.
Durante esse tempo, Amadeu se recupera na casa de campo da família com a ajuda da fisioterapeuta Gilda (Heloísa Jorge), e, certo de que sua Maria morreu, casa-se com Gilda e se muda para São Paulo, onde pretende exercer seu ofício de advogado. Na metrópole, o casal protagonista se reencontra e reacende o amor do passado.

Fonte: GShow

segunda-feira, 13 de maio de 2019

A Dona do Pedaço - Novos Promocionais

Foto: Reprodução

Já estão no ar os novos promocionais de "A Dona do Pedaço", a nova novela das 9 que irá substituir o "Sétimo Guardião" a partir da próxima semana na TV Globo.
A trama enaltece o poder feminino por meio da trajetória de Maria da Paz (Juliana Paes), uma jovem humilde, da cidade fictícia de Rio Vermelho, no Espírito Santo. Maria vem de uma família de justiceiros profissionais, os Ramirez, e se apaixona justamente por Amadeu (Marcos Palmeira), advogado formado em Vitória e membro do clã rival nos negócios, os Matheus. A trama, dividida em um prólogo e duas fases, traz uma história de amor com elementos à Romeu e Julieta, sem perder o humor, que permeia todo o folhetim.
"A Dona do Pedaço" é uma história de Walcyr Carrasco, escrita com a colaboração de Nelson Nadotti, Márcio Haiduck e Vinicius Vianna e com direção artística de Amora Mautner. Sua estreia está prevista para o próximo dia 20 de Maio.









quinta-feira, 9 de maio de 2019

Aberturas de Novelas - La Pícara Soñadora (Televisa, 1991)

Mariana Levy e Eduardo Palomo protagonizaram "La Pícara Soñadora"
Foto: Reprodução / Montagem

Em 1991, Valentín Pimstein produziu "La Pícara Soñadora" para a Televisa. Baseada na obra original de Abel Santa Cruz, a novela foi adaptada no México por Verónica Pimstein, Valeria Philips e Andrea Fernández.
Na trama, Lupita López (Mariana Levy) é uma jovem estudante de direito. Embora tenha um futuro promissor, no momento, ela não tem dinheiro e por isso, ela vive em segredo nas lojas Sares Rochild, onde trabalha durante o dia como vendedora no departamento de brinquedos e seu tio Camilo (Rafael Inclán) trabalha como vigia noturno. Tudo o que "toma emprestado" das lojas para viver, ela aponta em seu caderno para poder pagar por isso quando terminar os seus estudos.
Certo dia, ela conhece um rapaz na sala de espera do escritório do dono da loja. Ela acredita que ele está procurando emprego e Alfredo (Eduardo Palomo) decide seguir o exemplo. Usando o nome de seu melhor amigo, Carlos (Alexis Ayala), ele finge ser pobre e consegue um emprego nas lojas que pertencem ao pai, onde ninguém o conhece, para se aproximar de Lupita. O que começou como um jogo para Alfredo mudou inesperadamente quando ele acabou se apaixonando por ela.
"La Pícara Soñadora" é uma trama leve, romântica e até fantasiosa, ou seja, uma autêntica novela rosa e mais um sucesso na carreira de Valentín Pimstein como produtor de novelas.
Esta produção conta com algumas curiosidades:

  • Eduardo Palomo e Mariana Levy, protagonistas da trama, são falecidos. Ele morreu aos 41 anos, em 2003. Dois anos depois, em 2005, ela morre aos 39 anos. Ambos sofreram um infarto; 
  • A palavra pícara significa travessa, mas também pode ser associada a uma pessoa astuta, maliciosa ou alguém dissimulada o suficiente para conseguir o que deseja; 
  • Na versão mexicana, o nome Sares, dado às lojas da família Rochild, fazia referência à Sears, uma famosa rede americana de lojas de departamentos; 
  • Depois da versão de 1991, duas outras adaptações foram realizadas: Em 2001, o SBT produziu "Pícara Sonhadora", com Petrônio Gontijo e Bianca Rinaldi nos papéis principais. Em 2005, foi a vez da Televisa produzir "Sueños y Caramelos", uma versão infantil desta história, com René Strickler e Alessandra Rosaldo como protagonistas;
Na coluna desta semana, confira a abertura da novela. O tema principal, que leva o nome da novela, é interpretado por Mariana Levy.

Créditos: Televisa

segunda-feira, 6 de maio de 2019

Topíssima - Primeiros Promocionais

Foto: Reprodução

Neste mês, mais uma novela estreia na TV Aberta. Trata-se de "Topíssima" a nova produção da Record TV que irá substituir a reprise de "A Terra Prometida". Diferente das últimas novelas do canal, "Topíssima" é uma história solar e contemporânea que reabrirá mais um horário de novelas inéditas na emissora da Barra Funda. 
“Topíssima” gira em torno da produtora de moda renomada e feminista Sophia (Camila Rodrigues), ela é filha da alpinista e golpista Lara (Cristiana Oliveira), com o professor e empresário Carlos (Maurício Mattar). Sophia promete causar, já que vive como uma mulher irresponsável, namoradeira, que não possui a menor vocação para um casamento.
Talentosa, ela será cortejada por Pedro (Felipe Cardoso), que é capaz de tudo para conseguir o que quer. Mas o destino de Sophia mudará quando ela encontrar Antônio (Felipe Cunha), ela se apaixonará pelo rapaz que é totalmente machista, o que 
Baseada nos livros "Casamento Blindado" e "Namoro Blindado", escritos por Cristiane Cardoso, "Topíssima" é uma história de Cristianne Fridman com a colaboração de Aline Garbati, Camilo Pellegrini, Fabiana Reis, Jussara Fazolo e Marco Borges. A direção é de Rudi Lagemann. A estreia da trama está prevista para o dia 21 de Maio, às 7 e 45 da noite.

 

quinta-feira, 2 de maio de 2019

La Reina Soy Yo - Primeiros Promocionais

Divulgação: Univisión

A Univisión começou a divulgação de "La Reina Soy Yo", a próxima novela da emissora. Produzida pela Sony Pictures para a Televisa, a trama é uma adaptação da colombiana "La Reina del Flow", grande sucesso de 2018.
Ambientada no mundo do Reggaeton, a história de "La Reina Soy Yo" gira em torno de Yamelí, uma jovem com grande talento para a composição musical, que é condenada por um crime que não cometeu, depois de ter sido enganada pela pessoa em quem mais confiava. Na prisão, ela é vítima de um ataque e dada como morta, situação aproveitada pelo Departamento de Investigações sobre Narcóticos para infiltrá-la em uma organização criminal. Diante da nova chance e com uma nova identidade, Yamelí inicia sua vingança contra todos aqueles que acabaram com sua vida.
Sem data confirmada no México, a trama liderada por Michelle Renaud, Lambda García, Mane de la Parra e Polo Morín tem sua estreia programada para o dia 13 de Maio, às 8 da noite, substituindo "Jesus". No entanto, engana-se ao pensar que a trama da Record TV já chegou ao fim nos Estados Unidos. Em uma estratégia mais do que estranha, a novela bíblica será remanejada para o UniMás, segundo canal do grupo hispano americano, para dar lugar a "La Reina Soy Yo". Resta saber se a tática renderá bons resultados, haja vista que "Jesus" sempre manteve ótimos índices de audiência para o canal Univisión e uma mudança brusca de público mexerá com os números de audiência de ambos canais.

Créditos: Univisión

Créditos: Univisión

Créditos: Univisión

Créditos: Univisión

Créditos: Univisión