Fique por dentro da história de "Bom Sucesso"

Novela das sete da Globo é a grande estreia da semana.

"Apocalipse" estreia nos Estados Unidos pelo UniMás

Novela será exibida no horário nobre do canal hispânico.

Fique por dentro da história de "Cita a Ciegas"

Novela mexicana é a grande estreia da Televisa nesta semana.

La Usurpadora - Primeiros Promocionais

Série de 25 capítulos estreia no México em Setembro.

"Bolivar, una luta admirable estreia na Plataforma Netflix.

Produção é considerada uma das mais caras da história da televisão colombiana.

Notícias

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Aberturas de Novelas - Corazón Salvaje (Televisa, 2009)

Pôster oficial da novela "Corazón Salvaje"
Divulgação: Televisa

Em 2009, Salvador Mejía teve um grande desafio em mãos ao produzir uma nova versão do clássico "Corazón Salvaje", uma novela bastante conhecida e querida do público. A adaptação da trama ficou a cargo de Liliana Abud.
Nesta história, María del Rosario (Laura Flores) e Juan de Dios (Osvaldo Ríos) estão apaixonados, mas são separados por diferenças sociais. Ela é uma jovem da alta sociedade de Veracruz, enquanto ele é um humilde pescador. 
Rodrigo Montes de Oca (Enrique Rocha), um dos homens mais poderosos da cidade, fica furioso ao saber que os dois planejam se casar. Para impedir a união, ele envia o pescador para a prisão e com o auxílio de Leonarda (Helena Rojo), irmã de Maria del Rosario, aprisiona a jovem em sua fazenda, onde ela dá à luz ao filho deste amor proibido.
Tempos depois, Juan de Dios consegue sair da prisão. No entanto, ao ser perseguido por Rodrigo, ele cai de um precipício e desaparece no mar. Com planos de se casar com Rodrigo, Leonarda decide se livrar do bebê de sua irmã e a tranca no porão da fazenda. Ao encontrar Rodrigo, Leonarda lhe diz que ela está morta. Desiludido, Rodrigo rejeita o amor de Leonarda e foge para a Europa, de onde retorna casado com Constanza (Laisha Wilkins). Leonarda acaba se casando com Noel (René Casados), o tabelião, e dá à luz a Renato (Omar Yubeli).
Juan de Dios sobrevive a queda e descobre que seu filho foi encontrado nas montanhas por Remigio (Alejandro Felipe) e adotado por sua mãe, Aurora (Patricia Martínez), que lhe deu o nome que estava escrito em um bilhete escondido em seus cobertores: Juan de Dios.
Anos mais tarde, quando o pescador está gravemente doente, ele procura seu filho, lhe conta sua história e pede para que ele se vingue de Rodrigo. 
Diante de sua sepultura, Juan de Dios (Eduardo Yañez) jura cumprir a promessa que fez ao seu pai e muda seu nome para Juan del Diablo. No entanto, quando se encontra com as filhas gêmeas de Rodrigo, Aimée (Aracely Arámbula) e Regina (Aracely Arámbula), ele é dominado por uma paixão incontrolável por Aimée.
Regina ama Renato (Cristián de la Fuente), mas quando ele se envolve com Aimée, Regina decide entrar para um convento. Aimée se casa com Renato, mas continua seu romance com Juan. Quando está prestes a fugir com Juan e são descobertos por Renato, Regina tenta proteger a irmã, alegando que ela é a única que ia fugir com Juan. 
Diante da revelação, Renato obriga-os a se casar e Juan aceita, pois ele decide fazer Regina pagar por tudo o que Rodrigo fez para seus pais. No entanto, ao se conhecerem melhor, eles vão perceber que nasceram um para o outro e que o amor será mais forte do que o ódio ou a vingança.
"Corazón Salvaje" teve inúmeras adaptações, tanto para a TV como para o cinema. Nesta última versão, o produtor Salvador Mejía e sua escritora parceira Liliana Abud não se limitaram em adaptar somente a história de Caridad Bravo Adams, mas incluíram também o argumento de "Eu Compro essa Mulher", de Olga Ruilópez. O resultado final foi desastroso tanto no aspecto de produção como na história em si.
Obcecado por personagens idênticas desde "A Usurpadora" e achando que tal artifício seria garantia de sucesso para sua nova novela, Mejía escalou Aracely Arámbula para interpretar Mónica e Aimée que, desta vez, eram gêmeas. Para reviver o lendário Juan del Diablo, Eduardo Yañez foi o escolhido. O casal não foi aprovado pelo público não somente pela falta de química, mas também por não serem ideais para interpretar estes papéis. Outro ponto criticado foi a idade de vários artistas, que eram velhos demais, se levarmos em conta a idade de seus personagens. Também não faltaram erros de continuidade em uma produção que exigia cuidado redobrado, como é o caso de uma novela de época. 
Mesmo com tantos problemas, a novela abriu portas para dois artistas. Angelique Boyer, que interpretava uma jovem de dupla personalidade, viria a interpretar no ano seguinte, o grande papel de sua carreira: Teresa. O ator chileno Cristián de la Fuente, também passou a ganhar maior destaque nas novelas da Televisa, passando a protagonizar vários melodramas.
Com curiosidade, desde a última versão de "Corazón Salvaje", a Televisa ficou sete anos sem produzir nenhuma novela de época, voltando ao gênero somente em 2016 com "El Hotel de los Secretos".
Na coluna desta semana, relembre a abertura da novela. O tema principal, intitulado Me enamoré de ti, é interpretado por Chayanne.

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Angelique Boyer e Michel Brown confirmados como protagonistas de "Contracara"

Angelique Boyer e Michel Brown, protagonistas de "Contracara"
Foto: Reprodução

Depois de muitos rumores, agora é oficial: Angelique Boyer e Michel Brown estão confirmados como protagonistas de "Contracara", nova série que será produzida pela W Studios e Lemon Films para Televisa. A notícia foi confirmada por Carlos Bardasano, vice-presidente de conteúdo original da W Studios, em entrevista ao site Produ.
A série será escrita por Leonardo Padrón em seu primeiro trabalho para a Televisa. O autor venezuelano já escreveu histórias para as principais emissoras de TV em espanhol como RCTV, Venevisión, TV Azteca, Telemundo e Univisión.
"Contracara" é uma história complexa de destinos que se cruzam no momento em que um magnata da mídia é assassinado no dia do seu casamento, ao mesmo tempo em que um assassino nos Estados Unidos é executado na cadeira elétrica. A alma do magnata é reencarnada no corpo do assassino e, por sua vez, a alma do assassino acaba no corpo de um professor de antropologia. Agora, todo homem não apenas terá que lidar com um novo corpo, mas também se adaptar a um novo espírito.
Alejandro Nones ("La Piloto", "Corona de Lágrimas"), Arturo Barba ("La Piloto", "Señora Acero"), Claudia Martín ("Enamorándome de Ramón", "Sin tu mirada") e Macarena Achaga ("Miss XV") são outros nomes já confirmados para o elenco da série.
O novo projeto marca o retorno de Angelique Boyer, depois de um breve descanso após o final das gravações de "Tres Veces Ana". Michel Brown é conhecido por seu trabalho em produções da Telemundo como "Pasión de Gavilanes” e “La Querida del Centauro”.
"Contracara" tem previsão de 80 capítulos e o início das gravações está previsto para o dia 18 de Junho, com locações no México e nos Estados Unidos.

Segunda temporada de "Mi marido tiene familia" terá novo título

Zuria Vega e Daniel Arenas continuam na segunda fase de "Mi marido tiene familia"
Divulgação: Televisa

A segunda temporada de "Mi marido tiene familia" terá muitas novidades e entre elas, um novo título à trama: "Mi marido tiene más familia". A pequena mudança faz referência às histórias dos novos personagens que entram nesta etapa.
O original coreano "My husband got a family" conta somente com 58 capítulos e sua adaptação mexicana foi realizada em 101 capítulos. Como o k-drama não teve continuidade em seu país natal, a segunda temporada é inteiramente desenvolvida pelos escritores Héctor Forero López e Pablo Ferrer García-Travesí, com produção geral de Juan Osorio. A maioria dos personagens de "Mi marido tiene familia" foi mantida, mas a inclusão de novas histórias permitiram a entrada de outros integrantes que irão movimentar a trama de "Mi marido tiene más familia".

Arath de la Torre volta a interpretar Pancho López em "Mi marido tiene más familia"
Foto: Divulgação

Juan Osorio convidou novamente Arath de la Torre para reviver Pancho López, personagem protagonista da novela "Una Familia con Suerte", grande sucesso de 2011. O ator já havia voltado com o mesmo personagem, em 2013, para uma participação especial em "Porque el amor manda", outra produção de Osorio. 

Gonzalo Vega Jr, Susana González, Carmen Salinas e Carlos Bracho
estão na segunda fase de "Mi marido tiene familia"
Divulgação: Televisa

Além de Arath, Gonzalo Vega Jr, Susana González, Carmen Salinas e Carlos Bracho estão entre os novos integrantes da novela.
"Mi marido tiene más familia" tem estreia prevista no México para o dia 9 de Julho, substituindo "Tenías que ser tú", no Las Estrellas.

terça-feira, 29 de maio de 2018

La jefa del campeón - Novos Promocionais

Banner oficial de "La jefa del campeón"
Divulgação: Televisa

Embarcando no clima da Copa do Mundo, a Televisa segue divulgando as chamadas de sua nova novela. "La jefa del campeón" é uma produção de Roberto Gómez Fernández e está baseada na trama colombiana "La Mamá del 10", atualmente em exibição em seu país natal.
Nesta história, Tita Menchaca (África Zavala) é uma mulher de recursos limitados, determinada e muito comprometida em criar com dignidade seus filhos: Rey (Enrique Arrizon) e Fabiola (Alejandra Robles Gil). Ao ser abandonada pelo marido, Waldo (Alberto Agnesi), ela se muda para a capital para reorganizar sua vida como mãe solteira. Com o passar do tempo, seu filho Rey, sonha em ser um dos melhores jogadores de futebol do país, o que leva Tita a fazer tudo para ajudá-lo a realizar seu sonho, mas será um ótimo caminho a percorrer.
África Zavala, Carlos Ferro, Enrique Arrizon, Marisol del Olmo, Claudia Ramírez, Alejandra Robles Gil, Alberto Agnesi, Vanessa Bauche, Axel Rico, Raúl Coronado, Dagoberto Gama, Gemma Garoa, Lalo Palacios e Josh Gutiérrez são alguns dos nomes que formam o elenco da novela.
"La jefa del campeón" estreia no dia 11 de Junho, às 6 e meia da tarde, substituindo "Hijas de la Luna", no Las Estrellas.




segunda-feira, 28 de maio de 2018

Próxima supersérie da Globo será adaptação de obras de Nelson Rodrigues

Nelson Rodrigues

A próxima supersérie da Globo dará o que falar. Prevista para estrear em 2019, a produção, que atende pelo nome provisório de "Sem Limite", será uma adaptação de duas obras polêmicas de Nelson Rodrigues: "Toda Nudez Será Castigada" e "Bonitinha, Mas Ordinária". O autor Euclydes Marinho já trabalha no roteiro da trama que terá a direção geral de Amora Mautner. As informações são da coluna Notícias da TV, do UOL.
Encenada pela primeira vez em 1965 e levada ao cinema em 1973, "Toda Nudez Será Castigada" conta a história de Herculano, um viúvo que promete ao filho Serginho nunca mais se casar. Até que ele se apaixona pela prostituta Geni, que luta contra um câncer no seio, e a leva para morar em casa, quebrando a promessa ao herdeiro. A situação piora quando Serginho se encanta pela madrasta, apesar de ter tendências homossexuais.
Já "Bonitinha, Mas Ordinária", foi escrita em 1962 para o teatro e ganhou três versões para o cinema: uma em 1963, outra em 1981 e a mais recente, em 2013. A história começa com o estupro da jovem Maria Cecília por vários rapazes negros. Envergonhado pela desgraça da filha, o milionário Heitor propõe a um de seus funcionários, o dedicado Edgar, que se case com ela. Ele aceita, mas é desmerecido pelo sogro, que acredita que ele está de olho apenas na fortuna. Enquanto tenta provar que ama Maria Cecília, Edgar se encanta pela vizinha Rita.

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Após divergências com a Record TV, Vivian de Oliveira deixa de escrever "Apocalipse"

Vivian de Oliveira, a autora de "Apocalipse"
Foto: Divulgação

Ao que parece, as coisas não andam nada bem nos bastidores de "Apocalipse". Como reflexo deste clima, a autora Vivian de Oliveira deixou de escrever sua própria novela, depois de vários desentendimentos com a direção da Record TV. A informação é da jornalista Patrícia Kogut, do O Globo.
Desde o início da novela, foi noticiado que a novela estava sofrendo interferências da Igreja Universal, por meio de Cristiane Cardoso, que assina a supervisão de texto de "Apocalipse". Diversas alterações foram realizadas no texto de Vivian, levando ao ar cenas diferentes do que foram idealizadas, deixando a autora bastante descontente com o resultado final.
Com isso, a parte final da novela foi concluída por seus colaboradores, com a supervisão de Cristiane Cardoso.
O contrato de Vivian com a Record TV vai até 2020. A autora foi a responsável por escrever boa parte das produções bíblicas de sucesso produzidas pela emissora: "A História de Ester" (2010), "Rei Davi" (2012), "José do Egito" (2013) e "Os Dez Mandamentos" (2015).
Mesmo com os bastidores turbulentos, o final de "Apocalipse" está previsto para Junho.

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Aberturas de Novelas - Pecado Capital (Globo, 1975)

Capa do Box da novela "Pecado Capital"
Divulgação: TV Globo

Em 1975, Janete Clair escrevia "Pecado Capital" um dos maiores sucessos de sua carreira. A trama foi produzida em tempo recorde para substituir a primeira versão de "Roque Santeiro", que havia sido proibida pela Censura Federal pouco tempo antes de sua estreia.
Na trama, José Carlos Moreno, o Carlão (Francisco Cuoco), é um motorista de táxi, noivo da operária Lucinha (Betty Faria), que se vê diante de um dilema ético ao deparar com o dinheiro de um assalto, que fora esquecido em seu carro. A princípio, guarda a mala de dinheiro, mas não resiste em usá-lo quando o pai, Raimundo (Gilberto Martinho), tem seus problemas de saúde agravados. Movido pela ambição, Carlão acaba se apossando do dinheiro e ascende socialmente, abrindo sua própria frota de táxi.
Carlão é influenciado por Eunice (Rosamaria Murtinho), uma mulher infeliz no casamento que foi envolvida involuntariamente no assalto e acabou se apaixonando por ele. A ascensão social de Carlão acompanha o fim de sua relação com Lucinha, que, contra a vontade dele, se tornou uma modelo renomada. Enquanto isso, Eunice é processada como cúmplice do assalto. O sentimento de culpa de Carlão por ter ficado com o dinheiro que não lhe pertencia e por não ter inocentado Eunice o levam a se casar com ela, mesmo ainda amando Lucinha.
No outro lado da história, ganha força o drama de Salviano Lisboa (Lima Duarte), um milionário viúvo que, apesar de ser pai de seis filhos, vive em completa solidão. Até conhecer Lucinha, então operária de sua fábrica, e lançá-la como modelo exclusiva das confecções de sua indústria têxtil. Longe de Carlão, Lucinha se envolve cada vez mais com Salviano, completamente apaixonado por ela.
A entrada de Lucinha na vida de Salviano aciona uma série de conflitos com os filhos dele, resistentes à união, por não concordarem com a diferença de idade do casal e por acharem que Lucinha só está interessada no dinheiro do velho. É quando Vilma (Débora Duarte), uma de suas filhas, tem acelerado seus problemas psicológicos, vítima de um trauma na infância, por nunca ter aceitado bem a morte prematura de sua mãe. Vilma acaba se casando com Nélio Porto Rico (Denis Carvalho), dono da agência que faz a publicidade das indústrias de seu pai.
As coisas passam a não ficar fáceis para Carlão. O ex-taxista começa a gastar muito dinheiro. Para não perder o status, e por conta de sua obsessão por Lucinha, envolve-se em transações ilícitas com Sandoval (Alfredo Murphy), um perigoso marginal, que passa a ameaçá-lo, cobrando a dívida de um empréstimo.
No final da trama, Carlão decide ficar com Eunice. Redimido, vende a frota de táxis para devolver o dinheiro do assalto e, em seguida, entregar-se à polícia. No entanto, Sandoval sequestra e tortura Elisete (Leina Krespi), que acaba revelando os planos do irmão. Carlão deixa a mala com o dinheiro nas obras de implantação do metrô do Largo da Carioca, no Centro do Rio, e avisa à polícia, sem saber que é seguido por Sandoval e seu comparsa. Ao avistar os bandidos, Carlão corre atrás dos dois e consegue recuperar a mala, mas é morto a tiros.
"Pecado Capital" foi a primeira novela em cores para o horário das 20 horas. Neste projeto, Janete Clair adotou outro estilo para contar sua nova história, com mais realismo, menos melodrama e com um final bastante inesperado para a época. De acordo com a sinopse original, Carlão teria um final feliz ao lado de Lucinha e devolveria o dinheiro, mas após muitas conversas com o diretor da novela, Daniel Filho, o roteiro passou por alguns ajustes, caminhando assim, para um final atípico e ousado. Para muitos críticos especializados, "Pecado Capital" é considerada uma das novelas mais maduros da autora. 
Na coluna desta semana, relembre a abertura da trama. O clássico tema de abertura, que leva o nome da novela, foi composto e interpretado por Paulinho da Viola. 

terça-feira, 22 de maio de 2018

Coluna: René Strickler em 5 faces


Conhecido por seus papéis em novelas mexicanas, René Strickler nasceu na Argentina. Começou sua carreira como modelo e depois migrou para a atuação. Desde 1997, quando conseguiu seu primeiro papel na TV, René já conta com mais de 20 novelas em seu currículo. Na coluna desta semana, selecionamos as 5 faces mais marcantes do ator. 


El Privilegio de Amar (1998): Foi em sua terceira novela que René viu sua carreira deslanchar de vez. O sucesso de "El Privilegio de Amar" fez com que o ator ficasse conhecido internacionalmente, passando a ser mais requisitado em trabalhos futuros.
Nesta história, baseada na trama venezuelana "Cristal", René é Víctor Manuel, filho do primeiro casamento de Andrés Duval (Andrés García), um importante ator de novelas. Ao conhecer Cristina (Adela Noriega) na Casa de Modas de sua madrasta, Luciana Duval (Helena Rojo), fica encantado com a beleza da jovem e os dois se apaixonam. No entanto, o rapaz é comprometido com Tamara (Cynthia Klitbo), que faz de tudo para impedir que o relacionamento continue.


Piel de Otoño (2004): Em "Piel de Otoño", René atuou ao lado de Laura Flores e Sergio Goyri. Seu personagem, Santiago, cruza a vida da protagonista da trama de maneira inusitada. Lucía (Laura Flores) é infeliz no casamento, humilhada pelo marido e não tem o respeito dos filhos. Quando está em frente ao computador, ela consegue desabafar com um homem misterioso, que a compreende a aconselha. Apesar de nunca terem se visto e de não conhecerem suas vozes, somente as conversas pela rede foram suficientes para que um se apaixonasse pelo outro. 
Ao viajar para a Espanha, para resolver um problema de família, Lucía descobre que Santiago é o homem misterioso com quem conversava pelo computador. A partir daí, Santiago sente que Lucía é a mulher de sua vida. No entanto, ela precisa resolver sua situação com Ramón (Sergio Goyri), seu marido.


Para Volver a Amar (2010): Nesta novela que tem como pano de fundo as alegrias e os conflitos vividos por seis casais, René interpretou Patricio, um advogado que tem um casamento estável com Antonia (Rebecca Jones), baseado no amor, respeito e confiança. Quando Paola (Thelma Madrigal), a filha do casal, sofre um grave acidente, Antonia deixa seu emprego porque seu chefe se recusa a lhe dar alguns dias de folga para cuidar de Paola. Patricio foi a peça fundamental para que Antonia pudesse fundar sua própria empresa, onde aos poucos, vão surgindo os outros personagens da trama.


Corazón Indomable (2013): Na nova versão de "Marimar", René é Miguel Narváez, o irmão mais velho de Octavio (Daniel Arenas). Casado com Lucía (Elizabeth Álvarez), administra a fazenda da família. No decorrer da trama, ele é manipulado pela esposa, que comete várias crueldades com Maricruz (Ana Brenda Contreras) e sua família, pelo simples fato de não aprovar que Octavio se relacione com uma jovem tão simples. A grande fraqueza de Miguel é o jogo. Isso o levará à falência e dívidas, colocando em risco a fazenda. Miguel acaba arcando com as consequências por não se impor diante das atitudes de sua esposa.


El Color de la Pasión (2014): Neste grande sucesso de 2014, René interpretou Alonso Gaxiola, diretor de uma fábrica de cerâmica, que herdou de seu pai. Na juventude, perdeu sua esposa, que estava grávida, em um grave acidente. Amargurado pela vida e tendo a pequena Lucía para criar, ele se casa com Rebeca (Claudia Ramírez), sua cunhada, com quem tem uma outra filha: Nora.
Mesmo tendo refeito sua vida, Alonso jamais se recuperou do trauma da morte de sua esposa e nunca desconfiou que sua própria cunhada foi a responsável por todas as suas desgraças. No desenrolar da história, a verdade causa graves consequências.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

"Sansão e Dalila" estreia nos Estados Unidos

Fernando Pavão e Mel Lisboa são "Sansão e Dalila"
Foto: Divulgação / UniMás

Mais uma produção da Record TV estreia nos Estados Unidos. Trata-se de "Sansão e Dalila", minissérie de 16 capítulos produzida em 2011. Baseada na história bíblica do Livro de Juízes, a trama foi escrita por Gustavo Reiz, com direção geral de João Camargo. "Sansão e Dalila" já tinha sido exibida no país em 2013, pelo Canal Mundo Fox. Já no UniMás, a minissérie é novidade na programação.
Protagonizada por Fernando Pavão e Mel Lisboa, "Sansão e Dalila" narra a trajetória de Sansão, o herói hebreu que derrota, sozinho, exércitos armados e animais selvagens, mas não resiste à força de uma filisteia que encanta seus olhos e incendeia seu coração: Dalila.
"Sansão e Dalila" estreia amanhã, dia 22 de Maio, às 9 da noite, substituindo "A Terra Prometida", no UniMás.



sexta-feira, 18 de maio de 2018

"La Piloto 2" aterrissará no México e nos Estados Unidos


"La Piloto" está prestes a aterrissar no México e nos Estados Unidos. A série protagonizada por Livia Brito volta em uma nova temporada e com muitas novidades.
Nesta continuação, a história dá um salto de 4 anos, quando Yolanda Cadena (Livia Brito), aparentemente feliz, deseja ser uma mulher de família. No entanto, existem inimigos do passado que decidem voltar para perseguir seus entes queridos. O primeiro a cobrar vingança é o coronel Santamaria (Tommy Vásquez), que irá atingi-la onde mais lhe dói. Ao escapar da prisão, ele manda sequestrar o filho de Yolanda, fazendo-a passar os piores dias de sua vida.
No elenco, Juan Colucho, Arap Bethke, Stephanie Salas, Nico Galán, Margarita Muñoz, Oka Giner, Paulo Quevedo, María de la Fuente, Mikael Lacko, Julio Echeverry, Lisardo, Ilza Ponko, Mauricio Pimentel, entre outros.
"La Piloto" estreia em breve no México, pelo Las Estrellas, e nos Estados Unidos, pela Univisión. Nos dois canais, a série irá substituir a novela "Por Amar Sin Ley".


"Belíssima" está de volta nas tardes da Globo


Mais uma novela está chegando ao "Vale A Pena Ver de Novo". Trata-se de "Belíssima", produção de 2005 da TV Globo, escrita por Silvio de Abreu, Sérgio Marques e Vinícius Vianna. Ambientada em São Paulo e com locações na Grécia, "Belíssima" fala sobre a importância da imagem em uma sociedade regida pelas aparências, discutindo valores como beleza, sucesso e honestidade.
Quando Bia Falcão (Fernanda Montenegro) decide mandar assassinar Vitória (Cláudia Abreu), a esposa de seu neto Pedro (Henri Castelli), por não aceitar a união do casal, o rapaz acabou sendo vítima da emboscada. Entretanto, Bia desconhece que Vitória é a filha que ela abandonou no passado, após dar à luz. 
A neta mais velha de Bia, Júlia (Gloria Pires), também sofre com as maldades da avó. Júlia é dona e administradora da Belíssima, reconhecida e luxuosa fábrica paulista de roupas íntimas que fora de sua mãe, Stella Assunção, uma mulher linda e talentosa que morreu precocemente em um acidente de avião. Bia compara Júlia a Stella, afirmando que ela jamais será uma mulher inteligente e interessante como a mãe. Além disso, não consegue ser feliz ao lado de nenhum homem, pois Bia sempre atrapalha seus relacionamentos, julgando e afastando todos os seus pretendentes.
Ambiciosa, Bia buscará todos os meios para atrapalhar a vida de seus netos e se apoderar de toda a herança deixada por Stella.
Enquanto isso, na Grécia, Nikos (Tony Ramos) busca uma aproximação com seu filho Cemil (Leopoldo Pacheco), fruto de um romance com Katina (Irene Ravache), que se mudou para o Brasil. As reviravoltas da vida fazem com que ele cruze o caminho de Júlia.
"Belíssima" estreia no dia 4 de Junho, no "Vale A Pena Ver de Novo", na Globo.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Aos 93 anos, morre a atriz Eloísa Mafalda

Eloísa Mafalda
1924 - 2018

Na noite desta quarta-feira, dia 16 de Maio, a atriz Eloísa Mafalda morreu de insuficiência respiratória, aos 93 anos, na cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro. O corpo será velado em Jundiaí, São Paulo, cidade natal da atriz. Ela deixa dois filhos, dois netos e dois bisnetos.
Eloísa estreou no cinema em 1950 no filme “Somos Dois”. No teatro, estreou em 1965, na peça “O Morro dos Ventos Uivantes”. Ao chegar à TV, Eloísa viria a realizar os trabalhos de maior sucesso de sua carreira. A atriz viveu Dona Nenê, na primeira versão de “A Grande Família”, produzida na década de 70.

Eloísa atuou ao lado de Jorge Dória na primeira versão de "A Grande Família"

Com mais de trinta novelas em seu currículo, destaca-se  sua atuação em “Gabriela” (Globo, 1975), “Saramandaia” (Globo, 1976), “Roque Santeiro” (Globo, 1985) e “Pedra Sobre Pedra” (Globo, 1992). Seu último trabalho na TV foi em 2002, na novela "O Beijo do Vampiro".

Aberturas de Novelas - La Fuerza del Destino (Televisa, 2011)

Pôster oficial de "La Fuerza del Destino"
Divulgação: Televisa

Em 2011, Rosy Ocampo  produziu "La Fuerza del Destino" para a Televisa. A história original de María Zarattini foi intensa, apaixonante e muito elogiada pelo público e pela crítica.
A história começa no passado, quando Iván (Adriano) tinha 14 anos e volta para a terra onde nasceu para morar com Alicia (Leticia Calderón), sua mãe. Lá também vive Juan Jaime Mondragón (Juan Ferrara), um fazendeiro rico e poderoso da região e seu verdadeiro pai.
Por causa de Juan Jaime, Alicia é forçada a aceitar o trabalho como cozinheira na casa da família Lomelí Curiel, onde vivem Dona Carlota (Delia Casanova), sua filha Lucrecia (Rosa María Bianchi) com seu marido Gerardo (Alejandro Tommasi) e as meninas Lucía (Marilyz León) e Maripaz (Ilse Zamarripa).
Na casa, Iván ajuda em tudo o que pode e graças ao seu esforço continuou estudando até os 19 anos de idade. Ao cumprir 18 anos, Maripaz volta do exterior depois de terminar seus estudos. Ao reencontrá-la, Ivan percebe que nunca esqueceu Maripaz e percebe que se sente atraído por ela. Sem medir as consequências, Maripaz se envolve com o jovem e acaba engravidando.
O escândalo torna-se tão grande a ponto de Lucrecia mandar bandidos baterem em Iván. Durante a emboscada, um dos bandidos é assassinado e a culpa recai em Iván. Acoado, o jovem foge e busca refúgio na casa de seu pai, onde descobre que sua mãe morreu. Iván pensa que os responsáveis pela cilada são Lucrecia e Juan Jaime. Com tudo contra ele e sem nada a perder, Iván foge ilegalmente para os Estados Unidos.
11 anos se passam e Iván (David Zepeda) conhece Anthony McGuire (Pedro Armendáriz Jr.), um grande amigo que se torna seu protetor. É ele quem irá motivá-lo a voltar ao México para fazer negócios e enfrentar seu passado. Entre as intrigas e surpresas que Iván vai descobrir ao voltar, está o desaparecimento misterioso de seu filho desde o dia de seu nascimento e mesmo tendo passado muitos anos, ninguém sabe do seu paradeiro. No entanto, o momento mais intenso será a confissão de Lucía (Sandra Echeverría), a irmã mais nova de Maripaz (Laisha Wilkins), que, quando criança sempre o amou em segredo. 
Em meio a tantos remakes e adaptações de tramas de outros países, "La Fuerza del Destino" conseguiu conquistar a preferência dos telespectadores com uma história inédita e genuinamente mexicana, tornando-se um grande sucesso naquele ano. Foi nesta novela, que Sandra Echeverría e David Zepeda estrearam como protagonistas de uma novela da Televisa. A atriz veio da Telemundo, depois de viver Jade na versão hispânica de "O Clone". Já o  ator, havia realizado dois trabalhos na casa, "Sortilegio" (2008) e "Soy tu Dueña" (2010), mas em papéis de antagonista. 
Na coluna desta semana, veja a abertura da novela. O tema, que leva o nome da novela, é interpretado por Marc Anthony e Sandra Echeverría.

terça-feira, 15 de maio de 2018

La jefa del campeón - Primeiro Promocional


Foi dada a largada para a promoção de "La jefa del campeón", a nova novela das seis da Televisa. Produzida por Roberto Gómez Fernández, a trama  é uma adaptação da colombiana "La Mamá del 10", que ainda está no ar pela Caracol Televisión. 
"La jefa del campeón" narra a história de Tita (África Zavala), uma mulher que luta para criar sua enteada e apoiar seu filho para realizar o sonho de se tornar um jogador de futebol profissional.
África Zavala, Carlos Ferro, Enrique Arrizon, Claudia Ramírez, Alejandra Robles Gil, Alberto Agnesi, Vanessa Bauche, Axel Rico, Raúl Coronado, Dagoberto Gama, Gemma Garoa, Lalo Palacios e Josh Gutiérrez são alguns dos nomes que formam o elenco da novela.
"La jefa del campeón" estreia no dia 11 de Junho, às 6 e meia da tarde, substituindo "Hijas de la Luna", no Las Estrellas.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Fique por dentro da história de "As Aventuras de Poliana"

Banner da novela "As Aventuras de Poliana"
Divulgação: SBT

Poliana (Sophia Valverde) é uma garota com personalidade livre e espontânea que cresceu em meio à magia do teatro mambembe. Ela é filha do casal de artistas multitalentosos formado pelo divertido diretor e ator Lorenzo (Lázaro Menezes) e pela espirituosa atriz Alice (Kiara Sasso), que integram o grupo teatral itinerante Vagalume com sua casa/palco sobre rodas. Apesar da família ser unida e feliz, passa por constantes dificuldades financeiras ao longo das turnês. Para não desanimar e encarar os problemas de forma mais leve, Lorenzo e Alice ensinam uma brincadeira para Poliana sempre jogar nos momentos difíceis: o jogo do contente, que consiste basicamente em conseguir ver o lado bom de tudo, especialmente nas situações mais desagradáveis.
A trupe de Lorenzo e Alice segue pelo nordeste brasileiro e escolhe um município esquecido e pacato do sertão cearense para mais uma de suas montagens teatrais. É onde ela conhece João (Igor Jansen), um garoto humilde do povoado local, que está de passagem e se encanta pela música da apresentação. João possui personalidade forte e vive em um casebre no meio do sertão nordestino aos cuidados do pai grosseiro Tião (Helder Sossa) e da mãe submissa, Josefa (Luciana Vidal). Mesmo com a pouca idade, João já é obrigado a abandonar a escola e a ajudar Tião com o trabalho na lavoura e os serviços de casa. Contudo, João desenvolve interesse pela música e seu talento chama a atenção de Josefa.
Hoje, aos 11 anos de idade, Poliana precisa ir a São Paulo para morar com os parentes de sua mãe, a família D’Ávila. Antes de partir, Lorenzo revela que sempre sonhou que a família pudesse um dia se apresentar em uma linda peça, mas isso não será mais possível, já que Alice faleceu e ele mesmo adoecera. O pai pede a filha que nunca desista de seus sonhos e, reforça a importância de que ela nunca deixe de jogar, o jogo do contente.
Enquanto isso, no casebre do sertão, João, também aos 11 anos, se cansa da repressão do pai e decide ir embora de casa. O garoto promete para a mãe que voltará para dar a ela uma vida melhor. Josefa fica atordoada, mas compreende que fora daquela realidade o filho talvez tenha condições de alcançar seus sonhos e desenvolver seus talentos. João, então, segue na garupa de um pau de arara (caminhão) a sua própria aventura rumo a São Paulo.
Poliana e João chegam ao mesmo tempo à cidade grande, porem separadamente. Nesta trajetória, as duas crianças, já se deparam com muitas aventuras e histórias surpreendentes que irão mudar a realidade e os sonhos que tinham antes de enfrentarem esta caminhada. Poliana perceberá que nem todos são bondosos como os seus pais e que o jogo do contente é cada vez mais necessário e difícil de ser executado. Enquanto João, em outro canto, precisará lidar com o perigo vindo das ruas para lutar por seus sonhos e cumprir a promessa feita a Josefa. Em meio a essa aventura, Poliana e João se esbarram e o destino parece reuni-los mais uma vez. E é assim que a amizade dos dois recomeça.
A menina passa a morar com sua tia Luísa D’Ávila (Milena Toscano), irmã de Alice, mas é recebida com frieza e desagrado. Amargurada pelo passado, a rica mulher deixa visível que não gosta da presença da criança em sua mansão e cuida dela apenas por obrigação. A garota se vê forçada a obedecer inúmeras regras e horários estabelecidos. Toda a liberdade que tinha com os pais fica apenas na memória. Luísa mente a respeito do restante da família e diz que seu irmão, tio da pequenina, mora fora do país e por isso os dois não têm mais contato. Nanci (Rafaela Ferreira) e Antônio (Jitman Vibranovski), empregados da mansão, são quem irão trazer algum alívio para a solidão da menina, pelo desprezo da tia amargurada. Nesse meio tempo, a garota acaba conhecendo a rabugenta Dona Branca (Lílian Blanc) e sua neta Mirela (Larissa Manoela), avó e prima de Nanci.
Caminhando pela vizinhança, Poliana topa com um homem sério e muito reservado junto com seu cachorro, o misterioso Sr. Pendleton (Dalton Vigh), morador da mansão 242, uma das maiores da redondeza. O vizinho é alvo de investigações dos meninos do Clube Magabe, composto pelos pequenos arteiros, Mário (Theo Medon) e os gêmeos, Gael e Benício (Vinicius Siqueira e Kauan Siqueira). Lorena (Pietra Quintela), amiga de Mário, vive tentando entrar no clube, mas nunca é aceita por ser menina.
Sem o conhecimento da tia, Poliana também passa a frequentar a padaria do bairro, “Ora Pães, Pães”, um lugar aconchegante, administrado por Durval (Marat Descartes). O que Poliana não faz ideia é que o dono do estabelecimento é também seu tio, o irmão que sua tia Luísa diz estar em Portugal. Além de padeiro, o homem tem duas filhas, Raquel (Isabella Moreira) e Lorena, primas desconhecidas de Poliana.
Em uma de suas caminhadas, Poliana acaba se perdendo e caindo na Comunidade Jardim Bem-Te-Vi, que fica próxima ao seu bairro e onde as vizinhas Gleyce (Maria Gal) e Arlete (Letícia Tomazella) vivem em pé de guerra uma com a outra, enquanto seus respectivos maridos Ciro (Nando Cunha) e Lindomar (Ivan Parente) são bons e velhos amigos.
Poliana se torna aluna da Escola Ruth Goulart após uma audição tensa às escondidas, contrariando a vontade de sua tia Luísa. Essa é uma das escolas mais conceituadas do País, com educação rigorosa e o melhor ensino das artes, onde os alunos têm aulas extracurriculares de canto, dança, teatro, artes plásticas, audiovisual, etc. É o mesmo lugar em que Alice e Luísa estudaram e se formaram no passado. Ruth (Myrian Rios) é a atual diretora e neta da fundadora do estabelecimento. Mulher séria e sozinha, ela enxerga o trabalho como prioridade. Sua melhor amiga e também coordenadora da escola é Helô (Elina de Souza). Neste ano, a instituição recebe um novo professor de audiovisual, Marcelo (Murilo Cezar), ex-aluno da escola e fotógrafo profissional de natureza e paisagens, que se junta ao corpo docente composto por Salvador (Eduardo Semerjian), o professor de arte, Iuri (Emilio Farias) o de teatro, Sophie (Gabriela Petry) a de música e Débora (Lisandra Cortez) a de dança. Poliana entra para a mesma sala de Luigi (Enzo Krieger) e Kessya (Duda Pimenta), que se tornam seus grandes companheiros, mas nem todos da classe são tão receptivos com ela. Filipa (Bela Fernandes), Yasmin (Bia Lanutti), e os valentões Eric (Lucas Burgatti) e Hugo (Henry Fiuka) aprontam várias com Poliana e seus amigos e prometem causar muita confusão. Filipa se torna sua rival número um e vai fazer de tudo para que não apaguem seu brilho.
Na escola também estudam as melhores amigas, Raquel e Mirela, que disputam o amor do recém-chegado, Guilherme (Lawrran Couto), o que causa muitos conflitos na amizade. Além de tudo, as duas também são constantemente perseguidas pela garota-problema e repetente, Brenda (Flavia Pavanelli). Ao contrário da amiga mais introvertida, Mirela sonha em ter um namorado e ser popular na escola. É fã do youtuber, Luca Tuber (João Guilherme), que mais para frente vai entrar na escola e arranjar ainda muita confusão nessa turma.
Filiado à Ruth Goulart, existe o Comitê do Laço Azul, grupo que ajuda a escola e outras obras caridosas, formado somente por mães de alunos e senhoras influentes, liderado pela presidente Glória (Clarisse Abujamra), mulher importante e dona de uma galeria de arte famosa. Ela também é mãe de Marcelo e do inescrupuloso, Roger (Otávio Martins), pai de Filipa e Guilherme e marido da desligada Verônica (Mylla Christie). Os irmãos Marcelo e Roger não são nada parecidos e não conseguem se dar bem, por mais que a mãe tente apaziguar os dois, todo encontro familiar sempre acaba em briga. Guilherme tem vergonha de sua condição financeira e de sua família, principalmente do pai, por isso esconde de todos que é rico, principalmente de seus melhores amigos mais humildes, Jeferson e Vinícius.
A tecnologia também está bastante presente na história. A O11O (Onze) é uma das principais empresas de games e aplicativos do Brasil. Sempre à frente nas novidades, seus aplicativos também são os mais baixados e presentes entre jovens e adultos de todas as idades. Roger é o diretor financeiro e a ponte entre o patrão, Otto Monteiro, e todos os funcionários. Otto nunca aparece na empresa e não tem sua identidade revelada para ninguém, comunica-se somente através de videoconferências usando um avatar. Sérgio (Guilherme Boury) e Joana (Daniela Paschoal), pais de Luigi e Mário, trabalham na O11O e escondem de todos que são casados para não perderem o emprego, mas o malandro Waldisney (Pedro Lemos), o motoboy, começa a desconfiar. A recém-separada e amiga de infância de Joana e Luísa, Claudia (Letícia Cannavale), também se vê obrigada a voltar ao mercado de trabalho e entra na equipe como secretária de Roger, sofrendo nas mãos do chefe carrasco.
Ao longo da história, Poliana enfrenta inúmeros desafios na escola, nas amizades e principalmente na própria família. Sente a obrigação de encontrar um lar para seu amigo João, reunir seus tios novamente e desvendar o mistério do antigo grande amor de sua tia Luísa para que ela volte a se relacionar e não fique mais sozinha. Mesmo em meio às dificuldades e à adaptação à nova realidade, Poliana tenta sempre ver lado bom da vida e propagar a boa mensagem do jogo do contente por onde passa.

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Univisión anuncia novelas da Record TV em nova programação

"Apocalipse" será exibida nos Estados Unidos pelo Canal UniMás
Foto: Divulgação Record TV / Montagem

Satisfeita com os excelentes resultados obtidos com "O Rico e Lázaro" nos Estados Unidos, a Univisión seguirá apostando suas fichas nas produções da Record TV. "Apocalipse" e "Jesus" estão confirmadas na nova programação dos canais do grupo de comunicação, que compreende a segunda metade de 2018 e o primeiro semestre de 2019.
A novela que relata o fim dos tempos será programada para exibição no UniMás, em horário nobre. Já a novela "Jesus", que ainda não estreou no Brasil, está reservada para as noites na Univisión.

Telemundo anuncia nova versão de "Betty, a feia"

Logotipo provisório de "Betty in NY"
Cortesia: Telemundo

Em uma coletiva de imprensa, realizada na manhã de ontem, dia 10 de Maio, a Telemundo anunciou as novidades para sua programação que serão vistas na segunda metade de 2018 e no decorrer de 2019. Entre as produções que serão vistas na nova programação do canal hispano, está uma nova adaptação do grande sucesso "Betty, a feia". De acordo com o Canal RCN, emissora que produziu a versão original desta novela, há quase trinta adaptações de "Betty" pelo mundo.
Com o nome provisório de "Betty in NY" ("Betty em Nova York"), a nova adaptação contará a história de Beatriz Aurora Rincón Lozano, uma latina inteligente e experiente que vive em Nova York e, após seis meses de rejeição em várias entrevistas de emprego devido à falta de atributos físicos, decide aceitar uma posição abaixo de suas qualificações. Dessa forma, ela consegue um emprego na V & M Fashion como secretária do presidente da empresa, confiante de que acabará sendo promovida com o seu trabalho. 
Seu senso limitado de moda fará dela uma vítima do ridículo e de humilhações, corroendo sua autoestima, ao estar cercada por modelos e mulheres bonitas. No meio do glamour e dos negócios, e da luta entre a beleza e a feiura, Betty crescerá como mulher, mas também enfrentará o maior desafio de sua vida, que até seus títulos e especializações não irão ajudá-la a resolver: o amor.
Por ora, a novela ainda está na fase de planejamento e não há nenhum nome confirmado para elenco.

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Aberturas de Novelas - Escrava Isaura (Globo, 1976)

Capa do Box da novela "Escrava Isaura"
Divulgação: TV Globo

Entre 1976 e 1977, Gilberto Braga escreveu a novela "Escrava Isaura", baseado na obra homônima de Bernardo Guimarães. A trama, ambientada no século XIX, gira em torno da paixão doentia de um senhor por sua escrava branca.
Órfã desde o nascimento, a escrava branca Isaura (Lucélia Santos) desconhece quem é seu pai. Sabe apenas que a mãe foi uma mulata, mucama da fazenda onde agora reside. Isaura sempre foi amparada por Ester (Beatriz Lyra), sua senhora, que a educou como moça da corte. Com a morte de Ester, seu filho Leôncio (Rubens de Falco), se torna o administrador dos bens da família. Apaixonado por Isaura e furioso por não ser correspondido, ele se apodera de sua carta de alforria, deixada pela mãe, e aplica castigos cruéis à moça. Isaura também sofre com as intrigas de Rosa (Léa Garcia), uma escrava má e invejosa.
O desejo por liberdade se torna ainda mais premente quando Isaura se apaixona por Tobias (Roberto Pirillo), proprietário de terras vizinhas. O casal tem que enfrentar as perversidades de Leôncio, que se recusa a vender Isaura. O romance acaba tendo um fim trágico quando Leôncio incendeia a cabana onde se encontrava Tobias, desconhecendo que sua própria esposa, Malvina (Norma Blum), também estava lá.
Deprimida com a morte de Tobias, Isaura encontra consolo ao descobrir a identidade de seu pai, Miguel (Átila Iório), que decide comprá-la para lhe dar a sonhada liberdade. Mas Leôncio não aceita vendê-la e lhe impõe castigos cada vez mais cruéis. Ela passa a trabalhar na lavoura, além de assumir outros serviços pesados, e chega a ser presa ao tronco.
Isaura acaba fugindo com o pai e um casal de escravos amigos e vai morar em outra cidade, assumindo a identidade de Elvira. Lá, a moça conhece o jovem abolicionista Álvaro (Edwin Luisi). Ao ser desmascarada durante uma festa de gala, ela é forçada a voltar para o seu senhor. Completamente falido, o vilão se suicida no final, após ter todos os bens arrendados por Álvaro, inclusive Isaura.
"A Escrava Isaura" é uma das novelas que demonstra a qualidade da teledramaturgia brasileira. A produção coleciona diversos feitos históricos, entre eles, o fato de conseguir interromper guerras. Na primeira metade da década de 90, a Guerra da Croácia foi interrompida enquanto a novela era transmitida. Em 1997, em plena guerra entre Bósnia e Servia, a novela teve o mesmo impacto. Em Cuba, houve outro acontecimento curioso: o racionamento de energia chegou a ser suspenso durante o horário de transmissão da novela, para que todos pudessem acompanhá-la. Na China, a novela foi outro fenômeno e  Lucélia Santos foi a primeira atriz estrangeira a ser premiada no país.
A novela rompeu fronteiras, mudou hábitos, tocou pessoas de todas as cores, idiomas, religiões e convicções. Mais do que um texto, fotografia, direção de arte, quando uma novela consegue "conversar com o mundo" desta maneira, estamos diante de um produto excepcional.
"Escrava Isaura" foi o primeiro trabalho de Lucélia Santos na TV. Também foi nesta novela que Edwin Luisi estreou nas novelas da TV Globo. Rubens de Falco também marcou sua carreira, ao interpretar o vilão Leôncio.
De acordo com o portal Memória Globo, a novela figura entre os programas mais vendidos no mundo pela Rede Globo, somando atualmente 104 países licenciados a exibi-la.
Ícone da teledramaturgia nacional, "Escrava Isaura" é a abertura que vamos relembrar na coluna desta semana. O tema principal, intitulado Retirantes, foi escrito por Jorge Amado e Dorival Caymmi. A orquestra e coro da gravadora Som Livre foram os intérpretes da música.

Créditos: TV Globo

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Verónica Castro reaparece em série da Netflix


Conhecida por estrelar novelas mexicanas nas décadas de 70, 80 e 90, Verónica Castro está de volta. Mas desta vez, em uma série da Netflix.
"La Casa de las Flores" é uma comedia de humor negro, que conta a história de uma família da alta sociedade mexicana, proprietária de uma floricultura aparentemente bem-sucedida, mas que tem muitos problemas e segredos a serem revelados. 

Verónica Castro estrela "La Casa de las Flores"
Divulgação: Netflix

A série está dirigida por Manolo Caro, com produção de Carlos Taibo. A história é escrita por Mónika Revilla, Mara Vargas, Gabriel Nuncio e Manolo Caro. Além de Verónica, Aislinn Derbez, Cecilia Suárez, Juan Pablo Medina  são alguns nomes que formam o elenco desta produção.
"La Casa de las Flores" tem estreia prevista para o dia 10 de Agosto.

Novela portuguesa "Valor da Vida" confirma artistas brasileiros em elenco

Marcelo Anthony, Thiago Rodrigues, Carolina Kasting e Adriano Toloza 
são alguns artistas brasileiros confirmados em "Valor da Vida"
Foto: Divulgação

Se no momento, conseguir um bom papel em novelas brasileiras está bastante disputado, há um novo mercado onde nossos artistas estão cada vez mais requisitados: o das novelas portuguesas. Este é o caso de "Valor da Vida", a próxima novela da TVI, que confirmou seis artistas brasileiros em seu elenco. São eles: Marcelo Anthony, Thiago Rodrigues, Carolina Kasting, Adriano Toloza, Thaiane Anjos e Cassiano Carneiro. O elenco da novela contará com 28 atores.
"Valor da Vida" é uma novela de Maria João Costa, com direção de Sérgio Graciano. De acordo com a autora em entrevistas à imprensa local, sua nova história irá questionar o valor que cada ser humano dá à vida e promete uma narrativa completamente diferente, fugindo do tradicional. Em relação à produção, a trama promete novidades em termos visuais e locações jamais filmadas em produções lusitanas.
"Valor da Vida" tem estreia prevista para Setembro.

terça-feira, 8 de maio de 2018

Fique por dentro da história de "Segundo Sol"

Os personagens principais de "Segundo Sol"
Foto: João Cotta/ João Miguel Júnior/TV Globo

Salvador, fim dos anos 90. O axé embala o Carnaval da Bahia. Só que quem está em plena decadência é Beto Falcão (Emilio Dantas), que estourou com o sucesso "Axé Pelô", hit que fez cantar um país inteiro em 94. Agora, o cachê vem devagar. E para pagar parte das dívidas da família, aceita fazer uma pequena apresentação em Aracaju. Em uma maré de azar - que salvará sua vida -, Beto perde o voo e a apresentação. O avião que ele pegaria cai, e o cantor é dado como morto.
A comoção é nacional. Do fracasso, Beto Falcão reencontra a fama, mas dessa vez na categoria de mito. Em segredo, vê sua imagem ser ovacionada e os problemas financeiros da família se solucionarem. Convencido pela namorada, Karola (Deborah Secco), e pelo irmão, Remy (Vladimir Brichta), de que se manter "morto" é a melhor opção, ele deixa a cidade.
Já em Boiporã, nosso protagonista assume nova identidade e se apaixona pelo amor de sua vida: Luzia (Giovanna Antonelli). A bela marisqueira, que cuida sozinha do casal de filhos pequenos, corresponde aos sentimentos de Miguel - como Beto se apresenta. Mas, com a ajuda de Laureta (Adriana Esteves), Karola vai separar o casal e desestruturar a família de Luzia.
É a chegada de Luzia na Bahia depois de 18 anos que vai provocar encontros e reencontros. A batalha para reunir sua família despedaçada vai também combinar com o fato de nem imaginar que Miguel, o amor que jamais esqueceu, é o famoso Beto Falcão. Ele, por sua vez, sustenta até hoje a farsa de sua morte e anda infeliz com os rumos que a vida tomou. Mas é justamente por saber de seu retorno a Salvador que vai conduzir seu destino.

Fonte: GShow

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Canal RCN estreia "Nadie me quita lo bailao", a história do criador da Zumba

Pôster oficial de "Nadie me quita lo bailao"
Divulgação: RCN

Se você é praticante de Zumba e gostaria de saber como tudo começou, aqui está uma excelente oportunidade de conhecimento. "Nadie me quita lo bailao" (Em português: "Ninguém me tira o gingado") é a nova produção da TV Colombiana, que estreia hoje, pelo Canal RCN. Protagonizada por Julián Román ("Hasta que te conocí"), a novela está baseada na vida de Alberto "Beto" Pérez, o criador da Zumba, que virou mania em diversas academias pelo mundo.

Beto Pérez (à esquerda) será personificado por Julián Román (à direita) em "Nadie me quita lo bailao"
Foto: Reprodução

Produzida pela FoxTelecolombia, a produção mostrará o começo de Beto na dança e sua luta ao lado da mulher que sempre o apoiou. Como uma mãe solteira conseguiu criar seu primeiro filho, até ser testemunha do seu sucesso internacional, graças ao esforço, dedicação e perseverança.
A trama faz uma viagem pelas décadas de 80 e 90 desde o seu início como coreógrafo e dançarino, época em que foi influenciado por ícones como John Travolta e Jane Fonda, ao mesmo tempo em que convivia com a violência diária de Cali, sua cidade natal. Neste contexto, veremos como Beto, através da dança, conseguiu se afastar da violência até chegar à cidade de Miami, nos Estados Unidos, onde conseguiu consolidar sua empresa, para ser atualmente, um inspirador de sonhos.
Além de Julián Román, Luz Estrada, Alejandra Ávila, Fernando Solórzano, Omar Murillo, Pedro Calvo, Roberto Cano, Moisés Angulo, Juan Calderón, Shirley Gómez, Erik Joel Rodríguez, Kepa Amuchastegui, Rita Bendek, Didier Van Der Hove e Patricia Castañeda são alguns nomes que formam parte do elenco da novela.
"Nadie me quita lo bailao" estreia hoje, às 10 e meia da noite, pelo Canal RCN.



sexta-feira, 4 de maio de 2018

"Vale Tudo" completa 30 anos e ganha nova reprise no Viva

Capa do DVD da novela "Vale Tudo"
Divulgação: TV Globo

Quem matou Odete Roitmann? Esta pergunta parou o Brasil na década de 80 em uma novela  que discutia a corrupção e falta de ética, além de nos ter proporcionado uma reflexão sobre a inversão de valores existente na nossa sociedade.
Já reprisada no canal pago entre 2010 e 2011, "Vale Tudo" ganha uma nova reprise a partir de Junho, substituindo "Bebê a Bordo", que será encurtada por ter derrubado os bons índices de audiência deixados por "Tieta", sua antecessora.
A nova reprise de "Vale Tudo" vem no momento em que a novela de Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères comemora 30 anos dese sua primeira exibição.
Com isso, a reprise de "Brega e Chique", que já estava confirmada como substituta de "Bebê a Bordo" volta para a gaveta e aguarda nova oportunidade.

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Aberturas de Novelas - Amor Gitano (Televisa, 1999)


Em 1999, Pedro Damián produziu "Amor Gitano" para a Televisa. A trama está baseada na radionovela "La mujer de aquella noche", escrita por Olga Ruilópez, sendo a quarta adaptação desta obra para a televisão. A historia gira em torno de um amor impossível entre uma rica condessa e um pobre cigano usando como pano de fundo a época colonial do México e a chegada do grupo de ciganos, vindos da Espanha.
Rodolfo Farnesio (Alejandro Camacho), conhecido como o Conde de Farnesio, é um tirano senhor feudal que usa seu poder para cometer muitos crimes e impor sua vontade, Acostumado a não ser contrariado, nunca esperou que alguém se atrevesse a lhe enfrentar. Neste contexto, surge Renzo (Mauricio Islas), um cigano que preza pela justiça e decide resgatar uma jovem que estava sendo obrigada a se casar com Rodolfo.
Rodolfo agora planeja se casar com a Condessa Adriana de Astolfi (Mariana Seoane), uma bela mulher que ao conhecer Renzo, se apaixona por ele. Os dois planejam fugir juntos, mas Adriana se vê obrigada a se casar com Rodolfo para salvar sua família da ruína financeira. 
Disposto a prejudicar o cigano, Rodolfo arranja uma forma de culpar Renzo por um assassinato que ele não cometeu, sendo deportado para uma ilha-prisão, conhecida como a Ilha dos Condenados. 
Sob a personalidade de "Luna", a Marquesa se dirige para a ilha com a missão de resgatar Renzo. no entanto, ao tentar se aproximar de onde Renzo está preso, Adriana sofre uma terrível queda e perde a memória. 
Tempos depois, Rodolfo consegue encontrá-la e se aproveita da situação para se casar com ela. Depois de alguns meses, Adriana tem vagas lembranças de Renzo, mas não sabe quem é ele e nem como se chama. 
Na prisão, Renzo conhece Pedro Minelli (Manuel Ojeda), que também está preso injustamente. Os dois tornam-se grandes amigos e conseguem escapar da prisão. Longe da Ilha, Pedro confessa a Renzo que é o Conde de Minelli e que guarda um grande tesouro. 
Para que Renzo consiga voltar e recuperar Adriana, Pedro presenteia Renzo com seu grande tesouro e colocam um plano em prática: Os dois voltam para a aldeia e Renzo entrega para o Príncipe Regente o testamento do Conde Minelli, que supostamente teria falecido. Neste documento, Pedro nomeia o cigano herdeiro de seu título e de toda a sua fortuna, fazendo assim, com que Renzo se torne o novo Conde Minelli. Escondido, Pedro assume a identidade de Pietro Vendetta.
Antes de resgatar Adriana, Renzo terá um outro desafio pela frente. Trata-se da Condessa Astrid de Marnier (Maya Mishalska), ex-mulher de Pedro, que passou a controlar todo o seu dinheiro depois que ele foi preso.
Mesmo sendo uma história testada com sucesso em Porto Rico, Venezuela e Argentina, "Amor Gitano" não obteve o êxito esperado no México, sendo exibida em pouco mais de 50 capítulos. Na época, a trama foi criticada por ser pouco esmerada em termos de figurino e cenografia, além de atuações medianas. Embora seja pouco lembrada, a novela lançou Mariana Seoane como protagonista de novela. Mauricio Islas encarava seu segundo protagonista na carreira, depois de viver o mocinho Luis Fernando em "Preciosa" (1998). 
Na coluna de hoje, vamos relembrar a abertura da novela. O tema principal, que leva o nome da novela, é interpretado por Carlos Henrique Iglesias.

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Telefe apresenta sua nova novela, "100 días para enamorarse"

Juan Minujín, Carla Peterson, Nancy Dupláa e Luciano Castro 
formam o quarteto protagonista de "100 días para enamorarse"
Divulgação: Telefe

A partir da próxima semana, a Telefe estreia "100 días para enamorase", uma coprodução do canal argentino com a Underground Contenidos. A novela é protagonizada por Juan Minujín, Carla Peterson, Nancy Dupláa e Luciano Castro. Os roteiros são de Ernesto Korovsky, Silvina Fredjkes e Alejandro Quesada, baseados no argumento de Sebastián Ortega.

Carla Peterson e Juan Minujín serão o casal Laura e Gastón em "100 días para enamorarse"
Divulgação: Telefe

"100 días para enamorase" gira em torno de duas amigas que colocarão à prova seus relacionamentos amorosos. 
Laura Contempomi (Carla Peterson) e Gastón Guevara (Juan Minujin) se conheceram durante a faculdade de direito, se casaram e tiveram dois filhos. Hoje, Rodrigo (Franco Rizzaro) tem 17 anos e Santiago (Jeremías Batto Collini) está com 10 anos. A parceria no casamento transformou-se em uma sociedade. O casal é proprietário de um escritório de advocacia de grande prestígio, o estúdio Guevara-Contempomi.
Aos olhos de todos, Laura e Gastón são o casal perfeito, mas depois de 18 anos Laura começa a sentir o desgaste da relação e pressente que Gastón deseja se separar. Finalmente, eles chegam a um acordo e decidem ficar 100 dias separados para comprovar se eles ainda querem ficar juntos. Laura e Gastón montam um decálogo onde estabelecem, como contrato, os direitos, obrigações, regras e limites que cada um terá durante os 100 dias em que estarão separados.

Nancy Dupláa será Antonia e Luciano Castro será Diego. Seus personagens viveram um amor na juventude
Divulgação: Telefe

Antonia Salinas (Nancy Dupláa) é casada com Coco Carulias (Pablo Rago) e trabalha em uma agência imobiliária. Ela é filha única de um casal de classe média com uma oficina mecânica. Sua mãe morreu quando ela era uma menina e foi criada por seu pai Gino (Osvaldo Laport). Antonia engravidou quando jovem e criou sua filha Juani (Maite Lanata) com a ajuda de Coco, que nunca a questionou sobre o pai biológico.
O destino fará com que Antonia reencontre o grande amor de sua vida, Diego Castelnuovo (Luciano Castro), um rapaz que conheceu em sua adolescência. E isso, somado à decisão de Laura, fará Antonia repensar sua relação com Coco e ser encorajada a se aproximar do seu verdadeiro amor.
A onda expansiva da decisão de Laura e Antonia também fará com que todos os casais do grupo de amigos dos quais fazem parte, comecem a questionar seus vínculos e relacionamentos.
"100 días para enamorase" estreia nesta segunda-feira, dia 7 de Maio, às 9 e 45 da noite, pelo canal Telefe.