"Amar Depois De Amar" estreia em Portugal pela TVI

Novela é adaptação da argentina "Amar Después De Amar".

Fique por dentro da história de "Ouro Verde"

Novela portuguesa foi vencedora do Emmy Internacional em 2018.

Juntos, el corazón no se equivoca - Primeiros Promocionais

Trama é uma Spin-off protagonizada pelo casal Aristemo, personagens da novela "Mi marido tiene más familia".

Aberturas de Novelas: María José (Televisa, 1995)

Novela foi exibida no Brasil, pela CNT em 1997.

"Bolivar, una luta admirable estreia na Plataforma Netflix.

Produção é considerada uma das mais caras da história da televisão colombiana.

Notícias

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Nada Personal - Primeiros Promocionais


Já estão no ar os primeiros promocionais de "Nada Personal", a nova produção da TV Azteca que estreia no próximo dia 22 de Maio. Em cada vídeo, podemos conhecer um pouco mais dos quatro personagens principais desta história. Confira!




quarta-feira, 26 de abril de 2017

Aberturas de Novelas - Entre el Amor y el Odio (Televisa, 2002)

Pôster oficial da novela "Entre el Amor y el Odio"
Divulgação: Televisa

Em 2002, Salvador Mejía produziu "Entre el Amor y el Odio" para a Televisa. Baseada na radionovela de Hilda Morales de Allouis, "Cadena de Odio", foi adaptada pela primeira vez para a TV por Liliana Abud, Jaime García Estrada e Orlando Merino. 
Na história, Ana Cristina (Susana González) é uma jovem de personalidade forte e a protegida do fazendeiro Fernando Villarreal (Joaquín Cordero). Depois de ficar muito doente, Fernando recebe a visita de seu sobrinho, Octavio Villarreal (César Évora), um homem cheio de raiva porque seu tio impediu seu casamento com Frida (Sabine Moussier). Fernando morre, deixando em seu testamento, sua fábrica de sapatos no nome dos seus únicos familiares: Octavio e Ana Cristina. No entanto, a sua vontade inclui uma cláusula especial: os dois devem se casar e viver juntos por um ano antes de decidir o que fazer com a empresa.
Marcial (Alberto Estrella), o capataz da propriedade dos Villareal, começa a caluniar Ana Cristina e convence Octavio a procurar Frida. Inesperadamente, a convivência ajuda a crescer um profundo amor entre os dois, que passam a ser vítimas do ódio de Marcial e Frida, a ex-noiva de Octavio, que fará o impossível para separá-los.
"Entre el Amor y el Odio" marcou a estreia de Susana González como protagonista de uma novela, formando par romântico com César Évora em horário nobre. Embora tivesse participado de várias produções, seus papéis eram secundários. A grande oportunidade surgiu quando Aracely Arámbula recusou o papel.
A trama está ambientada na cidade de Guanajuato, um lugar com belíssimas paisagens que pudemos acompanhar a cada capítulo.
No Brasil, a novela foi exibida pelo SBT com o nome de "No Limite da Paixão" e rendeu bons índices de audiência para o canal. 14 anos depois de sua exibição por aqui, o SBT decide reprisá-la pela primeira vez e sua estreia está marcada para Maio. 
No conjunto da obra, "Entre el Amor y el Odio" contou com uma série de elementos para prender o telespectador do começo ao fim: um casal com muita química, dois vilões realmente terríveis, personagens importantes na história e muitas reviravoltas. Considero esta, uma de minhas novelas favoritas.
Na abertura são apresentados os personagens da trama, destacando os tapas e beijos de Ana Cristina e Octavio, mais romântico e intenso, impossível! E tudo isso é retratado entre as paisagens de Guanajuato, proporcionando tomadas incríveis. O tema principal, intitulado Entre el amor y el Odio, é interpretado pelo cantor Ángel López.

terça-feira, 25 de abril de 2017

"Nada Personal" estreia em Maio na TV Azteca


A partir de Maio, a TV Azteca traz de volta uma história de sucesso em uma nova roupagem. Agora em formato de série (ou disfarçada de série), "Nada Personal" deseja repetir o impacto que foi causado no público mexicano na década de 90.
A história de "Nada Personal" gira em torno de Mariana Aragón (Margarita Muñoz) que testemunha o assassinato de dois jovens jornalistas. Isso a coloca no centro de uma conspiração que nunca tinha imaginado. A organização criminosa a converte em cúmplice. Para Mariana, lutar pela vida significa enfrentar a mais poderosa organização criminal: a que funciona dentro da lei, dentro do Estado.
"Nada Personal" tem sua estreia marcada para o dia 22 de Maio, às 9 e meia da noite. Confira o trailer com depoimentos do elenco.

 

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Curiosidade: Veja artistas latinos se apresentando em competições de dança na TV

Os artistas que assistimos nas novelas mexicanas também já participaram 
de competições de dança na TV

Os programas de dança são um grande sucesso em vários países. Assim como vemos no Brasil em programas do gênero como o "Dança dos Famosos" e o "Dancing Brasil", os artistas das novelas costumam ser escalados para este tipo de competição. Muitos deles, que você acompanha diariamente nas novelas mexicanas, também passaram por esta experiência e se saíram muito bem. Na coluna de hoje, selecionamos algumas das melhores apresentações.


O ator Mane de la Parra, que interpretou Ignácio na novela "Lágrimas de Amor", participou da quarta temporada do programa "¡Mira quién baila!", produzido em 2013 pela Univisión. Ele se saiu muito bem e conseguiu chegar até a semifinal. No vídeo, a seguir, Mane impressionou os jurados e a plateia ao dançar um Pasodoble com muita técnica e segurança.



Na novela "Salomé", exibida no SBT, tivemos a oportunidade de ver Niurka Marcos em muitas performances. Não foi por acaso que ela se consagrou como vencedora da primeira temporada do programa "México Baila", produzido em 2013 pela TV Azteca. Uma das apresentações mais marcantes, foi a que ela precisou combinar equilíbrio e sincronia com seu parceiro para apresentar uma coreografia de dança aérea.



Devido ao seu grande sucesso nas telenovelas mexicanas, Willian Levy foi convidado para integrar o elenco da décima quarta temporada do programa americano "Dancing with the Stars", produzido em 2012 pela ABC. O ator foi o terceiro colocado nesta disputa e mostrou que tem talento para a dança. Na sequência, confira uma apresentação de Levy dançando Salsa.



Na novela "Preciosa", exibida pelo SBT, Irán Castillo interpretava uma jovem com problemas de locomoção. No entanto, na vida real, a atriz deu um show de dança na terceira temporada do programa "Bailando por un Sueño", produzido em 2014 pela Televisa. Na competição, a atriz chegou muito perto da vitória, mas ficou em terceiro lugar. No vídeo, a seguir, Irán dançou um ritmo de origem mexicana extremamente difícil, a Quebradita. Mesmo tendo escorregado em um momento da apresentação, a atriz não decepcionou e demonstrou bastante controle diante de tantas acrobacias. 




Dançar a dois é difícil, agora imagine dançar com mais quatro pessoas? Este foi o desafio de Marjorie de Sousa, a protagonista de "Hasta el fín del Mundo", na quarta temporada do programa "¡Mira quién baila!", produzido em 2013 pela Univisión. Na apresentação, a seguir, a atriz conseguiu a perfeição ao dançar uma coreografia de Merengue muito bem elaborada.




Nestes programas, nem sempre os apresentadores só conduzem a atração, mas também se jogam na pista de dança. Este foi o caso de Adrián Uribe (o Johnny de "Meu Coração é Teu") e Livia  Brito (a Paloma de "Abismo de Paixão") na terceira temporada do programa "Bailando por un Sueño", produzido em 2014 pela Televisa. Em 2005, Adrián participou da primeira temporada deste programa e foi o vice-campeão da competição. Para relembrar os velhos tempos e brindar o público, Adrián volta à pista de dança ao lado de Livia Brito, sua companheira de apresentação, neste número de Mambo.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Televisa prepara homenagem para atrizes veteranas

Jacqueline Andere e Helena Rojo estão entre as homenageadas.

De acordo com o programa de rádio "La Taquilla", a Televisa prestará uma grande homenagem para as grandes atrizes das novelas mexicanas e que tem uma larga trajetória de sucesso. Entre as homenageadas estão Jacqueline Andere e Helena Rojo.
O especial, intitulado "El Camino de la Estrella" será apresentado por Aurora Vale. Além das veteranas, o programa trará também as atrizes da nova geração como: Angelique Boyer, Ariadne Díaz, Esmeralda Pimentel e Renata Notni.
O programa irá ao ar no próximo sábado, dia 29 de Abril, às 10 da noite, no Las Estrellas.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

"No Limite da Paixão" volta à tela do SBT


Depois de muitas especulações, eis que o SBT tira do seu baú mais uma reprise para as tardes do canal. Trata-se de "No Limite da Paixão", novela produzida em 2002 pela Televisa e exibida no SBT em 2003. Originalmente intitulada "Entre el Amor y el Odio", foi protagonizada por Susana González e César Évora. Para quem aprecia uma trama com muitas intrigas, um casal que vive entre tapas e beijos, além de vilões de primeira, aqui vai uma ótima sugestão.
"No Limite da Paixão" é uma produção de Salvador Mejía Alejandre ("A Usurpadora", "Abraça-me muito forte", "Esmeralda") e está baseada na radionovela de Hilda Morales de Alllouis, intitulada "Cadena de Odio", sendo esta a primeira adaptação para a TV realizada por Liliana Abud.
Veja o primeiro promocional. Sua estreia está prevista para Maio.


quarta-feira, 19 de abril de 2017

Aberturas de Novelas - La Esposa Virgen (Televisa, 2005)

Pôster oficial da novela "La Esposa Virgen"
Divulgação: Televisa

Em 2005, Salvador Mejía produziu "La Esposa Virgen" para a Televisa. A novela, escrita por Liliana Abud, está baseada na radionovela "Tormenta de Pasiones", de Caridad Bravo Adams.
Na história, Virginia Alfaro del Sur (Adela Noriega) chega com seu irmão mais novo, Diego (Sebastián), ao povoado de San Francisco de los Arenales para enterrar seu marido falecido recentemente, o general Francisco Ortiz (Ignacio López Tarso). Virginia também é acompanhada pelo capitão Fernando Ortiz (Sergio Sendel), sobrinho do falecido, mas Fernando despreza a viúva por acreditar que ela se casou com seu tio por interesse. O resto do povoado também recebe Virginia friamente, exceto Dr. José Guadalupe Cruz (Jorge Salinas), que a trata gentilmente.
Virginia chega à fazenda do seu falecido marido e descobre que tudo está em muito mau estado. A viúva não suspeita que tudo foi cuidadosamente planejado por Aurelia Betancourt (Lilia Aragón), mãe de Fernando, e pelo administrador Cristóbal (Roberto Ballesteros), pois pretendem ficar com a fortuna que Virginia acabou de herdar.
Virginia conhece Blanca de la Fuente (Natalia Esperón), esposa de José Guadalupe, e se tornam grandes amigas. Mas ao mesmo tempo, Virginia se apaixona por José Guadalupe. Para não ferir Blanca, que sofre de uma doença terminal, Virginia decide não aceitar os seus sentimentos e tenta esquecer seu amado.
A jovem viúva terá que enfrentar outros problemas, como o constante perigo que representa Aurelia, que irá procurar qualquer desculpa para tirá-la da propriedade e do povoado. O ódio de Aurelia vai aumentar ainda mais quando ele descobre que seu filho acabou se apaixonando por Virginia. A isto se soma a presença de Olga Barquín (Arleth Terán), um jovem egoísta e ambiciosa que está apaixonada pelo médico e também tentará destruir Virginia.
O final, bastante inesperado, culmina com a morte de José Guadalupe. Graças a este sacrifício, ele salva a vida de Virginia, que termina esta história ao lado de Fernando.
O ano de 2005 foi de grande trabalho para o produtor Salvador Mejía e para a escritora Liliana Abud. Os dois já tinham um projeto de grande sucesso no ar: "La Madrastra", novela protagonizada por Victoria Ruffo e César Évora. A substituta seria "Alborada", uma novela de época produzida por Carla Estrada, tendo Lucero e Fernando Colunga como protagonistas. No entanto, a escritora María Zaratinni tinha poucos capítulos escritos e precisaria de mais tempo para a produção da novela. Diante deste imprevisto, os executivos da Televisa encomendaram um novo projeto, a toque de caixa, para Salvador e Liliana. Com isso, escritora e produtor encabeçaram dois projetos simultâneos: finalizando "La Madrastra" e produzindo "La Esposa Virgen".
A novela ficou no ar pouco mais de três meses, o suficiente para que "Alborada" ficasse pronta. O projeto feito às pressas enfrentou críticas e não manteve a alta audiência deixada por "La Madrastra". Um dos trunfos desta novela é ter Adela Noriega no elenco, uma atriz muito querida e que vem aparecendo cada vez menos na TV. "La Esposa Virgen" foi sua penúltima novela e até agora, não há notícias se neste ano ela pretende voltar a atuar.
A abertura de "La Esposa Virgen" segue o modelo que já conhecemos: uma compilação de cenas, contando a ideia principal da história. O tema principal, intitulado Qué voy a hacer com mi amor, é interpretado por Alejandro Fernández.

 

segunda-feira, 17 de abril de 2017

"Dona do Paraíso" será exibida no +Globosat

Pôster da novela "Dueños del Paraíso"
Divulgação: Telemundo

Depois de exibir "Pablo Escobar: O Senhor do Tráfico" e "A Rainha do Tráfico", o canal +Globosat aposta em mais uma narconovela da Telemundo. A escolhida foi "Dueños del Paraíso", que será rebatizada no Brasil com o nome de "Dona do Paraíso". 
A trama ambientada na década de 70, foi escrita por Pablo Illanes e contou com gravações em Miami e Santiago de Chile. A novela foi exibida pela primeira vez entre Janeiro e Abril de 2015 nos canais Telemundo (Estados Unidos) e TNN (Chile). 
“Dona do Paraíso” relata a história de Anastasia Cardona (Kate del Castillo), uma mulher marcada pela violência e cuja ambição a leva ao narcotráfico como meio para se converter em uma das mulheres mais poderosas de todos os tempos. Anastasia encontrará nos negócios de seu marido a riqueza que sempre sonhou e conhecerá os dissabores da traição e a impossibilidade de viver o verdadeiro amor.
No elenco, Kate del Castillo, José María Torre, Jorge Zabaleta, Miguel Varoni, Tony Dalton, Ximena Duque, entre outros. 
"Dona do Paraíso" estreia no próximo dia 24 de Abril, às 11 da noite.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Série baseada na vida do traficante "El Chapo" estreia nos Estados Unidos


Depois da história de Pablo Escobar ter ganhado algumas versões para a TV, chegou a vez de Joaquín Guzmán ter sua história transformada em ficção.
A série intitulada "El Chapo" é uma criação de Silvana Aguirre Zegarra e produzida por Daniel Posada. Inicialmente, o projeto contempla três temporadas. 
"El Chapo", conta a história do perigoso traficante mexicano desde o seu início no narcotráfico em 1985, como um membro de baixo escalão do cartel de Guadalajara até a sua ascensão ao poder e a última queda.
Joaquín "El Chapo" Guzmán foi acusado pela polícia de dirigir "a maior organização de tráfico de drogas no mundo". Depois de ser capturado por autoridades mexicanas em fevereiro de 2014, Guzmán escapou de uma prisão de segurança máxima no México em julho de 2015. Foi recapturado quase seis meses mais tarde e extraditado para os Estados Unidos no início deste ano.
"El Chapo" tem sua estreia prevista para o próximo dia 23 de Abril, às 8 da noite, na Univisión.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Fique por dentro da história de "Os dias eram assim"


21 de junho de 1970, Rio de Janeiro. É dia da final da Copa do Mundo, e o Brasil termina a partida tricampeão. O clima de euforia que se vê nas ruas, entre as pessoas, contrasta com o peso do momento: repressão, ditadura, violência... É nesse cenário em que Renato (Renato Góes) e Alice (Sophie Charlotte) se conhecem e iniciam uma história de amor que vai atravessar quase duas décadas e cruzar com eventos históricos importantes do país nestes períodos. Da repressão às Diretas Já, o amor sobrevivendo a tudo isso: medo, separação, esperança.
O médico Renato é o primogênito de uma família de classe média de Copacabana. Filho de um professor universitário e de uma dona de livraria, Vera (Cassia Kis), ele tem dois irmãos, os estudantes Gustavo (Gabriel Leone) e a Maria (Carla Salle). Cada um a seu modo, estão engajados na luta pela liberdade que tanto conquistou mentes e corações dos jovens nesse momento histórico: enquanto Gustavo sai às ruas, Maria usa a arte como forma de manifestação e expressão.No universo de Alice, a luta travada é contra o pensamento conservador da família. Questionadora, a estudante sempre bateu de frente com os pais. Dono de uma construtora, Arnaldo (Antonio Calloni) não se conforma com o fato de a mulher, Kiki (Natália do Vale), nunca ter conseguido reprimir a inquietude da filha. É o amor por Renato que faz Alice tomar coragem de contrariar o principal projeto da vida dos pais: o casamento da filha com Vitor (Daniel de Oliveira), com quem a moça namora há anos. O vilão é braço-direito de Arnaldo na construtora e filho da oportunista Cora (Susana Vieira).
São dois mundos que se cruzam por amor e serão separados pela relação conflituosa entre as duas famílias, potencializada pelo ambiente de conflito reinante no país. Ambientada entre as décadas de 70 e 80, da repressão às Diretas Já, a trama mostra a vida de pessoas comuns e seus amores afetados pelo contexto histórico do Brasil na época. E de como esse momento foi capaz de interferir em vidas, sonhos e histórias de amor.

Fonte: GShow

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Trilhas de Novelas - Chei Chovorrilho (Explode Coração)

Dara (Tereza Seiblitz) e Igor (Ricardo Macchi)
Divulgação TV Globo

A escritora Glória Perez sempre gosta de surpreender em suas novelas e no ano de 1995 não foi diferente. Cultura cigana e relações pela internet foram os ingredientes usados em "Explode Coração". Dara (Teresa Seiblitz) era uma mulher diferente do seu povo. De origem cigana, estuda para o vestibular sem o pai saber. Em seu convívio com os colegas, teme que saibam de sua origem e que seu pai descubra a verdade. Pela internet, ela conhece Julio Falcão (Edson Celulari), um rico empresário por quem se apaixona, mesmo sendo prometida por seus pais para o cigano Igor (Ricardo Macchi). Dara fica em um dilema: segue a tradição familiar ou se arrisca por um novo amor?
A trilha sonora da novela foi composta por músicas nacionais, internacionais e músicas de origem cigana. Uma delas foi muito tocada em momentos de festa. Chei Chovorilho foi interpretado pelo Grupo Encanto Cigano. Relembre este sucesso neste vídeo realizado por um fã.

terça-feira, 11 de abril de 2017

"Amor Proibido" é a nova novela da Band

Pôster da novela "Amor Proibido"
Divulgação: Kanal D

Para os fãs de novelas turcas, a Band já escolheu a substituta de "Ezel". Trata-se de "Amor Proibido", novela de 2008 protagonizada por Beren Saat e Kıvanç Tatlıtuğ.
Na história, Bihter Yöreoğlu (Beren Saat) é uma linda jovem que leva uma vida de luxos. Odeia a sua mãe, a ambiciosa Firdevs (Nebahat Çehre), por haver causado o infarto fulminante de seu pai, quando este flagra a esposa em um ato de traição extraconjugal.
Em uma de suas visitas ao cemitério, Bihter conhece o viúvo milionário Adnan Ziyagil (Selçuk Yöntem), um homem bem mais velho que ela. Ao notar os planos de sua mãe em conquistá-lo, se aproxima dele e converte-se em sua esposa por vingança.
Bihter passa a sentir carinho pelo marido e eles começam a viver um matrimônio feliz. Porém a chegada de Behlül (Kıvanç Tatlıtuğ), sobrinho de consideração de Adnan, muda os rumos dessa história.
Behlül é um jovem atraente, imaturo e mulherengo. Embora já conhecesse Bihter do passado, por ter namorado sua irmã Peyker, o rapaz começa a ter olhos para ela apenas depois do casamento da moça com o seu tio de consideração, que o criara.
Por conhecê-lo muito bem, Bihter não consegue levá-lo a sério a princípio, dizendo "não" aos seus constantes assédios. No entanto, ele acaba vencendo a jovem pelo cansaço e ela passa a corresponder à medida em que convive com ele.
Eles passam a viver uma paixão escondida, mas quando ela está perdidamente apaixonada, Behlül passa a sentir remorso pela traição e cresce o receio de perder sua boa vida, proporcionada pelos Ziyagil.
Para encobrir o romance, o casal de amantes acabam se envolvendo em uma complicada teia de mentiras. Bihter acaba se revelando uma jovem ciumenta e obsessiva, a um passo da loucura. Com o transcurso do tempo, se desencadeará uma série de outros fatores que afetará tragicamente a toda a família.
"Amor Proibido" ainda não tem data de estreia definida. Como "Ezel" já está caminhando para a reta final, as primeiras chamadas promocionais devem ser divulgadas nos próximos dias. Vamos aguardar.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

"A Padroeira" estreia na TV Aparecida

Pôster da novela "A Padroeira"
Divulgação: TV Aparecida

A partir da próxima semana, os telespectadores da TV Aparecida terão uma novela de sucesso em sua programação. Trata-se de "A Padroeira", produção de 2001 da Rede Globo. A novela foi escrita por Walcyr Carrasco, inspirada em uma ideia original de Walter Avancini, com direção geral também de Walter Avancini e Mário Márcio Bandarra.
A trama se passa em 1717, na vila de Guaratinguetá-SP e conta a história do amor impossível de Valentim (Luigi Baricelli) e da fidalga Cecília (Deborah Seco). O encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida por três pescadores no rio Paraíba do Sul, seus primeiros milagres e o esforço de Atanásio Pedroso (Jackson Antunes) para a construção da primeira capela dedicada à santa servem de pano de fundo para a luta de Valentim (Luigi Baricelli) por Cecília e para encontrar o mapa das minas de ouro originalmente descobertas pelo pai. Valentim foi criado pelo tio, o poeta Manoel (Otávio Augusto), pois seu pai, ao se negar a revelar para Portugal a localização das minas, foi considerado traidor da coroa e encarcerado em Lisboa. A mãe de Valentim foi para Portugal e o deixou com o tio poeta. Valentim treinou-se nas artes da guerra e das armas, única alternativa encontrada por ele para não cair na miséria.
"A Padroeira" estreia na próxima segunda, dia 17 de Abril, às 7 da noite, com reprise às 10 da noite.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Aberturas de Novelas - Razão de Viver (SBT, 1996)


Em 1996, o SBT produziu a novela "Razão de Viver" com um grande elenco. A trama escrita por Analy Pinto e Zeno Wilde trazia os dilemas de uma mãe e sua luta para criar seus três filhos. Na história, Luzia Santos (Irene Ravache) é viúva e mãe de André (Marco Ricca), Mário (Gabriel Braga Nunes) e Pedro (Petrônio Gontijo). Ela trabalha como costureira em uma confecção, cuja dona é Yara (Joana Fomm), uma mulher ambiciosa e pouco amigável, casada com Pascoal (Sebastião Campos), a quem trai com seu primo Álvaro (Eduardo Conde). 
André é o filho mais velho de Luzia e busca uma vida luxuosa e repleta de dinheiro. Mário se envolve com Ruffo (Raul Gazolla), os quais são receptadores de joias roubadas e lucram com os metais preciosos dos objetos. Pedro é mecânico e muito interessado por automóveis.
O adultério da milionária Yara revolta sua filha Olga (Mayara Magri), com quem André se casa por interesse. Em um acidente, André conhece Zilda (Adriana Esteves), uma estilista que trabalha na confecção. O rapaz logo revela estar impressionado com a beleza da moça e ela retribui, contando a Luzia que se encantou com André. Em um dos golpes planejados por Ruffo, Mário é preso, entristecendo sua mãe e levando sua família à ruína. Júnia (Cláudia Liz), jovem estudante de medicina, é apaixonada por motocicletas e, quando chega à capital de São Paulo, se interessa por Pedro. O amor entre os dois é recíproco. No entanto, ambos escondem a paixão e não levam a frente o relacionamento.
André se aproveita do casamento e despreza Zilda por conta do dinheiro que lhe é oferecido. A mãe de Olga, entretanto, se abstém da situação, já que está interessada por seu primo Álvaro, que é assassinado. Yara depõe que seu primo fugiria da cidade e cogitou assassiná-lo, mas não teve coragem e pede desculpas à filha pela desatenção. Caê, um homem envolvido em roubo de joias, discute com Ruffo e o mata com um estilete. Sílvia, cunhada de Ruffo, confessa ter matado Álvaro, por ele também estar no plano das joias. O empresário Raul Macedo (Henrique Martins) compra a confecção de Yara para Luzia, a qual brinda o casamento de Pedro com Júnia e Mário com Rosa (Bel Kutner) e o namoro de André e Zilda.
Na ocasião, Silvio Santos estava animado com a produção de novelas no SBT. "Razão de Viver" estreou juntamente com duas outras novelas: "Colégio Brasil" e "Antônio Alves, Taxista". Das três produções, somente "Razão de Viver" foi gravada no Complexo Anhanguera, enquanto as outras duas foram terceirizadas.
Em todos os sites relacionados à novelas, "Razão de Viver" é apresentada como uma adaptação da novela "Meus Filhos, Minha Vida", também produzida pelo SBT, mas em 1984. No entanto, recentemente a novela "Lágrimas de Amor", produção de 2012 da Televisa, foi transmitida no SBT. A novela protagonizada por Victoria Ruffo é uma versão livre baseada na radionovela "Corona de Lágrimas", de Manuel Canseco Noriega, transmitida no rádio em 1955, produzida para a TV em 1965 e ganhou uma versão cinematográfica em 1968. 
Quem acompanhou "Lágrimas de Amor", não pode evitar a comparação com "Razão de Viver". Aí você me pergunta: "Mas por que?". Porque simplesmente boa parte do que víamos no vídeo nos lembrava a novela de 1996. Tanto a sinopse, as situações, os núcleos e até os perfis dos personagens são extremamente parecidos. "Mas então a novela mexicana é um remake de uma novela brasileira?". Não, porque os dados sobre datas estão a favor do escritor mexicano. O final desta novela também é idêntico nos dois casos, contando também com textos que sintetizam toda a história. Veja a cena final de "Razão de Viver" e compare com a de "Lágrimas de Amor":




Por ora, não existe uma resposta definida para esta pergunta, mas os dados não mentem. Se "Razão de Viver" e "Meus Filhos, Minha Vida" são adaptações ou versões livres da mexicana "Corona de Lágrimas" e esta informação foi omitida, não sabemos. No entanto, a inspiração na obra original é mais que evidente, levando em conta que na década de 80, o SBT realizou adaptações de diversas novelas mexicanas.
Voltando para "Razão de Viver", a trama manteve índices satisfatórios para o SBT, mas aquém das grandes expectativas colocadas nesta história e do grande investimento que foi feito na época.
A abertura da novela traz praticamente todo o elenco e imagens da trama são exibidas em segundo plano com o auxílio de efeitos visuais. O tema principal, intitulado Redescobrir, é um dos grandes sucessos da cantora Elis Regina.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Televisa lança novo canal no Youtube


Você que é fã de novelas mexicanas, gostaria de ver alguma história novamente? Fique sabendo que a partir de agora essa tarefa pode ser mais simples do que imagina. A Televisa lançou recentemente um canal no Youtube chamado "Televisa Retro", onde serão postados todos os capítulos de sua novela favorita, na íntegra e em som original.
Até o momento, cinco novelas estão disponíveis: "Amigas y Rivales" (2001), "Laberintos de Pasión" (1999), "El Pecado de Oyuki" (1988), "Fuego en la Sangre" (2008) e "Abismo de Pasión" (2013).
A cada sexta-feira, um novo título será disponibilizado. Clique aqui e se inscreva no canal.