"Amar Depois De Amar" estreia em Portugal pela TVI

Novela é adaptação da argentina "Amar Después De Amar".

Fique por dentro da história de "Ouro Verde"

Novela portuguesa foi vencedora do Emmy Internacional em 2018.

Juntos, el corazón no se equivoca - Primeiros Promocionais

Trama é uma Spin-off protagonizada pelo casal Aristemo, personagens da novela "Mi marido tiene más familia".

Aberturas de Novelas: María José (Televisa, 1995)

Novela foi exibida no Brasil, pela CNT em 1997.

"Bolivar, una luta admirable estreia na Plataforma Netflix.

Produção é considerada uma das mais caras da história da televisão colombiana.

Notícias

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Televisa prepara novela de 17 capítulos

A produtora Silvia Cano (ao centro) ao lado dos protagonistas Danilo Carrera e Adriana Louvier.

A mexicana Televisa já está preparando uma nova novela que terá apenas 17 capítulos. A produção leva o nome de "Sin Rastro" e está a cargo de Silvia Cano, que fará sua estreia como Produtora Executiva, depois de trabalhar como Produtora Associada nas novelas de Roberto Gómez Fernández. Para os protagonistas da trama, Adriana Louvier ("Yo no creo en los hombres") e Danilo Carrera ("Pasión y Poder") foram confirmados.
"Sin Rastro" é uma trama original de Carlos Quintanilla que narra o desaparecimento misterioso de uma mulher que estava pronta para se casar. Cinco anos depois, ela reaparece vestida de noiva e terá a missão de recuperar o tempo perdido.
A novela tem estreia prevista para a primeira semana de Agosto, na faixa das 21 horas, no Canal de las Estrellas.

Blanca Guerra será a protagonista de "La Candidata"

Blanca Guerra

Atualmente integrando o elenco de "Tres veces Ana", Blanca Guerra já tem novo projeto em vista. A produtora Giselle González confirmou a atriz como protagonista de sua próxima novela.
"La Candidata" será uma trama original que narra a história de uma mulher que sofre um acidente automobilístico e é dada como morta. No meio desta confusão, ela se dá conta de quem é o seu marido e uma guerra será declarada por meio de uma campanha presidencial.
No Brasil, podemos acompanhar dois trabalhos da atriz: em "Abismo de Paixão", no papel de Almerinda e em "A Mentira", na pele de Miranda Montesinos.

terça-feira, 14 de junho de 2016

SBT deveria ter reprisado "A Mentira"?


Caminhando para a reta final, "A Mentira" se despedirá com uma boa audiência, mas sabemos que a novela demorou um pouco para engrenar. Será que a falta de planejamento do SBT teve influência no desempenho da trama, a concorrência estava forte ou realmente "A Mentira" não era uma novela tão pedida?
No dia 28 de Março, o SBT anunciava a estreia da versão mexicana de "Esmeralda", trama que nunca foi reprisada, embora tenha ganhado um remake nacional e que já tinha sido reprisado. Faltando apenas três dias para sua estreia, a reprise de "Esmeralda" foi cancelada, sendo substituída pela primeira reprise de "A Mentira", pegando todos de surpresa e enfurecendo os fãs que gostariam de ver novamente Leticia Calderón e Fernando Colunga juntos.
"A Mentira" estreou na faixa da 1 e 45 da tarde e os números de audiência começaram a preocupar a direção do canal. Mais uma vez, sem pensar, a direção optou por remanejar a trama para a faixa das 3 e 15 da tarde e colocar o "Casos de Família" mais cedo. Depois desta mudança, a trama foi subindo na audiência atingindo números satisfatórios, para a sorte do SBT.
Claro que é bom relembrar as novelas do passado, mas os números mostram que as tramas mais recentes estão se dando muito bem no SBT. Com a reprise de "A Mentira" é muito provável que não veremos tão cedo duas versões mais atuais desta mesma história protagonizadas por duas atrizes que caíram nas graças do público brasileiro: Silvia Navarro e Ana Brenda Contreras. Conheça elas:

Pôster da novela "Cuando me Enamoro"
Divulgação: Televisa

"Cuando me Enamoro" foi um grande sucesso da Televisa entre 2010 e 2011 produzido por Carlos Moreno Laguillo. A trama possui algumas mudanças em relação a versão de 1998: Sai a tequila e entram as uvas, sai Verónica e Virginia e entram Renata e Roberta. Outra mudança da trama é a presença da mãe da protagonista em busca de sua filha desde o primeiro capítulo, além do fortalecimento das tramas paralelas.
Nesta adaptação realizada por Martha Carrillo e Cristina García, Jerónimo (Juan Soler) busca vingar-se da mulher que foi a responsável pelo suicídio de seu irmão Rafael (Sebastián Zurita). Jerónimo conhece Renata (Silvia Navarro) e graças as intrigas de Roberta (Jessica Coch) acredita que ela é a real culpada pela tragédia que devastou sua família. Veja a abertura da trama:



Pôster da novela "Lo imperdonable"
Divulgação: Televisa

"Lo Imperdonable" é a versão mais recente de "A Mentira". Produzida em 2015 por Salvador Mejía Alejandre, a trama também veio com mudanças, embora se pareça bastante com a versão de 1998. Nesta ocasião, o enredo de "A Mentira" foi mesclado com uma história inédita de Caridad Bravo Adams, nunca adaptada para a TV, intitulada "Tzintzuntzan. La noche de los muertos". Embora a história tenha ganhado reforço, não teve um bom desempenho durante sua exibição. Nesta adaptação realizada por Ximena Suárez, Janely Lee, Alejandra Díaz, Ricardo Fiallega e Claudia Velasco, Martín (Iván Sánchez) descobre que seu irmão Demetrio (Pablo Montero) se suicidou depois de ter sido enganado por uma mulher ambiciosa. Com a ajuda dos conhecidos de seu falecido irmão, Martín consegue juntar as pistas para descobrir o nome da tal mulher. Sua única prova é um colar com um pingente com a letra V gravado com o sobrenome Prado-Castelo, que estava entre os pertences de Demetrio.
Chagando à capital ele conhece Verónica Prado-Castelo (Ana Brenda Contreras) e Virginia Prado-Castelo (Grettell Valdez), as sobrinhas de um dos mais importantes empresários joalheiros do país. Virginia é inocente e frágil, Verónica é forte e corajosa. Sem saber quem é a culpada, Martín é enganado depois de uma série de coincidências e de rumores e acaba acreditando que a mulher que ele está à procura é Verónica . A partir daí começa seu plano de vingança: primeiro flerta com Verónica e faz com que ela se apaixone por ele e depois a pede em casamento. Depois do "sim", ele começa sua vingança e leva sua esposa para a Mina Escondida, o lugar onde Demetrio se matou. Veja a abertura da trama:


segunda-feira, 13 de junho de 2016

Silvia Navarro pode retornar às novelas em breve

Silvia Navarro

Sucesso no Brasil em "Meu Coração é Teu", seu último trabalho na TV, Silvia Navarro pode voltar em breve em uma nova produção. A atriz ficou afastada na TV para se dedicar a sua mais nova conquista. Em 2015, Silvia estava esperando seu primeiro filho, fruto do relacionamento com o empresário Geraldo Casanova. 
Preparada para voltar à TV, convites não faltam. Silvia está sendo sondada para duas novas novelas. A primeira é "Mujeres de Negro", produção de Carlos Moreno. A trama é uma releitura de uma série finlandesa intitulada "Mustat Lesket" que conta a história de três mulheres que estão cansadas do abuso de seus maridos e se unem para matá-los, saindo em busca de novas aventuras. A segunda é "La doble vida de Estela Carrillo", produção de Rosy Ocampo. Nesta história original, uma mulher testemunha um assassinato e se vê forçada a dar um depoimento falso. No entanto, ela esconde um segredo: ela não é Estela Carrillo, mas sim uma imigrante mexicana que precisa saber tudo sobre Estela para se passar por ela. Além disso, ela luta para realizar seu sonho de se tornar uma cantora importante.
As duas propostas se mostram bem interessantes, mas ainda não há nada confirmado sobre qual das tramas Silvia vai estrelar.

Lucero chega ao Brasil no dia 27 de Junho


Os fãs de Lucero podem comemorar. A atriz e cantora mexicana já tem data para voltar ao Brasil. De acordo com o jornalista do UOL, Flávio Ricco, Lucero estará em solo brasileiro a parir do dia 27, quando começa a trabalhar nas gravações da novela "Carinha de Anjo". Lucero ainda vai gravar 4 temas para a trilha sonora da trama.

terça-feira, 7 de junho de 2016

Las Amazonas - Ponto de Vista

Pôster oficial da novela "Las Amazonas"
Divulgação: Televisa

No dia 16 de Maio estreou no México a novela "Las Amazonas", a nova produção de Salvador Mejía Alejandre para a faixa das 19 horas. A trama é uma releitura da venezuelana "Las Amazonas", que originou "Niña Amada Mía" (em português, "Menina Amada Minha"), versão de 2003 produzida pela Televisa; e "Las Bandidas", versão de 2013 produzida pela RTI e Televisa.
Comparações entre as tramas vão existir, mas vamos ao ponto: a versão de 2016 vem bem diferente das anteriores. Não se trata da mesma história, apesar da essência estar ali. As mudanças realizadas vieram para o bem e enriqueceram a novela. Para começar, Inés Huerta, papel de Victoria Ruffo, ganhou maior espaço na trama. Além de ser a narradora da história, ela é papel fundamental na vida das amazonas e de seu grande amor, Victoriano Santos, papel de César Évora, que vem mais uma vez na pele de um rico fazendeiro e que faz muito bem. O público já vibra com o retorno de Victoria e César como casal. E que casal, não é mesmo?
Outro papel que ganhou maior projeção é o de Déborah, vivida pela bela Gabriela Vergara. Casada com Victoriano, ela será um grande obstáculo na vida dos Santos, mas ela não será uma mera vilã. Além de sensual e provocativa, ela está no controle de todas as informações de seu marido, se infiltrou na empresa da família Santos e conta com a ajuda de informantes para conseguir seu objetivo: roubar a fortuna de Victoriano.
Outro ponto alto da trama é um crime que põe em dúvida a identidade do assassino. Loreto (Guillermo García Cantú) foi preso por este crime, mas Victoriano poderia ser o assassino, pois no dia do incidente os dois brigaram pela posse da arma e o disparo acertou Vicente Mendoza (Alfredo Adame). A morte de Vicente desencadeou uma grande rivalidade entre as duas famílias. Eduardo Mendoza (René Casados) e Bernarda (Jacqueline Andere), irmão e mãe de Vicente, buscam a qualquer preço, vingar-se de Victoriano.
A fotografia da novela é algo espetacular. A recente safra de novelas da Televisa está mudada e muitos vão se impressionar. As tomadas, os ângulos de câmera, a iluminação, tudo de muito bom gosto. O público ganha com isso com certeza.
Danna García e Andrés Palacios formam um belíssimo casal. A química entre os dois é perfeita. Vindo da TV Azteca, Andrés faz sua estreia na Televisa e não merecia outro papel que não fosse o de protagonista, pois pertencia ao primeiro time da concorrência. Logo nos primeiros capítulos, já causou furor ao aparecer de cueca no estábulo, virando notícia em diversos sites do gênero. Danna não me convencia como atriz, mas na pele de Diana, consigo acreditar nela e me passa a credibilidade de uma mulher forte e decidida.
Constanza (Mariluz Bermúdez) e Cassandra (Grettell Valdéz) esbanjam energia e personalidade e cada uma delas tem sua história bem delineada. Logo, "Las Amazonas" é uma novela de protagonistas e muitos atrativos interessantes para acompanhar a trama.
Para coroar um projeto feliz, o tema musical é fundamental para a trama. Entrégate é um dueto de Carlos Marín (do Il Divo) e Innocence. Seguramente é um daqueles temas que vai perdurar por muitos anos e simboliza boa música.
"Las Amazonas" está imperdível e já entrou para minha lista de novelas favoritas para acompanhar. Com certeza, muitas surpresas estão por vir. Recomendadíssimo!

segunda-feira, 6 de junho de 2016

"Cúmplices de um Resgate" ganha livro


E as novelas infantis continuam rendendo bons frutos para o SBT. A novidade que surge para a criançada é uma edição do livro oficial sobre a novela. A publicação vem recheada de curiosidades sobre os bastidores, fotos exclusivas e perfis completos do elenco e personagens. O livro foi lançado em duas edições: impressa (que gira em torno de R$22,90 a R$29,90) e digital (que custa cerca de R$14,90) e está disponível nas melhores livrarias do país.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Aberturas de Novelas - Lola, érase una vez (Televisa, 2007)

Pôster oficial de "Lola, érase una vez".
Divulgação: Televisa

Em 2007, Pedro Damián produziu "Lola, érase una vez" para a Televisa. A novela é literalmente um conto de fadas que traz uma Cinderela moderna que gosta de cantar. Lola (Eisa González) é uma garota órfã que vive com sua madrinha Mila (Tiare Scanda). Com muitas peripécias, consegue o posto de babá da família Von Ferdinand, uma família criada pelo irmão mais velho desde que seus pais morreram. Pouco a pouco, Lola consegue roubar o coração de todos os membros da família Von Ferdinand, especialmente Alexander (Aarón Díaz), seu príncipe encantado por quem que está apaixonada. Alexander sente o mesmo por Lola, mas já está comprometido com a Carlota (Grettell Valdez), que só está com ele por sua posição social.
Carlota desconhece que Lola é, na verdade, sua meia irmã, filha de Rita Valente (Berta Lugo) e seu pai, Alberto Santo Domingo. Ao saber deste segredo, ela guarda para si e segue a sua vida normalmente, sem levantar qualquer suspeita. Na mansão dos Von Ferdinand, Carlota conta com a ajuda de sua mãe Montserrat (Lorena Herrera) para fazer a vida de Lola impossível.
A história parece lhe soar muito familiar, não é mesmo? "Lola, érase una vez" é uma versão de "Floricienta", trama argentina escrita por Cris Morena. Vale lembrar que o Brasil tem uma versão desta trama, produzida 2006 pela RGB, Cris Morena Group e pela Band, chamada "Floribella", exibida com muito sucesso.
"Floricienta" teve inúmeras versões pelo mundo, mas todas com a mesma roupagem. "Lola, érase una vez" se destaca entre todas por ser diferente. Embora a história seja similar ao original argentino, o conceito usado na versão mexicana faz com que a trama não seja ligada diretamente ao original. Além disso, a trilha da novela é totalmente diferente das demais versões.
A abertura traz uma espécie de conto de fadas vivo. Do livro de histórias os personagens da história ganham vida. O tema principal Si me besas é interpretado pela própria protagonista Eiza González. Para quem gosta de uma história com muita fantasia, "Lola, érase una vez" é uma boa pedida. Confira!