Fique por dentro da história de "Bom Sucesso"

Novela das sete da Globo é a grande estreia da semana.

"Apocalipse" estreia nos Estados Unidos pelo UniMás

Novela será exibida no horário nobre do canal hispânico.

Fique por dentro da história de "Cita a Ciegas"

Novela mexicana é a grande estreia da Televisa nesta semana.

La Usurpadora - Primeiros Promocionais

Série de 25 capítulos estreia no México em Setembro.

"Bolivar, una luta admirable estreia na Plataforma Netflix.

Produção é considerada uma das mais caras da história da televisão colombiana.

Notícias

quinta-feira, 29 de março de 2018

Aberturas de Novelas - Amorcito Corazón (Televisa, 2011)

Pôster oficial da novela "Amorcito Corazón"
Divulgação: Televisa

Em 2011, Lucero Suárez produziu "Amorcito Corazón" para a Televisa. Exibida na faixa das 6 da tarde, a trama está baseada na venezuelana "Trapos Íntimos", produção de 2002 da RCTV, escrita por Valentina Párraga.
A ideia principal desta história se baseia na amizade de três mulheres, que por diferentes motivos não conseguiram encontrar o verdadeiro amor.
A primeira é Isabel (Elisabeth Álvarez), uma jovem arquiteta que teve seu destino amoroso marcado aos 18 anos, quando comemorava seu aniversário. Seu noivo Rubén (Alejandro Nones) foi atacado por um touro. Enlouquecida pela morte de seu filho, a mãe de Rubén amaldiçoa Isabel dizendo que ela jamais saberá o que é o amor de um homem. Essa maldição lhe acompanha por toda a vida até que Fernando (Diego Olivera), o irmão de Lucía (África Zavala), cruza seu caminho.
Em seguida, conhecemos Zoe (Grettell Valdez), a esposa e dona de casa perfeita. Se sente muito feliz estando casada com Álvaro (Pietro Vannucci) até descobrir que seu marido tem um amante. Sua primeira reação é se jogar de uma ponte, mas é resgatada por Cecilio (Ricardo Fastlicht). A partir daquele momento, para se vingar do marido, Zoe decide seduzir qualquer homem que aparecer na sua frente. 
Por fim, surge Lucía, uma jovem noviça decidida a conseguir os votos e consagrar-se a Deus. No entanto, não imaginava em conhecer o amor terreno em Willy (Daniel Arenas), quando voltou de seu último retiro. Para conquistar a noviça, Willy terá que lutar para que Lucía descubra a mulher que está escondida nela. No entanto, a situação fica complicada quando Lucía descobre que ele ganha a vida como um gigolô.
"Amorcito Corazón" é uma novela fresca, divertida, bem produzida e que cumpriu sua missão: contar uma história leve e agradável para o início da faixa noturna no México. Seria uma boa opção a ser avaliada pelo SBT, uma vez que em seu elenco há alguns rostos conhecidos por aqui, como Daniel Arenas, Elizabeth Álvarez, Grettell Valdez e África Zavala.
Na coluna de hoje, veja a abertura da novela. O tema principal, que leva o nome da trama, é a releitura de um clássico da música mexicana conhecido pela voz de Pedro Infante. A nova versão, gravada para a novela, é interpretada por Chayanne.

terça-feira, 27 de março de 2018

Novela do SBT da década de 80 é pirateada na Europa.

Raymundo de Souza, Carlo Briani, Miriam Pires e Dênis Derkian  protagonizaram "Meus Filhos, Minha Vida" no SBT
Foto: Arquivo

Os atores Dênis Derkian e Carlo Briani estão liderando um grupo de 22 profissionais para cobrar do SBT o valor referente aos direitos de imagem sobre a exibição de "Meus Filhos, Minha Vida" em países como Alemanha, França, Itália e Líbano. O grande problema é que a emissora de Silvio Santos alega que a obra nunca foi vendida para o exterior e está sendo vítima de pirataria. As informações são da jornalista Cristina Padiglione, da Folha de São Paulo.
O elenco tomou conhecimento de que a novela estava sendo exibida no exterior quando o ator Dênis Derkian foi avisado por amigos estrangeiros, que viram os capítulos da trama na Alemanha, Líbano e França. Recentemente, a trama também foi exibida na Itália, onde mora Carlo Briani, um dos protagonistas da novela.
"Meus Filhos, Minha Vida" foi produzida em 1984, quando o SBT ainda se chamava TVS. Escrita por Ismael Fernandes, Henrique Lobo e Crayton Sarzy, a novela contava o drama da batalhadora Luzia (Miriam Pires), que sustentou seus três filhos e sofre ao vê-los seguir caminhos tortuosos.
Por meio de sua assessoria de imprensa, o SBT se manisfestou sobre o assunto: “A emissora esclarece que a novela não está em nosso catálogo de venda internacional e não temos os direitos de comercialização. Portanto o SBT não vendeu esta obra. A emissora está sendo prejudicada, assim como os atores. O material deve ser pirata, ou seja, de um mercado paralelo, do qual o SBT não faz parte”.
O departamento jurídico do SBT está analisando o caso para tomar as medidas cabíveis.

segunda-feira, 26 de março de 2018

As Aventuras de Poliana - Novos Promocionais

"As Aventuras de Poliana" é a nova produção do SBT.
Foto: Reprodução

Mesmo com estreia somente para Maio, o SBT está empenhado na promoção de "As Aventuras de Poliana", sua nova novela para o horário nobre. Escrita por Iris Abravanel, a trama está inspirada em "Pollyanna", uma obra de Eleanor H. Porter.
No elenco, Sophia Valverde, Igor Jansen, Dalton Vigh, Milena Toscano, Myriam Rios, João Guilherme Ávila, Larissa Manoela, entre outros.
Nos últimos dias, foram divulgados três novos promocionais. Diferentes do primeiro vídeo, nestes podemos conferir o logotipo da novela.



sexta-feira, 23 de março de 2018

Y Mañana Será Otro Día - Primeiro Promocional


"Sin tu mirada" está caminhando para a reta final e já está no ar o primeiro promocional de "Y Mañana Será Otro Día", a nova novela da Televisa para a faixa vespertina. Produzida por Carlos Moreno, a trama será protagonizada por Angélica Vale e Diego Olivera.
Nesta história, Mónica Rojas (Angélica Vale) é uma secretária dedicada e responsável pela agenda pessoal e profissional do seu chefe Camilo Sarmiento (Diego Olivera), que é casado com Diana (Alejandra Barros). Desde que Mónica conheceu Camilo, se apaixonou perdidamente, sabendo que seu amor não teria esperança. Mas suas expectativas de amor vão mudar quando Diana descobre que tem pouco tempo de vida, por conta de uma doença grave e lhe confia a missão de conquistar Camilo.
"Y Mañana Será Otro Día" está baseada na trama chilena "Cuenta Conmigo", produção de 2009 do Canal 13, escrita por José Ignacio Valenzuela. A estreia está marcada para o dia 16 de Abril, às 4 e meia da tarde, no Las Estrellas. Confira o promocional.

quinta-feira, 22 de março de 2018

Aberturas de Novelas - Brida (Manchete, 1998)


Em 1998, “Brida” estreava pela Rede Manchete. A trama, baseada no livro homônimo de Paulo Coelho, foi a última a ser produzida pela emissora, que encerrou suas transmissões no ano seguinte. Jayme Camargo, Sônia Mota e Angélica Lopes foram os responsáveis pela adaptação para a TV e Walter Anacini foi o diretor geral.
A história da novela começa na Irlanda do século XVII, quando Brida (Carolina Kasting) fugia das maldições de um bruxo. 300 anos depois, o bruxo continua perseguindo a moça, a única que tinha poderes capazes de destruí-lo. 
Nessa encarnação, Brida é filha de uma família abastada, e noiva de Lorens (Leonardo Vieira). Seu pai é um dos sócios de uma importante empresa, da qual o seu grande inimigo é um dos principais empregados. Sem saber que o braço direito de seu pai é na realidade Vargas (Rubens de Falco), o bruxo que a atormentara em encarnações passadas, a moça vai passar pelos mais variados perigos em suas mãos. 
Brida não conseguia administrar seus poderes, que já começavam a se mostrar evidentes. Entre as amigas de Brida, a ambiciosa Priscila (Guilhermina Guinle) é apaixonada por Lorens e, seduzida pelo mago, arma as maiores ciladas para impedir o romance de Brida com o rapaz. 
"Brida", de alguma maneira, será sempre lembrada na história da TV Manchete. Atravessando uma grave crise financeira, a emissora havia adquirido os direitos da obra de Paulo Coelho para transformá-la em novela. “Brida” era o último recurso da Manchete para tentar virar o jogo. A novela tinha um grande elenco e sua produção teve relativo investimento, incluindo gravações realizadas na Irlanda. A expectativa era grande, mas a resposta do público não foi a esperada. Contando com a concorrência acirrada da novela da Globo, “Torre de Babel” e os programas de auditório “Programa do Ratinho” no SBT e “Leão Livre” na Record, “Brida” não reagia na audiência. Os atrasos nos salários do elenco da novela provocaram uma greve e o encerramento da história no capítulo 54. O último capítulo foi ao ar em 23 de Outubro de 1998, com um apanhado de cenas gravadas, acompanhadas de uma narração que explicava o futuro de cada personagem, mas sem definir exatamente o desfecho da trama.
"Brida" foi um produto arriscado para a Rede Manchete. Apostar em um best-seller não foi exatamente a garantia para o sucesso. O "final" da trama se confunde com o fim da Rede Manchete, que durante sua trajetória, buscou trilhar um caminho próprio na produção de suas novelas.
Na coluna de hoje, relembre a abertura da novela. O tema principal é uma regravação de Gita, um dos grandes sucessos de Raul Seixas. A nova versão foi interpretada pela cantora Rosa Marya Colin.

terça-feira, 20 de março de 2018

Coluna: Murilo Benício em 5 faces


Você lembra de algum personagem interpretado por Murilo Benício? Certamente, um de seus trabalhos deve estar presente em sua memória, pois alguns deles tinham características muito próprias. Na coluna de hoje, vamos recordar as suas 5 faces mais marcantes.


Fera Ferida  (1993):  Em seu primeiro papel na TV, Murilo interpretou o gari Fabrício, que era o presidente do Centro de Resistência dos Varredores de Rua de Tubiacanga. Mas, além dele, só havia mais um gari na cidade. Mesmo com um papel pequeno, seu trabalho não passou em branco. Fabrício era facilmente identificado na novela. Ele tinha muitos tiques, além de sua sua gagueira, que se acentuava com a presença de Isoldinha (Anna de Aguiar). Depois de Fabrício, Murilo viria a interpretar outros personagens estranhos até alçar o posto de galã.


Irmãos Coragem (1995): Na segunda versão de "Irmãos Coragem", Murilo viveu o vilão Juca Cipó. Seu personagem era o empregado e capanga de Pedro Barros (Cláudio Marzo). Juca era de personalidade obscura e tinha problemas mentais. A caracterização - incluindo um dente quebrado por decisão dele - aliada ao seu trabalho de composição do personagem, rendeu um excelente trabalho.  


O Clone  (2001): Viver dois personagens é um grande desafio para um artista, mas o que dizer de três personagens? Em "O Clone", Murilo interpretou gêmeos e um clone. De um lado, Lucas era retraído, romântico, dispersivo, pouco objetivo e sensível. Era o mais dependente dos gêmeos e, ao mesmo tempo, buscava diferenciar-se do irmão. Do outro lado, Diogo era alegre, autoconfiante, cheio de iniciativa, exuberante e sedutor. 
Com a morte de Diogo, Albieri (Juca de Oliveira), seu padrinho. realiza um projeto inovador. Sem que ninguém tome conhecimento, ele usa as células de Lucas na formação de um embrião e o insere em Deusa (Adriana Lessa), que pensa estar fazendo uma inseminação artificial comum. Ali, Albieri começava a realizar a primeira clonagem de um ser humano. Desse experimento, nasce Leo, que anos mais tarde, descobriria toda a verdade sobre sua origem e se apaixonaria por Jade (Giovanna Antonelli), o grande amor de Lucas.


A Favorita (2008): Nesta novela, Murilo viveria mais um vilão. Dodi era casado com Donatela (Claudia Raia), a viúva do milionário Marcelo (Flávio Tolezani), seu amigo de infância. No passado, foi casado com Flora (Patrícia Pillar). Dono de um visual inconfundível - com camisas estampadas MARAVILHOSAS!!!! - era reservado, ambicioso e autoritário.


Avenida Brasil (2012): Devido ao seu ótimo trabalho em "A Favorita", João Emanuel Carneiro e Murilo Benício repetem parceria em "Avenida Brasil". Nesta trama, Tufão era um ex-jogador de futebol que deu um título carioca ao Flamengo na época em que jogava como artilheiro do time. Embora fosse rico, nunca abandonou as suas origens. Criou Batata / Jorginho (Bernardo Simões / Cauã Reymond) e Ágata (Ana Karolina) como se fossem seus filhos biológicos, sem saber que ambos eram frutos da relação extraconjugal que Carminha (Adriana Esteves), sua esposa, tinha com Max (Marcello Novaes). Em seu caminho surge Nina (Débora Falabela), que busca vingança contra sua ex-madrasta Carminha, que no passado, foi a grande responsável pela morte de seu pai.

segunda-feira, 19 de março de 2018

Netflix divulga primeiras imagens de "Luis Miguel - La Serie"


A Netflix já disponibilizou as primeiras imagens de "Luis Miguel - A Série". A produção é realizada pela Gato Grande Productions, em parceria com a MGM Studios. A história é protagonizada por Diego Boneta, conhecido pelo personagem Rocco, na novela "Rebelde".
Óscar Jaenada, Camila Sodi, Paulina Dávila, Juampa Zurita, são alguns nomes que formam o elenco da trama.
Nesta série, autorizada pelo cantor, o roteiro é de Daniel Krauze, a produção executiva é de Mark Burnett, Carla González Vargas e Pablo Cruz, com direção de Humberto Hinojosa.
"Luis Miguel - A Série" deve estrear nos próximos meses em data a definir. A produção também será exibida no canal americano Telemundo. Confira os promocionais divulgados.


Mi Familia Perfecta - Primeiro Promocional


Embarcando no clima da Copa do Mundo, a partir de Abril, a Telemundo estreia uma novela sobre futebol. "Mi Familia Perfecta" é uma história criada por José Vicente Spataro, com direção de Otto Rodríguez, Tony Rodríguez e Ricardo Schwarz.
A novela contará a história de cinco irmãos que ficaram sozinhos nos Estados Unidos, depois da morte do pai e da deportação da mãe para o México. Diante de tantos problemas, eles vêem de que forma o sonho americano se torna um verdadeiro pesadelo, onde a sobrevivência é o mais importante. O único raio de esperança é Marisol (Gala Montes), a irmã do meio, apaixonada pelo futebol, acredita que com fé, os sonhos podem ser alcançados. 
No elenco, Sonya Smith, Laura Flores, Jorge Luis Moreno, Gabriel Tarantini, Gala Montes, Mauricio Henao, Karla Monroig, Jerry Rivera, Sabrina Seara, entre outros. 
"Mi Familia Perfecta" estreia nos Estados Unidos no próximo dia 9 de Abril, às 8 da noite, pela Telemundo. Confira o primeiro promocional já divulgado.

sexta-feira, 16 de março de 2018

Fique por dentro da história de "Orgulho e Paixão"

Thiago Lacerda e Nathalia Dill serão Darcy e Elisabeta em "Orgulho e Paixão"
Foto: João Miguel Júnior/Gshow

Elisabeta (Nathalia Dill) é uma mulher à frente do seu tempo, com pensamentos igualitários e interesses atípicos para uma jovem do início do século XX. Ela deseja trabalhar, conhecer o mundo e é incentivada a realizar seus sonhos pelo pai, Felisberto (Tato Gabus Mendes), que vive às turras com a mulher, Ofélia (Vera Holtz), por pensarem diferente sobre a criação das filhas. Ao todo, o casal teve cinco mulheres e cada uma com uma personalidade diferente.
Elisabeta entrará em conflito quando se apaixona por Darcy (Thiago Lacerda), um homem de caráter e muito sisudo. O amor não é à primeira vista, já que os dois não se entendem assim que se conhecem. O sentimento de repulsa dará lugar a uma grande paixão, que será negada pelo casal o máximo possível.
Ema (Agatha Moreira) é totalmente o oposto de Elisabeta e talvez seja por isso que elas se dão tão bem. A linda e alegre melhor amiga de nossa protagonista se classifica como a cupido do Vale do Café.
Com um olhar apurado para reconhecer gostos e afinidades, ela mesma ainda não encontrou seu grande amor - afinal de contas, ela está sempre ocupada juntando casais e cuidando de sua família.
Ernesto (Rodrigo Simas) é um jovem contestador, filho de imigrantes italianos, cheio de vontade de mudar o mundo. Assim que conhece Elisabeta, durante um evento em que está trabalhando, ele se apaixona por ela. Os dois se tornarão aliados em nome de uma causa nobre e vão lutar para defender seus ideais igualitários.
No decorrer da trama, conheceremos os costumes da época, as questões sociais, as aventuras amorosas, a luta pela individualidade, os vilões e heróis. Também vamos acompanhar o desdobrar das histórias de Elisabeta, de suas quatro irmãs e de Ema, que viverão suas paixões intensamente!

Fonte: GShow

quinta-feira, 15 de março de 2018

Aberturas de Novelas - Por un Beso (Televisa, 2000)

Pôster da novela "Por un Beso"
Divulgação: Televisa

No ano 2000, Angelli Nesma produziu "Por un Beso" para a faixa das 20 horas da Televisa. A trama, assinada por Gabriela Ortigoza, trazia Natalia Esperón e Victor Noriega nos papéis principais.
Nesta história, Blanca (Natalia Esperón) é uma jovem que ganha a vida como cantora  em uma boate. Embora esteja apaixonada por seu namorado Mariano Díaz (Juan Carlos Bonet), ela o deixa ao descobrir que ele é casado. Julio Otero (Ernesto Godoy), parceiro de Mariano, conhece Blanca e se apaixona por ela. Ao saber que Julio conseguiu se casar com Blanca, Mariano promete vingança, e ele faz isso ao envolver Julio em negócios sombrios que o levam à prisão por 25 anos.
Enquanto isso, Blanca dá à luz uma menina, Azucena, mas sofre com o destino de seu marido. Mariano vai vê-la enquanto ela está no hospital e admite sua culpa em tudo o que aconteceu. A verdade lhe causa um ataque cardíaco e Mariano se aproveita para sufocá-la, dizendo-lhe que se ela não for dele, não será de mais ninguém.
Vários anos depois, a filha de Blanca e Julio se torna uma bela jovem chamada Azucena (Natalia Esperón). Ao conhecer Daniel (Víctor Noriega), os dois se apaixonam e começam um relacionamento. Por ironia do destino, Daniel é filho de Mariano (Enrique Rocha) e Fernanda (Luz María Jerez)
Quando Mariano conhece Azucena, ele reconhece imediatamente nela os traços de Blanca. A partir desse momento, ele fará todo o possível para separar seu filho de Azucena. Julio (Otto Sirgo) consegue sair da prisão. Com a fortuna que recebeu de herança, ele sai em busca de sua filha perdida e planeja sua vingança contra Mariano.
"Por un Beso" é mais uma releitura da radionovela "La Gata", história de Inés Rodena que já ganhou inúmeras adaptações, incluindo uma versão brasileira produzida pelo SBT em 2004, chamada de "Seus Olhos". Em 2014, a mesma história ganharia uma nova adaptação, com Maite Perroni e Daniel Arenas nos papéis principais. 

"La Gata" e "Seus Olhos" são duas versões diferentes de uma mesma história

Na coluna de hoje, vamos relembrar a abertura da trama. O tema principal, que leva o nome da novela, é interpretado por Gloria Estefan.

quarta-feira, 14 de março de 2018

Lucero e Ariadne Díaz se reencontram 10 anos depois de atuarem em "Amanhã é para Sempre"

Lucero e Ariadne Díaz se reencontram no programa "Hoy"

Na última segunda-feira, dia 12 de Março, aconteceu no México o reencontro de Lucero e Ariadne Díaz no programa matutino "Hoy". Elas trabalharam na novela "Amanhã é para Sempre", gravada há 10 anos atrás.
Nos capítulos exibidos pelo SBT, a personagem Aurora, vivida por Ariadne, já entrou na trama. No decorrer da história, será revelado que a jovem é uma filha oculta de Bárbara.
Atualmente, Ariadne Díaz está no ar como a protagonista de "Tenías que ser tú", novela que estreou no México nesta segunda-feira.
Para registrar este reencontro, as atrizes gravaram um vídeo que foi divulgado nas Redes Sociais. Confira.

terça-feira, 13 de março de 2018

Orgulho e Paixão - Novos Promocionais


Faltam poucos dias para a estreia de "Orgulho e Paixão", a nova novela das seis da Rede Globo. Escrita por Marcos Bernstein, com direção artística de Fred Mayrink, a trama está inspirada nos romances da escritora inglesa Jane Austen.
No elenco, Nathalia Dill, Tato Gabus Mendes, Vera Holtz, Thiago Lacerda, Agatha Moreira, Rodrigo Simas, Ary Fontoura, Gabriela Duarte, Tarcísio Meira, Ricardo Tozzi, Alessandra Negrini, Marcos Pitombo, Murilo Rosa, Grace Giannoukas, entre outros.
"Orgulho e Paixão" estreia na próxima terça-feira, dia 20 de Março, na faixa das 18 horas. Confira os novos promocionais já divulgados.





segunda-feira, 12 de março de 2018

Novo "Rebelde"? Pedro Damián apresenta "Like", sua nova novela


Apostando novamente em tramas juvenis desde a estreia de "Hijas de la Luna", a Televisa tem novo projeto em andamento. O produtor Pedro Damián vem trabalhando nos últimos meses no desenvolvimento de sua nova novela. "Like" será uma trama juvenil que terá os mesmos elementos usados no grande sucesso "Rebelde". Algumas publicações já afirmam precocemente que se trata de uma nova versão da novela de Cris Morena. Em entrevistas, Pedro Damián promete um produto diferente ao que produziu entre 2004 e 2006.
Igualmente ao que aconteceu com o grupo RBD, os personagens da novela farão parte de um grupo musical, que terá uma agenda de shows além da ficção. Os temas para a trama também serão gravados pelo grupo.
O elenco está formado por jovens de diferentes países como: Estados Unidos, Espanha, Colômbia, Peru, Brasil, México, Israel e Japão. Alguns deles foram escolhidos por meio de concursos. O jovem brasileiro Flávio Nogueira foi escolhido entre mais de 6000 concorrentes e já se encontra no México em preparação para a novela.

Pedro Damián, ao lado do ganhador Flávio Nogueira e Maísa, em evento realizado em Fevereiro no Brasil.
Imagem: Paulo Pacheco / UOL

Além do México, "Like" também contará com gravações em Israel, na França e no Japão. A novela será um produto multiplataforma, que terá integração com as Redes Sociais, com produção de conteúdo exclusivo.
Inicialmente, "Like" tem estreia prevista para 3 de Setembro no México. Por enquanto, o SBT ainda não se manifestou em relação à exibição da trama no Brasil. Nas Redes Sociais já foram divulgados alguns personagens da trama.














"Segundo Sol" estreia em Maio na Globo

Emilio Dantas e Giovanna Antonelli serão Beto Falcão e Luzia, os protagonistas de "Segundo Sol"
Divulgação: GShow / TV Globo

A produção de "Segundo Sol", a próxima novela das 21 horas da Globo, vem trabalhando intensamente. Na última semana, parte do elenco começou a gravar em locações na Bahia, local onde se passa a trama escrita por João Emanuel Carneiro.
Nesta história, iniciada na década de 90, o protagonista Beto Falcão (Emilio Dantas) é um cantor de axé que fez muito sucesso, mas enfrenta o gosto amargo da fama e está em franca decadência. Por contingências do destino, ele é dado como morto e a notícia provoca uma grande comoção, fazendo com que as vendas de suas obras disparem.
Impedido de revelar que está vivo, ele se refugia numa cidade litorânea da Bahia com outra identidade e se apaixona por Luzia (Giovanna Antonelli). Porém, o fantasma de seu passado atormenta o seu presente e destrói a sua vida e a de sua amada. 19 anos depois, o acerto de contas com o destino pode cobrar justiça das atitudes de Karola (Deborah Secco), Laureta (Adriana Esteves) e Remy (Vladimir Brichta), enquanto Luzia vai lutar pela reconstrução de sua família, que foi despedaçada, e terá a oportunidade de reencontrar seu grande amor.

Adriana Esteves será Laureta, uma das vilãs de "Segundo Sol"
Divulgação: GShow / TV Globo

No elenco, Giovanna Antonelli, Deborah Secco, Emilio Dantas, Adriana Esteves, Vladimir Brichta, Arlete Salles, José de Abreu, Francisco Cuoco, Fabiula Nascimento, Leticia Colin, Nanda Costa, Cassia Kis, Caco Ciocler, Maria Luísa Mendonça, Odilon Wagner, Roberto Bonfim, entre outros.
"Segundo Sol" tem estreia prevista para Maio, substituindo "O Outro Lado do Paraíso".

domingo, 11 de março de 2018

Fique por dentro da história de "Tenías que ser tú"

Banner da novela "Tenías que ser tú"
Divulgação: Televisa

"Tenías que ser tú" conta a história de Marisa (Ariadne Díaz) e sua filha de 8 anos, Nicole (Ana Paula Martínez), que vive em Villahermosa com a avó María Elena (Nubia Martí) e a babá Jaquie (Sachi Tamashiro), mas suas vidas mudam quando surge uma oportunidade de trabalho para Marisa, no mercado imobiliário, levando-as a se mudar para a Cidade do México.
Na vida de Marisa tudo parece perfeito, mas para a pequena Nicole não. Ela deseja conhecer o verdadeiro nome de seu pai, um segredo que Marisa guardou durante anos. O destino prepara uma surpresa para Marisa, quando ela chega ao seu novo emprego e descobre que seu chefe é Marcelo (Fernando Alonso), um amor da juventude.
Devido ao ritmo intenso de trabalho na Cidade do México, Marisa não tem tempo para levar e trazer sua filha da escola. Por isso, ela contrata os serviços de Miguel "Miky" (Andrés Palacios), o operador de transporte da escola. A personalidade amável, entusiasmada e alegre de Miky ganha a confiança e o carinho da pequena Nicole e de Marisa.
Com o contato diário, Marisa e Miky começam a se sentir atraídos. Embora sejam diferentes, Marisa pensa que, para a pequena Nicole, Miky seria o pai perfeito.
No entanto, existe um problema na vida de Miky: sua namorada Jeny (Grettell Valdez), com quem ele tem um relacionamento há dez anos e planeja se casar, o que faz Jenny viver pensando no dia de seu casamento. Este será um dos muitos obstáculos que Marisa e Miky enfrentarão para viver seu amor, e para que a pequena Nicole possa ter a família que tanto deseja.

Fonte: Televisa

sexta-feira, 9 de março de 2018

Fique por dentro da história de "Educando a Nina"

Pôster da novela "Educando a Nina"
Divulgação: Azteca Uno

"Educando a Nina" é a história de duas irmãs gêmeas separadas ao nascer, que levam vidas opostas e que desconhecem a existência do outra. A história de ambas mudará radicalmente quando uma delas será forçada a viver a vida da irmã.
Mara (Cynthia Rodríguez) nasceu em berço de ouro e vive rodeada de luxos. Superficial, caprichosa, atormentada e impune, nunca teve que se preocupar em trabalhar.
Nina (Cynthia Rodríguez) é dançarina e corista em um grupo musical. Vive dos shows que faz pela noite e espera o momento em que a vida lhe dê uma oportunidade.
Há trinta anos atrás, Manuel (Marco Treviño) era um homem casado e dono de uma editora de prestígio. Ele teve uma história clandestina com Luisa, uma bela dançarina. Ao descobrir sua gravidez, Luisa decide não complicar o casamento de Manuel e desaparece, buscando abrigo ao lado do seu irmão José.
Luisa dá à luz a gêmeas e morre no parto. José se recusa a dar as meninas ao pai porque ele culpa Manuel pela morte de sua irmã. No entanto, ele não tem condições financeiras para manter as duas.
José procura Manuel e lhe fala sobre sua paternidade, mas ele entrega ao pai somente uma das meninas e esconde a existência de sua irmã gêmea. José batiza Nina e a cria como sua filha biológica. Nina, juntamente com sua melhor amiga Susy (Estefanía Hinojosa), são coristas do "Daddy Papi", o rei do reggetón. Todos vivem na pensão da Dona Meche, a mãe do Daddy Papi (David Palacio).
Mara vive na casa de Manuel e de sua esposa Andrea, uma mulher muito mais nova. É diretora de uma revista feminina da editora de seu pai, mas não trabalha. Quem se encarrega de suas funções na revista é Patricio (Rodolfo Valdés), seu melhor amigo e a mão direita de Manuel.
"Educando a Nina" é também a história da integração de duas classes sociais, de duas culturas diferentes e como o amor supera todos os tipos de distâncias.

Fonte: Azteca Uno

Azteca Uno anuncia estreia "Tres Milagros"

Pôster da série "Tres Milagros"
Divulgação: Sony Pictures Television

Na próxima segunda, dia 12 de Março, a TV Azteca estreia a série "Tres Milagros" (Em português, "Três Milagres") em sua programação. A produção é realizada pela Sony Pictures e trata-se de uma releitura da série colombiana, de mesmo nome, produzida pela Teleset em 2011 para o Canal RCN.
A versão mexicana de "Tres Milagros" conta a história de três mulheres que nasceram em 19 de Setembro de 1985, o dia em que o México foi devastado por um terremoto de grandes proporções. O destino delas está fatalmente unido por uma profecia e um único amor. No dia em que as três Milagros se encontrarem, uma delas e o homem por quem elas se apaixonaram irão morrer.
A série tem previsão de 50 capítulos e conta com Marcela Guirado, Fátima Molina, Alexa Martín e Joaquín Ferreira nos papéis principais.
"Tres Milagros" estreia às 9 e meia da noite, pelo Azteca Uno. Confira o trailer da trama.

quinta-feira, 8 de março de 2018

Coluna: Glória Pires em 5 faces


Glória Pires é uma das maiores atrizes da teledramaturgia brasileira. Sua estreia na TV foi no final da década de 60, com apenas 5 anos de idade. Desde então, a atriz sempre nos presenteou com grandes trabalhos. Na coluna de hoje, destacamos 5 faces marcantes de sua carreira.


Cabocla (1979): Com apenas dezesseis anos, Glória encarou o desafio de protagonizar uma novela global na faixa das 18 horas. Zuca era uma menina do interior, simples e inocente. Filha do Zé da Estação (Carlos Duval) e Siá Bina (Ana Ariel), rompe o compromisso com o noivo Tobias (Roberto Bonfim) quando conhece Luís Jerônimo (Fábio Jr).


Vale Tudo (1988): Mostrando toda a sua versatilidade, Glória Pires marcou sua carreira ao interpretar a vilã Maria de Fátima. Bonita, sonsa e ambiciosa, é filha de Raquel (Regina Duarte) e Rubinho (Daniel Filho). Apaixona-se por César (Carlos Alberto Riccelli), um cafajeste ao nível dela. Por interesse, casa-se com Afonso Roitman (Cássio Gabus Mendes). Maria de Fátima era uma víbora. Como telespectador, era triste ver Raquel sofrer por ter uma filha tão mau-caráter. No entanto, os embates entre mãe e filha renderam cenas memoráveis.


Mulheres de Areia (1993): Alguns anos depois, Glória viria a interpretar dois personagens inesquecíveis. Quem não se lembra das gêmeas Ruth e Raquel? Duas mulheres idênticas, mas de personalidades diferentes. 
Ruth é uma professora primária meiga, bonita e simples, que se apaixona por Marcos (Guilherme Fontes). Ruth ajuda o pai na pesca, é querida pelos pescadores e participa dos problemas da comunidade em que vive. Seu melhor amigo é Tonho da Lua (Marcos Frota), a quem conta suas alegrias e tristezas. 
Por outro lado, Raquel é ambiciosa, extrovertida e toma para si o que a vida pode lhe oferecer. É sensual e usa de todas as armas para conseguir seus objetivos. Chega a roubar o namorado da irmã e se casa com ele. Apesar disso, continua a se encontrar às escondidas com o mau-caráter Wanderlei (Paulo Betti).
Neste trabalho, Glória se consagrou como atriz, e graças ao desempenho da novela, a segunda versão de "Mulheres de Areia" se transformaria em outro clássico da TV brasileira.


Memorial de Maria Moura (1994): Logo após "Mulheres de Areia", Glória Pires mostrou uma nova face. Talvez, uma das mais difíceis de interpretar em sua carreira. Nesta minissérie, baseada no romance homônimo de Rachel de Queiroz, Glória viveu uma mulher forte e que precisava se impor diante de uma sociedade machista.
Nesta história, Maria Moura (Gloria Pires) perde o pai (Angelo de Matos) na infância e perde a mãe aos 17 anos de idade. No entanto, a jovem tem certeza de que se trata de assassinato. O principal suspeito é seu padrasto, que passa a aliciá-la. Maria Moura não se deixa abater pelas dificuldades da vida. Ela decide enfrentar uma jornada até a Serra dos Padres para impedir que seu sítio seja invadido pelos seus primos Tonho (Ernani Moraes), Irineu (Otávio Müller) e Firma (Zezé Polessa).
Uma mulher à frente de seu tempo, Maria luta por sua liberdade, sendo cruel com seus adversários e extremamente leal aos que a apoiam. No entanto, sua fortaleza é ameaçada quando ela se apaixona por Cirino (Marcos Palmeira). Ao descobrir que foi traída, Maria encomenda a morte de seu amado.


Anjo Mau (1997): Neste trabalho, Glória viveu uma protagonista diferente. Em tese, Nice era mocinha da trama, mas que também tinha nuances de vilã. Nesta história, Nice é uma ambiciosa babá, que faz de tudo para ascender socialmente e realizar o sonho de se casar com Rodrigo (Kadu Moliterno), um rico e poderoso empresário. Com o objetivo de dar o golpe do baú, ela se candidata ao posto de babá do filho de Stela (Maria Padilha), irmã do rapaz. 
Em "Anjo Mau" Glória defendeu muito bem sua personagem, fazendo de Nice, mais um grande trabalho de sua carreira.

quarta-feira, 7 de março de 2018

"Senhor dos Céus" chega à tela da Band

Rafael Amaya é o "Senhor dos Céus"

Apostando em produções hispânicas, a Band terá novidade em sua programação. "Senhor dos Ceús" é uma super série produzida pela Telemundo desde 2013. No final do ano passado, a produção finalizou sua quinta temporada. 
A trama é protagonizada por Rafael Amaya, conhecido no Brasil pela novela mexicana "Salomé", exibida no SBT em 2002.
Baseada em fatos reais, "Senhor dos Céus" conta a história de Aurelio Casillas, um dos criminosos mais famosos do México da década de 90. Sua ambição é se transformar em um grande narcotraficante. Para isso, ele aproveita a brecha dada quando os cartéis colombianos, então liderados por Pablo Escobar e Gonzalo Rodríguez Gacha, encontravam dificuldade em entrar com as drogas nos Estados Unidos.
A primeira temporada, com 74 capítulos, será exibida às quintas-feiras, a partir do dia 29 de Março, às 10 e meia da noite.

terça-feira, 6 de março de 2018

As Aventuras de Poliana - Primeiro Promocional

Logotipo de "As Aventuras de Poliana"
Divulgação: SBT

Já está no ar o primeiro promocional de "As Aventuras de Poliana" a nova novela do SBT que irá substituir a espichada "Carinha de Anjo". Escrita por Iris Abravanel, a trama está inspirada em "Pollyanna", uma obra de Eleanor H. Porter. A personagem título será interpretada por Sophia Valverde, que já realizou dois trabalhos recentes no SBT: "Chiquititas" e "Cúmplices de um Resgate".
Igor Jansen, Dalton Vigh, Milena Toscano, Myriam Rios, João Guilherme Ávila e Larissa Manoela são alguns nomes que integram o elenco da novela.
Assim como as outras novelas produzidas pela emissora, "As Aventuras de Poliana" pode chegar aos 500 capítulos, chegando a durar dois anos no ar. Há também o interesse no licenciamento de vários produtos com a marca da novela, bem como a produção de CD, DVD, venda digital e turnê de shows. 
"As Aventuras de Poliana" tem estreia prevista para Maio. Confira o primeiro promocional da novela.

segunda-feira, 5 de março de 2018

Educando a Nina - Novo Promocional


Na próxima segunda, A TV Azteca estreia sua nova novela. "Educando a Nina" é a história de duas irmãs gêmeas separadas ao nascer, que levam vidas opostas e que desconhecem a existência do outra. A história de ambas mudará radicalmente quando uma delas será forçada a viver a vida da irmã.
No elenco, Cynthia Rodríguez, Alex Sirvent, Antonio Gaona, Mariana Ávila, Wendy Cobos, David Palacio, Luis Fernando Peña, Martha Cristina, Alejandro Ibarra, entre outros.
"Educando a Nina" estreia no México no próximo dia 12 de Março, às 8 e meia da noite, no Azteca Uno. Confira o novo promocional da trama.

Tenías que ser tú - Novos Promocionais

Banner da novela "Tenías que ser tú"
Divulgação: Televisa

Os novos promocionais de "Tenías que ser tú" já estão no ar. A nova novela da Televisa, programada inicialmente para no dia 19 de Março, foi antecipada em uma semana. A razão da mudança repentina é uma estratégia da emissora. A Televisa vai estrear sua nova novela no mesmo dia e horário em que a TV Azteca, sua principal concorrente, irá estrear "Educando a Nina".
Produzida por Mapat ("Corazón que Miente", "La Mujer del Vendaval", "La Sombra del Pasado"), contará em seu elenco com Ariadne Díaz, Andrés Palácios, Fernando Alonso, Chantal Andere, Agustín Arana, Arturo Peniche, Raquel Garza, Gretell Valdez, entre outros.
"Tenías que ser tú" estreia na próxima segunda, dia 12 de Março, às 8 e meia da noite, no Las Estrellas. Confira o promocional.




domingo, 4 de março de 2018

Aos 95 anos, morre a atriz Tônia Carrero

Tônia Carrero
1922 - 2018

Na noite de ontem, dia 3 de Março, o Brasil perde uma de suas maiores atrizes. Tônia Carrero morreu aos 95 anos de idade. De acordo com a família da atriz, Tônia foi internada na última sexta-feira, dia 2 de Fevereiro, com uma úlcera no sacro. Durante a cirurgia, teve uma parada cardíaca e não resistiu. As informações são do Portal G1.
Maria Antonietta Portocarrero Thedim nasceu em 23 de Agosto de 1922, no Rio de Janeiro. Em 1941, se formou em Educação Física. Passou uma temporada em Paris ao lado de seu marido, o artista plástico e diretor de cinema Carlos Arthur Thiré. Lá, teve a oportunidade de participar de vários cursos que foram extremamente importantes para sua formação artística.

Tônia estrelou o filme "Appassionata" em 1952

Aos 25 anos, Tônia volta ao Brasil ao Brasil e estrela seu primeiro filme, “Querida Suzana”, de Alberto Pieralise. Tônia também foi um dos principais nomes da Cia. Cinematográfica Vera Cruz, atuando nos filmes “Appassionata” (1952), de Fernando de Barros; “Tico-tico no Fubá” (1952), de Adolfo Celi; e “É Proibido Beijar” (1954), de Ugo Lombardi.
Na televisão, atuou nas novelas "Sangue do meu Sangue" (Tupi, 1969), "Água Viva" (Globo, 1980), "Louco Amor (Globo, 1983), "Sassaricando" (Globo, 1987), entre outras. Seu último trabalho na TV foi na novela "Senhora do Destino" (Globo, 2004).
Em 2007, Tônia atuou no teatro pela última vez em "Um Barco Para o Sonho" de Alexei Arbuzov, peça produzida pelo seu único filho, Cécil Thiré, e dirigida pelo neto, Carlos Thiré. Em 2008 atuou em “Chega de Saudade”, seu último filme.
O velório será realizado hoje, dia 4 de Março, das 2 da tarde às 10 da noite, no Theatro Municipal. A cremação será realizada na segunda-feira, ao meio dia, no Memorial do Carmo.

sexta-feira, 2 de março de 2018

Netflix anuncia estreia de "O Mecanismo"


Entre as novidades para o mês de Março, a Netflix anuncia a estreia de "O Mecanismo", sua nova série original. Estrelada por Selton Mello, Caroline Abras e Enrique Diaz, a série está inspirada na operação Lava Jato, que revelou o maior escândalo de corrupção da história do Brasil.
Baseada no livro "Lava Jato – O Juíz Sergio Moro e os Bastidores da Operação que Abalou o Brasil", de Vladimir Netto, a série é escrita por Elena Soarez com a colaboração de Sofia Maldonado. A direção é de José Padilha, Felipe Prado, Marcos Prado e Daniel Rezende.
Com 8 capítulos, "O Mecanismo" estreia no próximo dia 23 de Março. Confira os trailers de divulgação.


"Amores Roubados" ganhará uma nova versão para os Estados Unidos


Sucesso de audiência e crítica, a minissérie "Amores Roubados" ganhará uma nova versão em espanhol e inglês. O projeto faz parte da nova parceria entre a Rede Globo e a Telemundo, emissora do grupo NBC voltada ao público hispânico dos Estados Unidos. As informações são do jornalista Daniel Castro, do UOL.
Ainda de acordo com a publicação, Silvio de Abreu, diretor de teledramaturgia da Globo, e George Moura, autor de Amores Roubados, estiveram nesta semana em Miami para acertar os detalhes da produção. Além desta minissérie, em todos os projetos que virão, a supervisão será realizada pela própria Globo.
Vale lembrar que esta não é a primeira parceria entre Globo e Telemundo. Em 2002, o primeiro produto realizado foi a novela "Vale Todo", baseada em "Vale Tudo" (1988), de Gilberto Braga. Em 2010, foi a vez de "El Clon", baseada na novela "O Clone" (2001), de Glória Perez. Por último, foi produzida "Marido en Alquiler" (2013), baseada em "Fina Estampa" (2011), de Aguinaldo Silva.

quinta-feira, 1 de março de 2018

Aos 83 anos, morre a atriz María Rubio

María Rubio
1934 - 2018
Fonte: Twitter

Na manhã de hoje, dia 1º de Março, foi noticiada mais uma grande perda no meio artístico mexicano. Por meio de suas Redes Sociais, a Associação Nacional de Intérpretes do México (ANDI) comunicou a morte da atriz María Rubio, aos 83 anos de idade. Em entrevista à imprensa, Fernanda Reyes, neta da atriz, declarou que María morreu de causas naturais. Recentemente, a atriz perdeu seu filho, o diretor de novelas Claudio Reyes, em um acidente automobilístico.


María Rubio ficou mundialmente conhecida por seu trabalho na novela "Cuna de Lobos" (Televisa, 1986), exibida pelo SBT em 1991 com o título de "Ambição", na qual interpretou a memorável vilã Catalina Creel.

María Rubio foi a icônica Catalina Creel na novela "Cuna de Lobos"

María de Jesús Rubio Tejero nasceu no dia 21 de Setembro de 1934, em Tijuana, Baja California. Além de "Ambição", a atriz tem em seu currículo diversos trabalhos importantes na TV, entre os quais destacamos: "Rina" (1977), "Colorina" (1980), "Imperio de Cristal" (1994), "Laberintos de Pasión" (1999), "Salomé" (2001), "Amor Sin Maquillaje" (2006) e "Querida Enemiga" (2008), esta última, exibida pelo SBT entre 2016 e 2017.

Aberturas de Novelas - Cuando seas mía (Azteca, 2001)

Silvia Navarro e Sergio Basañez foram Paloma e  Diego em "Cuándo seas mía"
Divulgação: TV Azteca

Em 2001, Rafael Gutiérrez foi o responsável pela produção de um grande sucesso da TV Azteca. "Cuándo seas mía" é uma adaptação da colombiana "Café com aroma de mulher", obra de Fernando Gaitán que foi exibida em dezenas de países, incluindo o Brasil.
Na história, Paloma (Silvia Navarro) trabalha como catadora de café, mas ela não quer seguir essa vida para sempre. Em seu tempo de descanso, ela se refugia entre os livros e cadernos, mas também sonha em encontrar um grande amor.
Com a morte do grande patriarca do café, Don Lorenzo (José González Márquez), os herdeiros se encontram na "Casa Blanca", onde Paloma conhece Diego (Sergio Basañez), o neto de Don Lorenzo que está  terminando seus estudos para se encarregar da fazenda. Ele se sente totalmente desiludido e irá concentrar todos os seus esforços na propriedade da família.
Quando o destino se encarrega de aproximar Diego e Paloma, ambos pensam ter encontrado o amor ideal, mas eles terão que superar todos os obstáculos que um sobrenome como o de Diego Sánchez Zambrano pode carregar, já que em sua família existe ganância e não importa quem seja destruído para conseguir o controle da "Casa Blanca".
Em "Cuándo seas mía", Silvia Navarro fazia a sua quarta protagonista na TV Azteca e repetia, pela terceira vez, a parceria com Sergio Basañez - conhecido no Brasil, pela novela "A Mentira" - com quem já havia contracenado anteriormente nas novelas "Catalina y Sebastián" (1999) e "La Calle de las Novias" (2000).
Na coluna de hoje, relembre a abertura da trama. O tema principal, que leva o nome da novela, é interpretado pelo grupo Son By Four.