"Avenida Brasil" está de volta no "Vale a Pena Ver de Novo"

Novela de João Emanuel Carneiro era uma das mais pedidas para reprise.

Fique por dentro da história de "Cuna de Lobos"

Adaptação mexicana de clássico de 1986 estreia nesta segunda-feira, dia 7 de Outubro, no Las Estrellas.

"El Dragón" estreia nos Estados Unidos pela Univisión e terá lançamento pela Netflix

Trama é protagonizada por Sebastían Rulli, Renata Notni e Irina Baeva.

"A Escrava Isaura" está de volta da Record TV

Novela protagonizada por Bianca Rinaldi estreia hoje, dia 7 de Outubro, na faixa vespertina do canal.

Aberturas de Novelas - Caminos Cruzados (Televisa, 1994 / 1995)

Trama é adaptação de uma novela brasileira.

Notícias

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Aberturas de Novelas - La Tempestad (Televisa, 2013)

Pôster da novela "La Tempestad"
Divulgação: Televisa

Em 2013, Salvador Mejía produziu "La Tempestad" para a Televisa. Escrita por Liliana Abud e Mauricio Aridjis, a novela é uma adaptação de "La Tormenta", trama colombiana produzida em 2005 e escrita por Humberto "Kiko" Olivieri.
Nesta história, Marina Reverte (Ximena Navarrete) trabalha como gerente em um hotel, do qual é demitida após denunciar o importante empresário Ernesto Contreras (Manuel Ojeda), por tentativa de abuso sexual de uma empregada. 
No povoado de “Nuestra Señora del Mar” vive o capitão Damián Fabré (Willian Levy), dono de um barco de pesca chamado "La Tempestad". Ele fornece mercadorias para uma fábrica de conservas chamada "Neptuno". Esthercita (Laura Carmine), a filha do prefeito, é obcecada por Damián, e depois de muitos flertes ele corresponde, sem imaginar os problemas que estão por vir.
Enquanto isso, Mercedes Artigas (Daniela Romo), dona da "Neptuno", precisa de uma pessoa para ajudar a salvar sua fábrica da falência. Dessa forma, ela oferece a Marina a oportunidade de recuperar sua vida profissional, assumindo a gestão econômica e financeira da fábrica. No entanto, este encontro vai desvendar vários segredos do passado, pois ignorando o laço que as unem, mãe e filha ficam frente a frente.
Há muitos anos, Mercedes ficou grávida de Leonardo, seu namorado. Ernesto Contreras, que já era um grande mafioso, também estava interessado em Mercedes, mas não foi correspondido. Enfurecido, Ernesto mata Leonardo. Mercedes consegue fugir e dar à luz a duas filhas gêmeas. Ao localizá-la, Ernesto rouba Magdalena, sendo condenada a uma vida de maus-tratos. Sem saber do paradeiro de Magdalena e receosa pela segurança de Marina, Mercedes decide entregá-la à adoção, para que ela não acabe nas mãos do bandido.
Quando Marina e o capitão Fabré se encontram, a história de Mercedes está prestes a se repetir, pois esta relação terá vários inimigos, entre eles, Hernán Saldaña (Iván Sánchez), um homem envolvido com a máfia dedicada ao sequestro e tráfico de pessoas, especialmente mulheres destinadas à prostituição. O prefeito da cidade, Fulgencio (César Évora), é seu aliado. Marina ignora que Hernán está por trás dos ataques à fábrica, o que causa perdas consideráveis e sua missão será descobrir quem está por trás de tudo isso.
Para finalmente acabar com a relação de Damián e Marina, Esthercita garante que foi estuprada pelo capitão. Detido, ele é forçado por Fulgencio a se casar para salvar a honra de sua filha diante das pessoas. No entanto, o casamento dura pouco tempo e de forma trágica, pois Hernán, querendo se livrar de Damián, coloca uma bomba no veleiro, que explode e Esthercita desaparece.
Magoada com Damián, Marina descobre que está grávida, mas sofre um acidente e perde o bebê. Desde então, ela não decide mais procurá-lo. É neste momento, que Magdalena (Ximena Navarrete) acaba cruzando o caminho de Damián. Em uma noite de bebedeira, ele a confunde com Marina. Quando a verdade vem à tona, as irmãs descobrem que são rivais pelo amor do mesmo homem.
"La Tempestad" pintava para ser um grande sucesso, mas nem tudo deu certo. Primeiro, a inexperiência de Ximena Navarrete ficou visível na tela. Ganhadora do Nuestra Belleza México 2009 e representante do país no Miss Universo, ela foi alçada ao posto de protagonista sem ter nenhuma bagagem como atriz. Embora seu desempenho não tenha sido ruim, foi uma aposta arriscada e os papéis poderiam ter rendido mais nas mãos de uma atriz mais experiente; Em segundo lugar, o trabalho de Willian Levy deixou a desejar. Com um visual cabeludo que dividiu opiniões, sua atuação e sua dicção foram alvo de questionamentos. Capítulos depois, uma das mudanças providenciais na trama foi justamente uma repaginada na cabeleira de seu personagem; Como terceiro e último ponto, a novela não conectou totalmente com o público mexicano, provocando uma enxurrada de críticas à história.
No quesito audiência, a novela ficou abaixo do esperado. Para efeito de comparação, na mesma ocasião, "Corazón Indomable", produção de Nathalie Lartilleux que estava em exibição na faixa das 16 horas, era mais assistida do que a então novela das 21 horas.
Mesmo com tantas críticas no México, a novela teve um bom desempenho em vendas, sendo exibida em vários países da América Latina e Europa. No Brasil, a trama ficou disponível no catálogo da Netflix por algum tempo, mas alguns fãs ainda esperam que a trama seja exibida pelo SBT.
Na coluna desta semana, confira a abertura da novela. O tema principal, intitulado Hoy tengo ganas de ti, é um dueto de Christina Aguilera e Alejandro Fernández

Créditos: Televisa / © Universal Music

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Trilhas de Novelas - A Mil Por Hora (Primer Amor A Mil Por Hora)

Pôster da novela "Primer Amor A Mil Por Hora"
Divulgação: Televisa

Em 2001, Pedro Damián produziu uma nova versão do sucesso adolescente "Quinceañera" para a Televisa. Sob o título de "Primer Amor A Mil Por Hora", a trama girava em torno das aventuras de duas amigas prestes a completar quinze anos, uma data especial para a maioria das garotas.
Nesta história, Giovana (Anahí) e Marina (Ana Layevska) vivem duas realidades diferentes: Giovana vive em uma casa humilde e no tempo livre trabalha em um refeitório para ajudar seu pai com as despesas da casa. Marina é uma garota rica que vive em conflito com sua mãe, a famosa atriz Pilar Camargo (Mariagna Prats).
Catarina (Leticia Perdigón), a mãe caprichosa de Giovana, sonha em fazer uma grande festa para sua filha, apesar da situação precária de sua casa. Giovana é apaixonada por León Baldomero (Kuno Becker), um humilde mecânico que a ama sinceramente, mas essa relação é completamente rejeitada por Catarina, por conta da condição econômica de León.
Do outro lado, temos a presença do malicioso Daniel Ventura (Mauricio Islas), primo de Marina, que fica obcecado com Giovana, embora ela deixe claro que não sente nada por ele. Há também Priscilla (Arleth Terán), a irmã mais velha de Giovana que, sentindo-se deslocada do círculo familiar, direcionou toda a sua amargura contra a garota e decide, a qualquer preço, separá-la de León.
Enquanto isso, Marina deve enfrentar novamente a convivência com seu meio-irmão Rafael (Valentino Lanús), que retorna ao país depois de ter concluído seus estudos no exterior. No entanto, todo esse desprezo nada mais é do que um escudo para esconder o amor que pouco a pouco vai surgindo entre os dois, mas, por causa do orgulho de Marina, ela decide evitá-lo, fazendo com que ele passe a ficar interessado por Giovana.
"Primer Amor A Mil Por Hora" foi o trabalho em que Anahí e Ana Layevska estrearam como protagonistas de uma novela. Assim como sua versão original, a história das debutantes e seus dilemas na adolescência voltou a fazer sucesso no México. A trama chegou ao Brasil em 2003, sendo exibida pelo SBT no início de sua faixa noturna.
Desde "Primer Amor", esta história ganhou outra versão produzida em 2012, com o nome de "Miss XV" (exibida no Brasil pelo Canal Nickelodeon). Em 2019, esta mesma história está contemplada para o projeto "Fábrica de Sueños" no qual a Televisa fará mais uma versão, mas em formato de série com 20 capítulos e com o título original: "Quinceañera".
Na coluna desta semana, vamos relembrar o tema principal da novela. Intitulado A Mil Por Hora, a música foi interpretada pela cantora Lynda.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Fique por dentro da história de "Un Poquito Tuyo"

Pôster da novela "Un Poquito Tuyo"
Divulgação: Imagen Televisión

"Un Poquito Tuyo" é a história de Antonio Solano (Jorge Salinas), um pai de família muito bem-sucedido. Vindo de uma família humilde, sempre se esforçou para dar a sua família tudo o que ele não podia ter em sua juventude. Na ânsia de que não falte nada, Antonio é extremamente generoso e seus filhos Eduardo (David Palacio), Javier (David Caro Levy) e Viviana (Thali Garcia) se tornam pessoas inúteis. Eles somente gastam o dinheiro com frivolidades, enquanto sua esposa Catalina (Lorena Herrera) só se preocupa em ficar bonita à base de várias cirurgias.
No dia do seu aniversário, Antonio percebe o que ele causou aos seus familiares quando nenhum deles se lembra de parabenizá-lo. A partir daí, ele decide colocar um limite: De agora em diante, a "Bolsa Solano" termina e cada um deles terá que trabalhar para ganhar a vida. A notícia abala a todos, pois sentem que agora estão condenados à pobreza. Para Antonio, que está disposto a deixar sua posição na empresa e viver uma vida modesta, o objetivo principal dessa medida radical é devolver a sua família os valores que eles perderam e ensiná-los a apreciar as coisas que são realmente importantes na vida para salvá-los da ruína moral.
Enquanto isso, Julieta (Marjorie de Sousa), uma mulher corajosa, doce e sonhadora, está prestes a se casar com seu namorado Elvis (Raúl Coronado) acreditando que ele é o grande amor de sua vida. Ao descobrir sua traição, Julieta vai até a igreja e diante de todos, anuncia a Elvis que não vai se casar com ele e o deixa plantado. Em sua fuga desesperada, Julieta quase é atropelada por Antonio, que estava dirigindo distraído por conta do que ele havia passado com sua família. Ele tenta consolá-la ao ver o estado em que se encontra, mas para sua surpresa, ela aproveita a situação para assumir o controle de seu carro, forçando-o a ajudá-la a escapar.
Este inesperado encontro com Julieta provocará um caos na vida de Antonio, que já não poderá mais pensar em viver longe dela.

Fonte: Imagen Televisión

sábado, 23 de fevereiro de 2019

Jezabel - Primeiro Promocional

Foto: Reprodução

Há poucos dias foi divulgado o primeiro promocional de "Jezabel" a nova produção da Record TV. A macrossérie será a próxima atração da emissora paulistana para seu horario nobre.
De acordo com relatos bíblicos, Jezabel foi esposa de Acabe, rei de Israel entre anos de 874 a 853 a.C. Jezabel era filha de Etbaal, rei e sacerdote de Tiro e Sidom. Dentre os personagens bíblicos, a rainha Jezabel é uma das mulheres mais conhecidas do Antigo Testamento.
De personalidade forte e dominante, Jezabel era impulsiva e violenta. Sua principal exigência era que seu deus de devoção tivesse os mesmos direitos do Deus de Israel perante o povo. Jezabel então começou a perseguir os profetas do Senhor, mandando matar todo aquele que se pusesse contra suas práticas idólatras.
No elenco, Lidi Lisboa, André Bankoff, Rayanne Morais, Isabel Fillardis, Denise Del Vecchio, Sidney Sampaio, Felipe Cardoso,Cristiana Oliveira, entre outros.
Baseada no Livro dos Reis, "Jezabel" é uma história de Cristianne Fridman, com direção geral de Alexandre Avancini. Sua estreia está prevista para Março, substituindo "Jesus".

Créditos: Record TV

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Aberturas de Novelas - Roda de Fogo (Globo, 1986)

Foto: Reprodução

Em 1986, "Roda de Fogo" foi produzida pela TV Globo. Escrita por Lauro César Muniz com a colaboração de Marcílio Moraes, a trama foi desenvolvida a partir de uma sinopse elaborada na Casa de Criação Janete Clair, fundada por Dias Gomes em 1985. 
Nesta história, Renato Villar (Tarcísio Meira) é um rico empresário, ambicioso e sem escrúpulos, que faz qualquer coisa pelo poder. Um dossiê de irregularidades em uma de suas empresas é revelado e provoca um grande escândalo no meio empresarial. A denúncia é feita por Celso Rezende (Paulo José), seu amigo, que acaba morrendo em condições suspeitas.
Para sair desta enrascada, Renato conta com o advogado Mário Liberato (Cecil Thiré), uma pessoa sem escrúpulos e que usará os piores recursos para livrar seu cliente. Neste contexto, surge Lúcia Brandão (Bruna Lombardi), uma juíza incorruptível designada para julgar o caso de Renato. Os dois acabam se apaixonando, e Lúcia passa a viver um grande conflito: como julgar o homem que ama? 
A vida de Renato tem uma reviravolta com a descoberta de um tumor no cérebro. A partir daí, ele modifica radicalmente seu comportamento: abandona sua esposa Carolina (Renata Sorrah) para viver um grande amor com Lúcia, passa a conta atacar o alto escalão de seu grupo financeiro pela traição e busca reconquistar o amor do filho Pedro (Felipe Camargo), que nasceu de uma relação do empresário com a ex-guerrilheira Maura Garcez (Eva Vilma), uma mulher que, na juventude, sofreu com a repressão da ditadura militar.
Toda a trama de "Roda de Fogo" foi desenvolvida a partir de uma ideia simples: a história de um empresário que descobria ter os dias contados e, a partir daí, fazia uma revisão de sua vida. Na ocasião, o diretor Daniel Filho precisava escalar uma nova novela para ocupar o horário das 8 da noite e apostou todas as suas fichas neste projeto.
No início, o público estranhou ao ter um vilão como protagonista da história. No entanto, quando Renato passa por uma profunda mudança, por conta de sua doença, ele conquista a simpatia e a torcida do telespectador. O final culmina com a morte de Renato, que embora tenha sido compreendida pelo público, muitos gostariam que o desfecho tivesse sido outro.
Na coluna desta semana, confira a abertura da novela. Usando técnicas consideradas modernas para a época, a sequência foi desenvolvida pelo designer Hans Donner. O tema principal, intitulado Pra Começar, é interpretado pela cantora Marina.

Créditos: TV Globo

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Un Poquito Tuyo - Novos Promocionais

Foto: Reprodução / Imagen Televisión

Faltando poucos dias para sua estreia no México, saíram os novos promocionais de "Un Poquito Tuyo" a nova novela do Imagen Televisón. Baseada na novela chilena "Tranquilo Papá", a novela gira em torno de um homem que começa a reavaliar sua relação com seus familiares, que só o enxergam como uma conta bancária que libera dinheiro à vontade.
No elenco, Jorge Salinas, Marjorie de Sousa, Lorena Herrera, Raúl Coronado, Daniel Tovar, Thali García, David Palacio, Alexa Martín, Eugenio Montessoro, Josh Gutiérrez, Camila Rojas, Christian de la Campa, David Caro Levy, Eva Cedeño, Nubia Martí, Solkin Ruz, Sergio Rogalto, Carlos Speitzer e os gêmeos Erick e Edmundo Velarde.
"Un Poquito Tuyo" conta com a adaptação de Rossana Negrín, direção de Víctor Herrera e Felipe Aguilar, produção geral de Rafael Gutiérrez e produção executiva de Agustín Restrepo e Aurelio Valcárcel. Sua estreia está marcada para a próxima segunda-feira, dia 25 de Fevereiro, às 7 e meia da noite, pelo Imagen Televisón.

Créditos: Imagen Televisión


Créditos: Imagen Televisión


Créditos: Imagen Televisión

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Coluna: Guy Ecker em 5 faces


Conhecido por seu trabalho em novelas hispânicas, Guy Ecker é brasileiro. Filho de americanos, viveu parte de sua vida em nosso país. Com várias novelas conhecidas em seu currículo, vamos relembrar cinco trabalhos de sua carreira.


Café con Aroma de Mujer (1994): Em um de seus primeiros trabalhos para a TV, Guy vive o personagem Sebastián, neto de Octavio Vallejo, um famoso patriarca do café, proprietário de grandes extensões de terra e um dos pioneiros nas atividades de exportação de seu país. Ao longo de 60 anos, o velho Octavio consolidou um grande patrimônio e transformou seu sobrenome em símbolo de poder e de prestígio em todos os setores da sociedade. O ponto de partida desta história é justamente a morte deste patriarca. 
Com o ocorrido, toda a família, que vive em diferentes países, reúne-se para a cerimônia. Sebastián encontra-se em Londres e decide viajar para a Colômbia a fim de assistir ao sepultamento de seu avô. Naquele lugar ele conhece e se apaixona por Gaviota (Margarita Rosa de Francisco), uma humilde catadora de café que trabalha nas propriedades de sua família. Sabendo que esta união não seria aceito pelos Vallejo, Sebastián e Gaviota decidem manter o romance em segredo. No entanto, uma série de enganos acaba separando o casal, que tomam rumos diferentes até voltarem a se encontrar alguns anos depois.
Em um dos trabalhos mais relevantes de sua carreira, Guy Ecker marcou época ao lado de Margarita Rosa de Francisco em uma novela apaixonante e inesquecível.


La Mentira (1998): Em sua estreia na emissora mexicana Televisa, Guy participou de uma das novelas de maior sucesso da década de 90. Em "La Mentira", Demetrio volta ao México para castigar a mulher responsável pelo suicídio de seu irmão. No entanto, ele não sabe de quem se trata e tem apenas algumas pistas que o levam à pessoa errada. 
Acreditando que Verônica (Kate del Castillo) é a culpada, Demetrio se casa com ela para poder executar sua vingança, e torna sua vida um verdadeiro inferno. Na realidade, a culpada pelo crime é Virgínia (Karla Álvarez), a prima de Verônica, que se envolveu com o irmão de Demetrio apenas para roubar tudo o que ele tinha.


Salomé (2001): Nesta adaptação de "Colorina", Guy viveu o protagonista Julio Montesinos, herdeiro de uma família da alta sociedade. Em uma noite, quando Diego (Sebastián Ligarde), seu cunhado, vai a um cabaré e não paga a conta, Salomé (Edith González) e Karicia (Niurka Marcos) vão à mansão Montesinos para cobrar a dívida. É neste momento que Julio e Salomé se conhecem e se atraem à primeira vista. Vindos de mundos diferentes, Julio é casado e sua esposa tem uma doença incurável. Do outro lado, Salomé sofreu grandes decepções na vida, mas acredita que trabalhando como dançarina no cabaré conseguirá sair da pobreza em um futuro não muito distante. 
Lucrécia (María Rubio), a mãe de Julio, sabendo que sua nora não poderia lhe dar um neto, decide propor à dançarina que gere esta criança e depois, entregue para os Montesinos. Salomé, ciente de que não terá futuro com Julio, a princípio aceita a proposta de Lucrécia. Mas quando a criança nasce, ela se dá conta de que jamais aceitará renunciar ao filho. Anos depois, a sombra de Lucrécia volta a interferir no destino de Julio e Salomé.
Apostando em uma história já testada, "Salomé", contou com a ótima química de Guy Ecker e Edith González, outro elemento de grande importância para o sucesso da novela.


Eva Luna (2010): Nesta coprodução da Venevisión Internacional e Univisión, o ator interpreta Daniel Villanueuva, um bem-sucedido publicitário, viúvo e pai de uma menina. É um homem solitário e com grande talento para investir em novos negócios. Considerado um dos homens mais cobiçados, muito por conta de sua condição financeira, sua vida muda completamente ao conhecer Eva González (Blanca Soto), uma jovem empresária que chega aos Estados Unidos em busca de uma vida melhor.
Surpreendendo positivamente, "Eva Luna" foi um grande sucesso no mercado internacional, sendo exibida em vários países da América Latina e Europa.


Por siempre mi amor (2014): Em seu retorno à Televisa, Guy é o protagonista da nova versão de "Mi Segunda Madre". Seu personagem, Arturo de la Riva, vive um casamento feliz com Eugenia (Luz María Zettina), com quem tem uma filha, Aranza (Karyme Hernández). Sonia (Dominika Paleta), sua cunhada, inveja o casamento de sua irmã e ama Arturo em segredo. Para tirar sua irmã do caminho, Sonia arma um plano que culmina com sua morte.
Imaginando que teria o caminho livre com seu cunhado. Arturo conhece Isabel (Susana González), uma designer de interiores que passou por uma grande decepção no seu casamento com Fernando (Héctor Suárez Gomis), em quem confiava cegamente.
Após estes golpes, Isabel e Arturo iniciam uma relação que terá que superar vários obstáculos, como a manipulação que Sonia exerce sobre Aranza para que não aceite Isabel e a sede de vingança de Fernando que, desde que saiu da prisão, jura acabar com Isabel quando terminar sua condenação.
Até o momento, "Por siempre mi amor" foi o último folhetim protagonizado por Guy Ecker. Nos anos seguintes, o ator realizou papéis em produções voltadas à TV americana. Ficamos na torcida para vê-lo de volta ao gênero que consolidou sua carreira artística e, de preferência, em uma grande história.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Silvia Pinal frente a tí - Novos Promocionais

Pôster oficial de "Silvia Pinal frente a tí"
Divulgação: Televisa

Já estão no ar os novos promocionais de "Silvia Pinal frente a tí", a nova produção de Carla Estrada que contará a vida da maior diva do cinema de ouro mexicano. Nesta jornada, conheceremos os seus momentos de maior sucesso e glória, contando também as passagens mais doces e mais amargas de sua vida.
A produção de 21 capítulos conta com um elenco de 370 atores, entre os quais se destacam Itatí Cantoral, Nicol Vale, Alberto Casanova, Fernando Alonso, Pablo Montero, Mane de la Parra, Eleazar Gómez, Harry Geithner, José María Galeano, Gonzalo Guzmán, Ernesto Laguardia, Arturo Peniche, Luis José Santander, Plutarco Haza, Gabriela Rivero, Leticia Perdigón, Roberto Blandón, María de la Fuente e Kenia Gascón, entre otros.
"Silvia Pinal frente a ti" estreia no México no próximo dia 24 de Fevereiro, às 10 da noite. Os capítulos seguintes serão exibidos de segunda à sexta-feira, na faixa das 8 e meia da noite, substituindo "Mi marido tiene más familia".


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

TV Azteca anuncia estreia de "María Magdalena" no México

María Fernanda Yepes é a protagonista da série bíblica
Foto: TV Azteca

Depois de estrear em alguns países, como Panamá e Moçambique, a série bíblica "María Magdalena" será lançada no México, seu país de origem,  pelo canal Azteca 7. A produção da Sony Pictures e Dopamine está baseada na história da mulher que representa uma das personagens mais simbólicas da bíblia.
"María Magdalena" é um melodrama épico recriando a vida de uma mulher apaixonada durante os tempos de opressão. Uma mulher diferente do resto, alguém que desafiará as leis de uma sociedade corrupta inteiramente dirigida por homens. Como testemunha de um mundo cheio de traição e vícios, ela será forçada a fugir e tentar esquecer seu passado.
Na véspera de sua morte no deserto, ela encontrará Jesus, o homem que a fará entender o significado do amor verdadeiro, um amor puro e impossível destinado a despertar sua fé e o desejo de viver. Ela deixará de ser uma mulher rejeitada e se tornará a discípula mais importante do profeta nazareno.
María Fernanda Yepes, Manolo Cardona, Andrés Parra, Luis Roberto Guzmán, Diana Lein, César Mora, Juan Sebastián Calero, Vicente Peña, Danielle Ciénegas, Gustavo Sánchez Parra, Alejandro de Marino, Paquey Vasquez, Juan Manuel Lenis, Alejandro Buitrago e Luis Miguel González são alguns nomes que integram o elenco desta produção.
"María Magdalena" é uma história de Lina Uribe, Darío Vanegas e Jaqueline Vargas, escrita com a colaboração de Marcela Rodríguez e Jacques Bonnavent. A produção é de Daniel Ucros, com direção de Felipe Cano e Rodrigo Lalinde. A trama estreia no México na próxima segunda-feira, dia 18 de Fevereiro, às 9 e meia da noite.

Créditos: TV Azteca / Sony Pictures / Dopamine

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Aberturas de Novelas - Teresa (Televisa, 1989)

Pôster da novela "Teresa"
Foto: Montagem / Reprodução

Em 1989, Lucy Orozco produziu "Teresa" para a Televisa, uma novela escrita por Francisco Sánchez e Silvia Castillejos, baseada na história original de Mimí Bechelani. A trama é bastante conhecida por trazer uma protagonista bastante peculiar.
Teresa (Salma Hayek) é uma jovem bonita e inteligente, que procura desesperadamente sair da pobreza. Ressentida com a vida miserável que levou sua irmã, planeja usar sua beleza e inteligência como uma forma de entrar no mundo do luxo, ao qual sempre desejou pertencer. 
Para conseguir seu propósito, ela faz com que sua companheira de estudos, Aurora (Patricia Pereyra), entre em seu círculo de amizades. No convívio com a nova "amiga", ela conhece Raúl (Miguel Pizarro), primo de Aurora e um jovem milionário, um pouco neurótico e com tendências suicidas. Teresa se aproxima do rapaz se fingindo de rica, e usa sua beleza para seduzi-lo. 
Tempos depois, Raúl descobre que Teresa estava mentindo sobre sua condição social, mas como está completamente obcecado por ela, ele a perdoa. Os pais de Teresa aceitam o romance da filha com Raúl, justamente para o jovem não tentar tirar a própria vida. 
Conforme a história vai avançando, outros homens vão se rendendo aos encantos de Teresa, como o humilde Mario (Rafael Rojas) e o milionário Héctor de la Barrera (Daniel Giménez Cacho). No entanto, sua ambição desmedida trará consequências que afetarão sua vida e a de seus familiares.
Para o papel-título desta novela, a escolhida foi a então desconhecida Salma Hayek, sendo esta sua primeira e única protagonista de uma novela mexicana. Em entrevistas, Lucy Orozco comentou que ficou surpresa ao conhecer a atriz iniciante nos corredores da Televisa, pois ela tinha a atitude que a produtora queria para a protagonista de sua novela: "Eu a vi sentada, fora do escritório de meu chefe e lhe perguntei seu nome. Ela levantou a sobrancelha e disse soberba: 'Salma Hayek'. Eu lhe perguntei: Gostaria de fazer um teste para novela? Ela respondeu: 'Para que papel? O de protagonista?'. Respondi à ela que iria pensar. Mas naquele momento já sabia que ela era a Teresa que buscava", concluiu Orozco.
Assim como as versões anteriores (a original em 1959; outra em 1961, realizada para o cinema e uma terceira em 1965, um remake produzido no Brasil), "Teresa" foi um grande sucesso. A versão mais recente, produzida em 2010, pode ser vista novamente na tela do SBT em sua primeira reprise.
Na coluna desta semana, confira a abertura original da versão de 1989. O tema principal instrumental, que leva o nome da novela, foi composto por Guillermo Méndez Guiú.
Créditos: Televisa

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

"A Rosa dos Milagres" será exibida pelo SBT

Foto: Divulgação

Já está no ar o primeiro promocional de "A Rosa dos Milagres", uma série de cunho religioso que será exibida nas tardes do SBT. Produzida pela Televisa, a produção, originalmente intitulada "La Rosa de Guadalupe", é um dos programas mais assistidos do momento. Exibida diariamente na faixa das 19 horas, a atração consegue, de forma frequente, superar a audiência das novelas mexicanas do horário nobre.
Escrita por Carlos Mercado, com produção geral de Miguel Ángel Herros, a série apresenta histórias dramáticas com protagonistas que enfrentam muitas situações difíceis da vida real, onde os únicos recursos para progredir são a fé e a devoção.
"A Rosa dos Milagres" estreou no México em 2008, tornando-se um coringa na programação do Las Estrellas. A produção tem grande apelo junto ao público católico, sendo exibida com sucesso em vários países da América Latina.
A data de estreia e o horário deverão ser divulgados nas próximas semanas.

Créditos: SBT

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Trilhas de Novelas - Gulosa (Andando nas Nuvens)

Foto: Reprodução

Em 1999, a TV Globo produziu "Andando nas Nuvens" para o horário das 19 horas. Inspirada nas comédias românticas dos anos 1940 e 1950, a novela de Euclides Marinho girava em torno das aventuras de um desmemoriado em busca de seu passado.
Na trama, Otávio Montana (Marco Nanini) fica ausente do mundo por 18 anos, sofrendo de encefalite letárgica (também conhecida como “a doença do sono”), até que um milagre da medicina permitiu a sua recuperação. Quando ele “acorda” da doença, é constatado que sua memória ficou retida por muito mais tempo, pois suas últimas lembranças são de 1968, quando ele ainda era noivo de Eva (Renata Sorrah), que já faleceu. Otávio sequer imagina que tem três filhas moças: Júlia (Débora Bloch), Bete (Vivianne Pasmanter) e Celi (Mariana Ximenes). 
Otávio se surpreende com um Rio de Janeiro às vésperas do ano 2000, deparando-se com computadores, telefone celular e outras modernidades. Suas referências do passado são a noiva e o pai, que já morreram; Alex (Otávio Augusto), o amigo fiel que cuidou dele nessas quase duas décadas; e Antônio San Marino (Cláudio Marzo), que julga ser seu amigo, mas que aos poucos descobrirá ser o grande responsável por suas desgraças.
Otávio ainda competirá com San Marino pelo amor de Gonçala (Susana Vieira), formando um triângulo amoroso inevitável, acirrando o confronto entre o mocinho e o vilão, que já tiveram o mesmo amor por Eva. Mas Otávio irá descobrir todas as falcatruas de San Marino, e com a ajuda de seu fiel amigo, o jornalista Chico Mota (Marcos Palmeira), lutará para mostrar a todos a verdadeira face daquele que foi o responsável pela morte de seu pai e de Eva. 
Enquanto isso, as três filhas de Otávio seguem com seus problemas: Júlia Montana tem um romance atribulado com Chico Mota. Os dois são jornalistas que competem entre si e, mesmo quando descobrem que se amam, não se rendem; A interesseira Bete, que, mesmo apaixonada pelo fotógrafo Raul Pedreira (Marcello Novaes), se casa com Arnaldinho (Márcio Garcia), o filho mais velho de San Marino, vislumbrando um futuro de riqueza e luxo; Por fim, Celi, a jovem noviça dividida entre a vida enclausurada em um convento e o amor pelo jovem Thiago (Caio Blat), o outro filho de San Marino.
"Andando nas Nuvens" marcou o retorno de Marco Nanini às novelas e com um personagem escrito especialmente para ele. A trama também trouxe Caio Blat, Mariana Ximenes e Fernanda Souza, estreantes em uma novela global, que já vinham trilhando suas carreiras nas novelas do SBT. 
Na trilha sonora, a TV Globo apostou no talento de um grupo plus size, formado por oito irmãos, para interpretar o tema principal de "Andando nas Nuvens". O Fat Family surgiu em 1998 e já no primeiro álbum vendeu cerca de 1.800.000 cópias. Inspirados em cantores norte americanos (Whitney Houston, Chaka Khan, Aretha Franklin e James Brown) e na tradicional música gospel negra, o grupo rapidamente começou a construir uma história de sucesso na música.
Na coluna desta semana, relembre a música Gulosa, faixa integrante do segundo álbum do grupo, intitulado Fat Festa.

 

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Canal Caracol estreia a novela "La Gloria de Lucho"

Banner da novela "La Gloria de Lucho"
Divulgação: Caracol Televisión

A partir de hoje, dia 11 de Fevereiro, "La Gloria de Lucho" é a grande estreia da semana na televisão colombiana. Baseada na vida do político Luis Eduardo Díaz, a novela narra a história de superação de um homem que passou por uma grande transformação de vida.
Luis Eduardo Díaz, um metro e sessenta de alturalinguista e engraxate de profissão, com seu esforço, determinação e sem trair seus valores, conseguiu se transformar em um político bem-sucedido.
Lucho deixou de viver em uma carroça para ter sua própria casa, de tomar chicha (bebida fermentada produzida pelos povos indígenas desde a época do Império inca) para beber um bom whisky e de comer leitão para saborear um espaguete ao molho de tamarindo. Ele se reuniu com o prefeito, jantou com burocratas e foi assediado por empresários corruptos, bajulado pelos delinquentes de seu bairro e perseguido por mulheres interessadas no seu dinheiro e status. "Lucho", como é conhecido, tendo apenas a quinta série e um diploma na universidade da rua, tornou-se o político mais famoso da Colômbia da noite para o dia.
Este sucesso nunca poderia ter sido conquistado sozinho, pois ao seu lado sempre esteve Gloria Vargas, o grande amor de sua vida, uma mulher que o inspirou e com quem ele montou uma equipe vitoriosa. Juntos, eles passaram por uma vida de luta marcada pela miséria, vencendo a fome, o frio da rua e a tragédia de ver a filha morrer queimada. Apesar de todas as adversidades, Gloria e Lucho demonstraram que o amor supera tudo.
Tendo nascido em uma família atípica, com uma mãe submissa e um pai sem amor, Lucho sabia que precisava trabalhar duro para conseguir as coisas. Ele passou fome, foi humilhado e maltratado. Depois de ter sido agredido por seu pai em várias ocasiões, ele decide fugir de casa. Teve anos de pobreza, mas aprendeu os truques necessários para sobreviver e, embora tenha voltado para casa, sua obstinação era tanta que ele nunca recuou. 
Paralelamente, Gloria, uma garota que também precisava de ajuda para comer, conhece Lucho e consegue evitar que ele morra de fome. Sendo apenas uma criança, ele é grato pelo apoio de Gloria. Mas o destino, sempre colocando Lucho à prova, acaba afastando os dois por muito tempo.

O pequeno Lucho
Divulgação: Caracol Televisión

Lucho encontra um novo emprego como engraxate, deixando a reciclagem de lado. A vida volta a lhe sorrir quando um de seus clientes lhe faz uma proposta que mudaria sua vida para sempre. Vendo as habilidades de oratória do engraxate, esse cliente o convida a se lançar na câmara municipal. Depois de alguns anos no poder, Lucho conhece os méritos do sucesso e desfruta do que seria tanto sua glória quanto sua desgraça. Tendo tudo o que sempre sonhou, Lucho também experimenta a traição e a corrupção que é vivenciada no mundo da política. 
Ele é alçado ao sucesso, mas acaba perdendo tudo o que tinha conseguido. Lucho é cruelmente deposto e desqualificado de poder trabalhar como político por vários anos.
"La Gloria de Lucho", uma produção de Teleset para a Caracol Televisión, é uma história de Juan Andrés Granados e Gerardo Pinzón. A direção é de Olga Lucía Rodríguez e Luis Carlos Sierra, com produção executiva de Yalile Giordanelli.
Enrique Carriazo, Verónica Orozco, Luis Eduardo Arango, Andrea Guzmán, Constanza Gutiérrez, Edgardo Román, Katty Saénz, Natalia Giraldo, Alejandra Lara, Carlos Camacho, Laura Torres e Juliana Velásquez são alguns nomes dos artistas que integram o elenco desta novela.
"La Gloria de Lucho" estreia às 9 da noite no Caracol Televisión.

Créditos: Caracol Televisión

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Aberturas de Novelas - Éramos Seis (SBT, 1994)

Foto: Reprodução

Em 1994, o SBT reativa seu núcleo de teledramaturgia com a produção de uma nova versão de "Éramos Seis", uma história de Maria José Dupré, adaptada por Silvio de Abreu e Rubens Ewald Filho.
"Éramos Seis" narra o cotidiano da vida de Lola (Irene Ravache), ao lado do marido Júlio (Othon Bastos) e dos quatro filhos – Carlos (Caio Blat / Jandir Ferrari), Alfredo (Wagner Santisteban / Tarcísio Filho), Isabel (Carolina Vasconcellos / Luciana Braga) e Julinho (Rafael Pardo / Leonardo Brício) – desde quando estes eram crianças até a idade adulta.
A história transcorre todos os fatos marcantes de sua vida: a dura luta para criar os filhos, a morte do marido e de Carlos, os problemas com o rebelde Alfredo, a união precoce de Isabel com um homem casado, e o casamento de Julinho com uma moça rica que culmina com a ida de Dona Lola para um asilo, para terminar seus dias sozinha. 
Entre tanto sofrimento, a trama reservava alguns momentos leves: a amizade de Lola com a vizinha Dona Genu (Jandira Martini), casada com Virgulino (Marcos Caruso), um casal divertido; Os passeios de Lola à casa de sua mãe, Dona Maria (Yara Lins), em Itapetininga, no interior de São Paulo, onde moram suas duas irmãs, Clotilde (Jussara Freire) e Olga (Denise Fraga), e a tia Candoca (Wilma Aguiar); A espevitada Olga se casa com o farmacêutico Zeca (Osmar Prado) e juntos dão início a uma grande prole; Por fim, Clotilde se apaixona por Almeida (Paulo Figueiredo), um amigo de Júlio, mas não consegue romper com os padrões morais da sociedade quando precisa decidir morar com ele, que é um homem desquitado.
Bem avaliada pelo público e pela crítica, "Éramos Seis" é considerada uma das melhores produções do SBT na área de dramaturgia. Com o sucesso da novela, outros títulos vieram na sequência, em sua maioria, tramas de época.
Nos próximos meses, mais uma nova versão desta história está chegando, agora na tela da Globo, a atual detentora dos direitos desta obra. Com isso, a versão do SBT não poderá ser reprisada tão cedo, conforme noticiado em vários sites do gênero.
Na coluna desta semana, relembre a abertura da novela. O tema principal é uma versão instrumental de Valsinha, uma composição de Chico Buarque e Vinícius de Morais.

Créditos: SBT

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Fique por dentro da história de "Betty en NY"

Banner oficial de "Betty en NY"
Divulgação: Telemundo

"Betty en NY" contará a história de Beatriz Aurora Rincón Lozano (Elyfer Torres), uma latina inteligente e experiente que vive em Nova York e, após seis meses de rejeição em várias entrevistas de emprego devido à falta de atributos físicos, decide aceitar uma posição abaixo de suas qualificações. Dessa forma, ela consegue um emprego na V & M Fashion como secretária do presidente da empresa, confiante de que acabará sendo promovida com o seu trabalho. 
Seu senso limitado de moda fará dela uma vítima do ridículo e de humilhações, corroendo sua autoestima, ao estar cercada por modelos e mulheres bonitas. No meio do glamour e dos negócios, e da luta entre a beleza e a feiura, Betty crescerá como mulher, mas também enfrentará o maior desafio de sua vida, que até seus títulos e especializações não irão ajudá-la a resolver: o amor.
Baseada na obra de Fernando Gaitán, "Betty en NY" é uma produção de Miguel Varoni, com adaptação de Valentina Párraga, Sandra Velasco e Alejandro Vergara e direção de Gustavo Loza, Fez Noriega e Luis Manzo. A novela estreia hoje nos Estados Unidos, dia 6 de Fevereiro, às 9 da noite, pela Telemundo.

Fonte: Telemundo

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Coluna: Tony Ramos em 5 faces


Reconhecido como um dos maiores atores de nosso país, Tony Ramos faz parte da história da teledramaturgia nacional. Com inúmeros trabalhos de sucesso, sua trajetória artística pode ser considerada uma das mais sólidas na TV. Na coluna desta semana, destacamos 5 trabalhos do ator.


Pai Herói (1979): Nesta história de Janete Clair, Tony interpretou o papel de André Cajarana, um rapaz criado na cidade de Paço Alegre, em Minas Gerais, pelo avô paterno. Abandonado pela mãe na infância, André cresceu acreditando que seu pai era um grande homem. Com a morte do avô, ele vai para o Rio de Janeiro com o intuito de procurar sua mãe e limpar a memória de seu pai, que era tido como bandido, bicheiro e traficante.
Além da popularidade conquistada por seu personagem, a boa química de André com Carina (Elizabeth Savala) fez com que a escritora atendesse ao pedido do público e mudasse o final do protagonista que, inicialmente, terminaria a história ao lado de Ana Preta (Glória Menezes).


Baila Comigo (1981): Nesta trama de Manoel Carlos, Tony viveu dois personagens idênticos. De um lado, João Victor acredita ser filho de Martha (Tereza Rachel) e Quim (Raul Cortez). Do outro lado está Joaquim "Quinzinho", seu outro irmão que foi criado por Helena (Lilian Lemmertz), a verdadeira mãe dos gêmeos. Fisicamente iguais, mas de personalidades diferentes, João e Joaquim ignoram o laço de sangue que os unem, bem como a existência do outro. 
Em "Baila Comigo", sem dúvidas, o maior desafio de Tony foi imprimir características diferentes aos seus dois personagens, apesar da semelhança física. Enquanto João era dinâmico, objetivo e autoritário, Quinzinho era mais sonhador e idealista.


Selva de Pedra (1986): Neste remake do clássico de Janete Clair, Tony interpretou o protagonista Cristiano Vilhena, um homem ambicioso e disposto a lutar por um lugar na sociedade. Ao brigar com um playboy da cidade de Duas Barras, que morreu durante o confronto, Cristiano foge para o Rio de Janeiro, acompanhado da escultora Simone (Fernanda Torres), a única pessoa que testemunhou o incidente entre os dois rapazes. Na cidade maravilhosa, os dois se apaixonam e se casam. Quando ele conhece a bem-sucedida Fernanda (Christiane Torloni), Cristiano fica cada vez mais envolvido com ela. No entanto, ao conhecer o mau-caráter Miro (Miguel Falabella), sua vida passará por grandes mudanças. Sabendo do interesse de Fernanda por Cristiano e percebendo a ambição do rapaz, Miro o convence a romper seu relacionamento com Simone para se casar com Fernanda, ressaltando os benefícios que Cristiano teria com essa união, deixando a vida simples ao lado de Simone para se tornar um acionista do Estaleiro Celmu S.A.
Nesta história, testada com sucesso no início da década de 70, Tony reviveu o papel interpretado por Francisco Cuoco, um trabalho realizado com bastante competência.


Felicidade (1994): Em mais uma trama de Manoel Carlos, Tony interpreta Álvaro, um rapaz que conhece Helena (Maitê Proença) durante um jogo do Brasil na Copa do Mundo. Os dois se apaixonam mas, por obra do destino, ela acaba se casando com Mário (Herson Capri), um engenheiro agrônomo que chega à cidade para instalar uma escola agrícola. Algum tempo depois, quando Helena está separada, ela e Álvaro se reencontram, mas, dessa vez, ele está comprometido com a rica e problemática Débora (Vivianne Pasmanter). A reaproximação dos dois acaba remexendo em sentimentos adormecidos e Helena acaba engravidando. Por ser de uma família conservadora, Helena decide esconder sua gravidez de todos, inclusive do verdadeiro pai, que só descobriria a verdade 8 anos mais tarde. 
Explorando o recurso da descoberta de paternidade, "Felicidade" foi uma história bastante emocionante. Em relação ao seu trabalho na trama, Tony não teve dificuldades em ganhar o público na pele de um bom rapaz, um perfil bastante próximo da imagem e personalidade do ator.


Caminho das Índias (2009): Nesta novela de Glória Perez, Tony viveu o indiano Opash Ananda, um homem orgulhoso, sério e apegado aos costumes mais tradicionais. Casado com Indira (Eliane Giardini), é pai de Raj (Rodrigo Lombardi), Amitav (Danton Mello), Ravi (Caio Blat) e Shanti (Carolina Oliveira). Defensor do sistema de castas, Opash decide arranjar um casamento para Raj com o objetivo de que ele esqueça a namorada brasileira Duda (Tania Kalil), chamada de "firanghi" (estrangeira) pelos indianos. A escolhida é Maya (Juliana Paes), uma jovem pertencente a uma tradicional família da casta dos comerciantes. No entanto, Maya tem uma relação com Bahuan (Márcio Garcia), considerado um "dálit", um homem impuro e condenado a não tocar com sua sombra um integrante das castas.
Assim como seus colegas de elenco, Tony Ramos precisou imergir em uma cultura totalmente diferente da sua e compreender a tradição e os costumes indianos para compor seu personagem. Logo, um trabalho de maior nível de complexidade, que envolveu muito estudo e dedicação. 

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Un Poquito Tuyo - Primeiro Promocional

Foto: Reprodução

Tem novidade chegando em breve no Imagen Televisión. A novela "Un Poquito Tuyo" promete ser uma história leve e contemporânea, que poderá ser vista por toda a família. 
A trama narra a história de um homem extremamente bem-sucedido que se esforça para que nada falte à sua família, enquanto eles somente gastam o dinheiro em frivolidades. Quando ele decide estabelecer um limite, todos se abalam com a sensação de que estão condenados à pobreza. Nesta luta para devolver à sua família os valores que foram perdidos, ela conhece uma jovem que lhe dá esperança e lhe devolve o desejo de sorrir novamente.
No elenco, Jorge Salinas, Marjorie de Sousa, Lorena Herrera, Raúl Coronado, Daniel Tovar, Thali García, David Palacio, Alexa Martín, Eugenio Montessoro, Josh Gutiérrez, Camila Rojas, Christian de la Campa, David Caro Levy, Eva Cedeño, Nubia Martí, Solkin Ruz, Sergio Rogalto, Carlos Speitzer e os gêmeos Erick e Edmundo Velarde.
Baseada na novela chilena "Tranquilo Papá", uma história de Rodrigo Bastidas, "Un Poquito Tuyo" conta com a adaptação de Rossana Negrín, direção de Víctor Herrera e Felipe Aguilar, produção geral de Rafael Gutiérrez e produção executiva de Agustín Restrepo e Aurelio Valcárcel.
A data de estreia no México e horário deverão ser divulgados nas próximas semanas. Confira o primeiro promocional de divulgação.

Créditos: Imagen Televisión