"A Cor da Paixão" chega ao Brasil pelo TLN

Novela da Televisa será exibida no país pelo TLN a partir desta segunda-feira, dia 26 de Agosto.

Fique por dentro da história de "La Reina Soy Yo"

Adaptação mexicana de "La Reina del Flow" estreia nesta segunda-feira, no Las Estrellas.

"Abismo de Paixão" volta à tela do SBT

Reprise foi escalada às pressas para substituir "A Dona".

La Usurpadora - Novos Promocionais

Série de 25 capítulos estreia no México em Setembro.

"Bolivar, una luta admirable estreia na Plataforma Netflix.

Produção é considerada uma das mais caras da história da televisão colombiana.

Notícias

quinta-feira, 31 de março de 2016

Aberturas de Novelas - Malparida (El Trece, 2010)

Pôster oficial da novela "Malparida"
Divulgação: Televisa

Por que as protagonistas despudoradas fazem tanto sucesso nas novelas? Foi o que aconteceu em "Malparida", uma novela argentina produzida em 2010 pela Pol-ka Producciones e exibida pelo Canal El Trece, tornando-se a maior audiência do gênero naquele ano. A produção de Adrián Suar, escrita por Pablo Junovich, Cecilia Guerty e Lily Ann Martin, conta a saga de uma jovem que jura vingar-se do homem que foi o responsável pela morte de sua mãe.
A história começa há vinte anos atrás, quando uma mulher de poucos recursos se apaixona por um homem rico, mas o amor não é suficiente. O fato de pertencerem a mundos diferentes, faz com que ele prefira se casar com uma pessoa de acordo com seu nível de vida. A mulher, tão pobre como apaixonada, acaba morrendo literalmente de amor.
Anos mais tarde, Renata (Juana Viale), a filha desta mulher, deseja pôr um fim a tantos anos de ausência materna. Ela decide fazer justiça usando como arma a sua beleza e consegue trabalhar para Lorenzo (Raúl Taibo), o homem que trouxe tanta tristeza para sua mãe. A partir daí, ela passa a seduzi-lo até que ele pague na mesma moeda.
Depois de concluir sua vingança, Renata está completamente envolvida com Lautaro Uribe (Gonzalo Heredia), o filho de Lorenzo. Ao mesmo tempo que ela se apaixona pelo rapaz, ela passa a sofrer e entra em conflito com seus sentimentos. A sede de justiça a transforma em uma criminosa, sendo a responsável pela morte de sete pessoas no decorrer da história.
"Malparida" causou furor na Argentina e sua protagonista foi muito amada pelo telespectador, mesmo fazendo maldades. Ainda assim, ela teve um final trágico e merecido, mostrando que somos responsáveis por nossas atitudes e podemos pagar caro por elas.
A trama argentina integra o catálogo de produtos da Televisa, que é a responsável pela distribuição e venda da novela no mercado internacional.
A abertura da trama conta com recortes de fotos e objetos que fazem referências à história. Os efeitos visuais se encarregam de dar o movimento e o ritmo nesta sequência embalada pela voz de Carlos Matari, que interpreta o tema principal intitulado Malparida.

terça-feira, 29 de março de 2016

Agora é oficial! Lucero participará de "Carinha de Anjo"

Lucero é a mais nova contratada do SBT

Depois de muitas especulações, a notícia finalmente se confirmou. A estrela internacional Lucero assinou contrato com o SBT para atuar no remake de "Carinha de Anjo", a próxima novela da emissora de Silvio Santos. A negociação bem-sucedida foi apenas uma consequência do sucesso que "A Dona" teve no país. De acordo com a Assessoria do SBT, o acordo foi fechado no último sábado, dia 26 de Março. 
Lucero interpretará o papel de Teresa, uma personagem de grande destaque na trama. A notícia também foi veiculada na edição de hoje do SBT Brasil. A previsão de estreia de "Carinha de Anjo" é para o segundo semestre de 2016.
Lucero tem 46 anos e tem uma larga trajetória como atriz, apresentadora e cantora. Ficou conhecida do grande público brasileiro pelo sucesso "Chispita" (Televisa, 1982). Em seu currículo há grandes sucessos da TV como: "Los Parientes Pobres" (Televisa, 1993), "Lazos de Amor" (Televisa, 1995), "Alborada" (Televisa, 2005), "Mañana es para siempre" (Televisa, 2008) e "Por ella soy Eva" (Televisa, 2012).

Trilhas de Novelas - Flores em você (O Outro - Globo, 1987)


Em 1987, Aguinaldo Silva escreveu em colaboração com Ricardo Linhares, "O Outro" na Rede Globo, uma novela que usou a semelhança física de duas pessoas como fio condutor da história. 
Na trama, Paulo Della Santa e Denizard de Mattos (Francisco Cuoco) tem uma semelhança física impressionante, embora não se conheçam. Paulo é dono de uma imobiliária, é casado com Laura (Natália do Vale), tem dois filhos e possui um alto padrão de vida. Conservador e sério, passa a enfrentar uma situação difícil nos negócios e na vida familiar.
Denizard é viúvo, dono de um ferro-velho no subúrbio carioca, tem uma filha e namora Índia do Brasil (Yoná Magalhães), sua secretária. Boêmio e boa praça, subiu na vida graças ao seu trabalho e tem orgulho de ter conseguido se mudar para o bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro.
O acaso une os dois quando eles passam a ser vizinhos, morando na mesma rua.

O encontro de Paulo e Denizard em "O Outro"

Embora sejam idênticos, nunca se viram, não se conhecem e não são parentes distantes. Certo dia, a explosão de um posto de gasolina coloca os dois frente a frente. Paulo é dado como morto, e Denizard é confundido com ele. Com amnésia, ele acaba assumindo o lugar de Paulo nos negócios e na família Della Santa. Do outro lado, a família de Denizard não tem certeza se ele está vivo ou morto.
"O Outro" teve sua exibição na faixa das 20 horas em 173 capítulos. O tema principal da trama é uma música muito lembrada e que atravessou gerações. Flores em você, do Grupo Ira! é um dos grandes sucessos da música nacional. Vamos relembrar?

segunda-feira, 28 de março de 2016

Conheça os novos rostos de "Abismo de Paixão"

Pôster oficial de "Abismo de Pasión"
Divulgação: Televisa

Com a nova safra de novelas mexicanas exibidas pelo SBT, alguns rostos estão surgindo e não são conhecidos do público brasileiro. "Abismo de Paixão" estreia hoje e muitos destes rostos estão em evidência atualmente no México. É muito provável que em breve você veja um deles em uma futura novela a ser exibida por aqui. Conheça quem são eles:

Livia Brito (Paloma)

A cubana Livia Brito é filha dos atores Rolando Brito e Gertrudes Pestana. Estudou no CEA (Centro de Estudios Actorales) da Televisa e teve seu primeiro papel na TV em 2010, na novela "Triunfo del Amor", onde interpretou Fernanda Sandoval.
Em 2013, Livia ganhou o papel de Paloma em "Abismo de Paixão". Depois deste trabalho, a atriz ganhou duas protagonistas. Ainda em 2013, atuou como Natalia em "De que te quiero, te quiero" e em 2014, viveu Fiorella em "Muchacha italiana viene a casarse". Atualmente, a atriz está se preparando para voltar à TV interpretando a atriz Maribel Guardia na série biográfica do famoso cantor Joan Sebastian.

Mark Tacher (Gael Arango)

Embora tenha uma carreira relativamente longa, o americano Mark Tacher só estreou na Televisa em 2009, na novela "Alma de Hierro", interpretando Gael Ferrer. O ator começou nas novelas no ano de 1998, em "Tres veces Sofía", na TV Azteca. Em 2013, ganhou o papel de Gael Arango em "Abismo de Paixão". Seu último trabalho na TV foi em 2015, na novela "Que te perdone Dios" no papel do protagonista Mateo.

Altair Jarabo (Raquel Nedesma)

A mexicana Altair Jarabo começou na TV em um pequeno papel na novela "El Peñon del Amaranto" na TV Azteca, uma história escrita por seus pais, Alba García e Salvador Jarabo. Também estudou no CEA da Televisa e teve a oportunidade de atuar em uma novela completa no ano de 2005, em "Inocente de ti", gravada em Miami, onde viveu por 2 anos. Ao voltar para o México, ganhou outros papéis e foi se destacando. Em seu currículo há novelas como: "En Nombre del Amor" (2008), "Mi Pecado" (2009), "Mentir para Vivir" (2013), entre outras. Em 2013, a atriz interpretou Raquel Nedesma em "Abismo de Paixão". Atualmente ela está no ar em "Pasión y Poder", no papel de Consuelo.

Salvador Zerboni (Gabino Mendoza)

O mexicano Salvador Zerboni começou sua carreira em 2003 no Chile, na novela "Machos". Sua estreia no México foi no seriado "RBD: La Familia" no papel de Mateo. Em 2013, foi odiado pelo telespectador por causa de seu personagem Gabino Mendoza em "Abismo de Paixão". Seu último trabalho na TV foi em 2015, onde viveu o vilão Leonel Madrigal na bem-sucedida novela "A que no me dejas".

Esmeralda Pimentel (Kenia)

A mexicana Esmeralda Pimentel representou o estado de Jalisco no Concurso "Nuestra Belleza México 2007", sendo a vice-campeã da competição. Logo depois, começou a estudar no CEA Televisa e ganhou sua primeira oportunidade na TV em 2009, na novela "Verano de Amor", vivendo a personagem Ada. Em 2013, ganhou maior destaque em "Abismo de Paixão" interpretando Kenia.
A atriz ganhou seu primeiro papel principal em 2014, no sucesso "El Color de la Pasión". Em 2015, protagonizou "La Vecina" vivendo a divertida Sara Granados.

sexta-feira, 25 de março de 2016

"Abismo de Paixão" estreia nesta segunda. Confira o tema musical.


A poucos dias da estreia, o SBT passou a veicular as chamadas de "Abismo de Paixão" com uma música em português. O cantor Léo Nascimento foi o escolhido para interpretar o tema intitulado Com um suspiro. Com isso, o tema original tem pouquíssimas chances de veiculação na trama. Sólo un suspiro é interpretado por Óscar Cruz e Alejandra Orozco, cantores finalistas do programa "La Voz México", franquia do "The Voice". 
"Abismo de Paixão" estreia na segunda, dia 28, às 4 e 45 da tarde. Confira o tema musical original.


quinta-feira, 24 de março de 2016

Aberturas de Novelas - Fera Radical (Globo, 1988)


Em 1988, Walter Negrão escreveu "Fera Radical" para a Rede Globo, com a colaboração de Luiz Carlos Fusco, Ricardo Linhares e Rose Calza. A direção foi de Gonzaga Blota e Denise Saraceni. A novela foi exibida na faixa das 18 horas, em 203 capítulos.
"Fera Radical" conta a história de Cláudia (Malu Mader), uma mulher que busca a vingança pela morte de sua família. Ela volta para a cidade de Rio Novo e usa uma identidade falsa para se infiltrar na fazenda, cujos donos são suspeitos do crime.
Ao planejar a destruição de todos que a fizeram sofrer, Cláudia se depara com o carinho do fazendeiro Altino Flores (Paulo Goulart), que está preso a uma cadeira de rodas desde a noite da chacina, e o ódio de Joana (Yara Amaral), mulher de Altino.
Joana passa a perseguir Cláudia quando descobre que ela vive com Marta (Laura Cardoso), um antigo amor de Altino, cujo romance no passado gerou Olívia (Denise del Vecchio), criada por ela. Os planos de Cláudia podem fracassar quando ela se envolve com os filhos de Altino, Heitor (Thales Pan Chacon) e Fernando (José Mayer), por quem se apaixona.
A abertura da trama explora o plano da personagem Cláudia para se vingar daqueles que mataram sua família. Na sequência, ela busca informações e prepara tudo o que precisa para ir a Rio Novo. O tema intitulado Fera Radical é interpretado pela cantora Solange. Vamos relembrar?

quarta-feira, 23 de março de 2016

"Sila, prisioneira do Amor" estreia nesta segunda na Band


A partir desta segunda, dia 28 de Março, a Band estreia mais uma novela turca. "Sila, prisioneira do Amor" é a nova aposta da emissora paulista no horário nobre. A trama conta a história de Sila (Cansu Dere), uma mulher nascida em Mardin, no sudeste da Turquia. Seu pai Cecil (Menderes Samancılar) não podia cuidar de sua família e a vendeu para um casal com dinheiro em Istambul. Depois de 16 anos, Celil vem a Istambul para levar Sila, com a desculpa de que Bedar (Zeynep Eronat), sua mãe biológica, queria vê-la, porque acredita estar à beira da morte. 
Sila presencia o casamento de seu irmão Azad (Cemal Toktaş), sem saber que ela também estava prestes a se casar. Sem escolha, foi forçada a se casar com Boran (Mehmet Akif Alakurt), patriarca da tribo de Mardin, para pagar a desonra que seu irmão Azad cometeu ao fugir com Narin, a irmã do chefe. 
Sila tem um novo estilo de vida ao se casar com Boran. Ela viverá condenada e mantida em cativeiro por amor em sua própria terra, em uma casa que segue a tradição ao pé da letra. Sila não vai ficar de braços cruzados e terá que escapar do mundo obsoleto que está vivendo.
"Sila, prisioneira do Amor" fará dobradinha com os últimos capítulos de "Fatmagul". Confira o novo promocional da trama.


SBT cancela "Esmeralda" e escala "A Mentira"


Quando se pensa que o SBT aprendeu alguma coisa com seus erros, eis que acontece desastres como este. Há menos de uma semana, a emissora paulista veiculou as primeiras chamadas da versão mexicana de "Esmeralda" e em poucos dias os planos foram mudados. Ontem foi ao ar o primeiro promocional de "A Mentira", novela de 1998 da Televisa e exibida no Brasil em 2000. A trama traz o brasileiro Guy Ecker e Kate del Castillo como protagonistas.
Da obra de Caridad Bravo Adams, "A Mentira" conta a história de duas primas, Verônica (Kate del Castillo) e Virgínia (Karla Álvarez). Virgínia é má e ambiciosa, finge ser uma boa pessoa e culpa Verônica por suas maldades. Virgínia teve um caso com o irmão de Demétrio (Guy Ecker) apenas para roubar seu dinheiro. Quando ele compreende quem ela realmente é, comete suicídio.
Demétrio volta ao México para punir a mulher que causou a morte de seu irmão. Ele tem pistas que levam às duas primas, mas por causa das intrigas de Virgínia, acaba acreditando que a culpada de tudo é Verônica. Então ele começa a vingança casando-se com Verônica e fazendo de sua vida um verdadeiro inferno.
Depois que ela ouve muitas histórias no povoado onde Demétrio a levou, Verônica descobre que a mulher que fez muito estrago na vida do irmão de Demétrio é Virginia. Então ela elabora um plano para fazer sua prima confessar que é uma mulher má, mentirosa e ambiciosa.
A novela é ótima e foi um grande sucesso tanto no México, como no Brasil, mas é verdadeiramente lamentável que uma emissora tão querida pelos telespectadores, como o SBT, tenha tantas atitudes amadoras em relação ao planejamento da sua programação. 
"A Mentira" estreia na próxima segunda, 1 e 45 da tarde, em exibição local somente para São Paulo e para algumas afiliadas que seguem a grade nacional do SBT.

Nova temporada de "Os Dez Mandamentos" estreia no dia 4 de Abril


Depois da longa espera e um sucesso arrasador nos cinemas, finalmente a nova temporada de "Os Dez Mandamentos" vai estrear na TV. A partir do dia 4 de Abril, vamos continuar a assistir a saga de Moisés e do povo hebreu. Confira a chamada.

terça-feira, 22 de março de 2016

Trilhas de Novelas - Nunca te olvidaré (Nunca te olvidaré)

Pôster da novela "Nunca te olvidaré"
Divulgação: Televisa

Em 1999, Juan Osorio conseguiu unir duas grandes estrelas em uma novela. Edith González e Fernando Colunga emocionaram o público em "Nunca te olvidaré". Escrita por Marcia del Río e Alberto Gómez, baseada na obra original de Caridad Bravo Adams, conta a história de Esperanza (Wendy González), uma jovem adolescente que perde sua mãe Isabel (Edith González) e, como último pedido desta, passa a viver com Antonio Uribe (Julián Pastor), um grande amor do passado. Ele passa a criar a garota como se fosse sua filha. Ao se mudar para sua nova casa, Esperanza encontra Luis Gustavo (Daniel Habif), o filho de Antonio, e logo nasce entre eles um amor muito profundo.
No entanto, Consuelo (Alma Muriel), a mãe de Luis Gustavo, se opõe a esta relação porque sempre teve ciúmes de Isabel. Para afastá-los, ela envia cada um para diferentes internatos no exterior. Dez anos depois, Esperanza (Edith González) e Luis Gustavo (Fernando Colunga) voltam a se encontrar e descobrem que aquele amor não morreu.
Consuelo tenta separá-los novamente, agora com a ajuda de Fermín Requena (Humberto Elizondo), um viúvo que está apaixonado por Esperanza e quer tê-la a todo custo. Em contrapartida, Silvia Requena (Eugenia Cauduro), filha de Fermín, está interessada em Luis Gustavo.
Consuelo dá o golpe final ao dizer a Luis Gustavo que Esperanza é filha ilegítima de seu pai, sendo assim, sua meia-irmã. Horrorizado, Luis Gustavo decide se comprometer com Silvia e deixa o país imediatamente, deixando a mulher que ama, sem ter a coragem de revelar a verdade do seu abandono. Esperanza se decepciona, acreditando que Luis Gustavo deixou de amá-la, enquanto ele sofre em silêncio.
A trama teve sucesso no México e foi bem recebida no mercado internacional. Mesmo sendo uma novela bem-sucedida, nunca foi exibida no Brasil. Entretanto, o SBT escolheu a mesma história para fazer um remake decepcionante, com protagonistas inexpressivos e sem química alguma. Trata-se de "Jamais te esquecerei", trama produzida em 2003. Na ocasião, a novela do SBT foi ofuscada pelo furacão "Betty, a feia", trama colombiana exibida na RedeTV!
"Nunca te olvidaré" contou com Enrique Iglesias como intérprete do tema principal da novela. A música entrou para a lista dos grandes sucessos do cantor. Uma verdadeira poesia em forma de música.

segunda-feira, 21 de março de 2016

Lucero poderia voltar à Televisa em nova novela


O produtor Nicandro Díaz está preparando sua nova novela que atende agora pelo nome de "Las raíces de tu Amor". Um dos nomes cotados para a trama é o de Lucero, que faria o papel de vilã da história. Resta saber se as negociações vão avançar, mas a torcida já existe.
"Las raíces de tu Amor" será uma releitura da primeira temporada do melodrama "El secreto de puente viejo", um grande sucesso da TV Espanhola.
Nos últimos anos, Lucero trabalhou na emissora americana Telemundo. Ela apresentou o reality show "Yo soy el Artista" e estava cotada para protagonizar a novela "La Indomable". No entanto, não se falou mais nada sobre o projeto. Seu último trabalho na Televisa foi em 2012 na novela "Por ella soy Eva", que foi exibida pelo SBT entre 2013 e 2014.

Velho Chico - Ponto de Vista


No último dia 14 de Março, foi ao ar o primeiro capítulo de "Velho Chico", uma história trabalhada em conjunto com Edmara Barbosa, Bruno Luperi e Benedito Ruy Barbosa. A trama era muito aguardada e acredito que a expectativa foi mais que superada. O que vimos nesta semana foi o que há muito tempo não víamos na TV: uma história realmente grandiosa. Não me refiro somente ao texto. Falo da produção, da fotografia, da iluminação, dos ângulos de câmera, das interpretações, dos figurinos. Enfim, o conjunto geral da obra foi surpreendente.
Esta primeira semana me fez viajar no tempo e relembrar as grandes histórias produzidas há alguns anos atrás como "Renascer", "O Rei do Gado" e "Terra Nostra". Curiosamente, as três tramas foram concebidas por Benedito. Isso mostra que o tempo passou, mas ele ainda é capaz de criar histórias verdadeiramente envolventes.
Os personagens da trama são dramáticos, teatrais, passam pela poesia e vão até a loucura, se necessário. Destaque para as cenas de Iolanda (Carol Castro) e Afrânio (Rodrigo Santoro). Mas, sem sombra de dúvidas, quem mostrou como se atua em novelas foi Tarcísio Meira e Selma Egrei. O Coronel Afrânio e a Dona Encarnação têm força e peso em cena graças à experiência dos seus intérpretes.
Deixo aqui um grande destaque ao diretor Luiz Fernando Carvalho, que foi o responsável pela parte visual que encheu nossos olhos. Aliás, esta é uma marca dele. Como não lembrar de "Capitu", "Hoje é dia de Maria", "A Pedra do Reino" ou "Meu Pedacinho de Chão"? Cada uma delas tinha sua identidade visual e linguagem únicas.
"Velho Chico" tem uma grande particularidade. A presença da música incidental é muito forte em quase todas as cenas. É como se cada uma delas acompanhasse as ações dos personagens. A trama ganha muito com isso.
Outro ponto positivo foi a concepção da abertura. De acordo com o diretor de arte Alexandre Romano, ele precisou "ir em busca das lendas e dos símbolos que representam a força mística que existe no Rio São Francisco". A sequência foi muito bem realizada e adequada à proposta da trama. A marca gráfica é linda, mas lembra de fato a logomarca da novela mexicana "Maria do Bairro". Impossível não comparar.
No quesito agilidade, a trama provavelmente será mais lenta. Talvez isto cause estranheza, mas isto não significa necessariamente que a trama não vá emplacar. "Velho Chico" tem três fases e muita história para contar.
Como balanço desta semana, "Velho Chico" conquistou e promete ser uma fase de respiro para aqueles que estavam cansados de histórias urbanas ambientadas no eixo Rio-São Paulo. Vale a pena assistir!

sábado, 19 de março de 2016

Versão mexicana de "Esmeralda" ganha primeira reprise no SBT


Uma notícia pegou de surpresa os telespectadores do SBT nesta sexta-feira (18). Foi veiculada a primeira chamada da versão mexicana de "Esmeralda". A trama baseada no original de Delia Fiallo foi produzida pela Televisa em 1997 e exibida no Brasil em 2000. Embora tenha feito sucesso na época, "Esmeralda" nunca foi reprisada, mas ganhou um remake brasileiro bem-sucedido produzido pelo SBT.
Ainda não se sabe em qual horário a trama será exibida. Tudo indica que será no lugar de "Cuidado com o Anjo", mas como no SBT tudo pode acontecer, existe a possibilidade de se exibir em outro horário, como foi feito com "Maria do Bairro", que terminou recentemente.
A história de "Esmeralda" começa no passado, com uma troca de bebês. Rodolfo Peñarreal (Enrique Lizalde) sonha em ter um filho homem. Em uma noite tempestuosa, Dominga (Raquel Olmedo) é chamada na Casa Grande, pois o médico da família não consegue chegar ao local por causa de uma árvore que interditou a estrada. Branca (Raquel Morell) dá à luz uma menina que, aparentemente nasce morta. Momentos antes, Dominga fez um parto difícil, onde nasceu um menino e sua mãe morreu. Ao comentar o fato com Crisanta (Dina de Marco), elas combinam a troca dos bebês. Em retribuição ao favor, a babá oferece a Dominga um par de brincos de esmeraldas. Branca não se dá conta do que houve, pois ficou inconsciente com tanto esforço. Rodolfo fica feliz com seu suposto filho e o batiza de José Armando.
Chegando em casa com o bebê morto em seus braços, Dominga se dá conta do terrível engano que cometeu. Por conta dos brincos, ela resolve criar a menina e a batiza com o nome de Esmeralda. A garota cresce sadia, mas com problemas de visão. 
Dezoito anos se passam e José Armando (Fernando Colunga) volta à fazenda depois de um longo período na capital. Esmeralda (Leticia Calderón) cresceu no campo sem grandes luxos. O encontro dos dois revela uma grande paixão, entretanto a família de José Armando será contra o relacionamento, sem saber que na verdade estão rejeitando a própria filha.
Veja a chamada que já está no ar no vídeo abaixo.

sexta-feira, 18 de março de 2016

Aberturas de Novelas - DKDA, Sueños de Juventud (Televisa, 1999)

Pôster oficial da novela "DKDA"
Divulgação: Televisa

Ao longo dos anos, a TV Mexicana produziu ótimas novelas musicais. Entre 1999 e 2000, Luis de Llano produziu "DKDA" (Lê-se: Década) para a Televisa. LLano é um dos produtores mais importantes do México e coleciona muitas novelas com conteúdo musical e manifestações artísticas, como o ballet e a patinação no gelo.
Escrita por Susan Crowley, "DKDA" conta a história de um grupo de jovens artistas que fazem sucesso por dez anos no mundo dos espetáculos. Rodrigo (Jan), Axel (Patricio Borghetti), Mateo (Ernesto D'Alessio), Camila (Veronica Jaspeado), Regina (Paola Cantú), Karla (Sharis Cid) e Brenda (Alessandra Rosaldo), são como uma família que vivem juntos desde a infância. Graças ao apoio de Eduardo Arias (Otto Sirgo) e sua esposa Ángela (Eugenia Cauduro), os jovens puderam superar os obstáculos que iam surgindo para se manterem na fama.
Do outro lado, Laura (Andrea Torre) é uma jovem fã do grupo, que juntamente da sua mãe Rita (María Sorté), ia seguindo a trajetória deles. Para Laura, Rodrigo é um sonho de amor impossível de se alcançar, enquanto que para Rita, a possibilidade de que sua filha conquiste algum dia seu sonho, é uma maneira de viver o que ela não conseguiu realizar no passado. Por isso, ela a apoia e a incentiva, para que acompanhe o grupo.
As situações mais curiosas acontecem quando Laura consegue se fazer presente na vida de Rodrigo, traçando um caminho em comum entre os dois, aumentando a proximidade de ídolo e fã.
Juntamente com a novela, foi lançado um CD com as músicas cantadas pelos personagens da história. Inicialmente, este projeto foi concebido para ser uma dramatização da história do famoso grupo mexicano Timbiriche, que havia se reunido nesta época para uma turnê. Infelizmente a ideia não foi concretizada e a solução foi criar um grupo fictício para ocupar o lugar do Timbiriche dentro da trama.
"DKDA" traz em sua abertura o furor dos fãs e as performances dos integrantes do grupo em um grande show. O tema principal Ámame como soy foi uma das músicas de maior sucesso do grupo.

quinta-feira, 17 de março de 2016

"Simplemente María" encerra faixa de novelas das 16 horas no México

Pôster oficial de "Simplemente María"
Divulgação: Televisa

Várias mudanças estão por vir no Canal de las Estrellas, do Grupo Televisa. Uma delas é a exclusão da faixa de novelas das 16 horas, exatamente o horário que abre a sequência de programas do gênero. Atualmente são cinco faixas (16 horas, 18 horas, 19 horas, 20 horas e 21 horas). Com isso, "Simplemente María", atual produção no horário, será a última novela a ser exibida. No lugar, entrará um programa de concursos apresentado por Héctor Sandarti.
Nos últimos tempos, o canal mexicano vem enfrentando problemas de audiência com suas novelas. Uma das medidas já tomadas foi a redução da duração de cada novela no ar, durando no máximo seis meses. Curiosamente, "Simplemente María" estreou em Novembro de 2015 com baixíssima audiência, herdando os péssimos resultados da trama anterior "Amor de Barrio" e recebendo duras críticas. Recentemente, a trama passou para uma nova fase e os resultados melhoraram e muito, se posicionando como uma das novelas mais vistas. A safra de 2016 está conseguindo resultados satisfatórios. "Corazón que Miente" e "Un camino hacia el destino" estão surpreendendo positivamente a audiência.
Por outro lado, o fato de não se produzir novelas para este horário não significa crise. A emissora está concebendo outros formatos, produzindo tramas exclusivas para a Univisión e para sua plataforma Blim. "El Hotel de los Secretos" faz parte deste novo movimento e estreará finalmente no México depois de quase dois meses de exibição nos EUA.
Há alguns anos atrás, a faixa das 16 horas foi um dos horários mais promissores da TV Mexicana. Em 2013, "Corazón Indomable" passou como um furacão, desbancou as novelas do horário nobre e tornou-se um fenômeno de audiência. A sequência em que Maricruz (Ana Brenda Contreras) obriga Lucía (Elizabeth Álvarez) a tirar as promissórias da lama foi um dos pontos mais altos da história, como podemos ver no vídeo abaixo.

Liberdade liberdade - Primeiro Promocional


"Uns têm a liberdade no sonho. Outros têm a liberdade no sangue". Com estas palavras começa a divulgação de "Liberdade liberdade", a nova novela das onze. A trama está ambientada na época da Inconfidência Mineira e será protagonizada por Andreia Horta. A história é de Mário Teixeira e está baseada no argumento de Márcia Prates. Sua estreia está prevista para o dia 11 de Abril e terá cerca de 67 capítulos.

quarta-feira, 16 de março de 2016

"Meu Bem Meu Mal" estreia no Viva


O Canal Viva traz mais um grande sucesso da TV. "Meu Bem Meu Mal" estreia no próximo dia 21 de Março às 14h30 e à 1h da manhã, substituindo "Cambalacho".
Escrita por Cassiano Gabus Mendes, conta a história de Dom Lázaro Venturini (Lima Duarte), o presidente da Venturini Designers. Ele sofre por ter de conviver com Ricardo Miranda (José Mayer), fruto da traição de sua falecida mulher, Maria Helena, com seu melhor amigo. Lázaro faz tudo para comprar os 30% das ações da empresa que Ricardo possui, mas o rapaz não abre mão das suas cotas.
Com a morte de seu filho, Cláudio Venturini (Herson Capri), Dom Lázaro decide trazer sua irmã Valentina (Yoná Magalhães) de volta da Europa, para que ela assuma o lugar do sobrinho na empresa. A chegada de Valentina atrapalha os planos da ambiciosa Isadora Venturini (Sílvia Pfeifer), viúva de Cláudio e amante de Ricardo, que não mede esforços para assumir a direção da Venturini Designers.
A trama foi exibida originalmente no horário nobre da Rede Globo, entre 1990 e 1991 e teve a direção de Paulo Ubiratan, Ricardo Waddington e Reynaldo Boury.

terça-feira, 15 de março de 2016

Trilhas de Novelas - Pimpolho (Chiquititas)


Em 1997, o SBT lançou no Brasil um dos maiores sucessos da história da emissora. "Chiquititas" foi totalmente produzida nos estúdios da Telefe, na Argentina, mas com elenco nacional. Baseada na versão original de mesmo nome, criada e produzida por Cris Morena, a novela conta a história de um grupo de órfãos que vivem em um orfanato, conhecido como Raio de Luz, cujas vidas são tocadas e alteradas por Carolina (Flávia Monteiro). Suas experiências, tais como descobrir o primeiro amor, decepções, solidão e amizade, bem como aventuras de fantasia, são retratadas ao longo da trama.
A narrativa era reforçada pelos videoclipes que eram responsáveis pelo lançamento dos muitos temas músicas que grudavam como chiclete e vendiam muitos CDs na época. O licenciamento e o sucesso dos produtos da marca Chiquititas crescia a cada temporada. A trama lançou vários talentos que estão na TV até hoje como: Fernanda Souza, Kaiky Brito, Bruno Gagliasso, Débora Falabella, Carla Díaz, Jonatas Faro, Paulo Nigro, entre outros.
Uma coisa muito característica em "Chiquititas" foi a ótima qualidade dos videoclipes, que sempre estavam ligados ao mundo da fantasia, o que obrigatoriamente era necessário o uso de efeitos especiais na produção.
Das cinco temporadas, exibidas entre 1997 a 2001, escolhemos para a coluna de hoje um grande sucesso de 1999, intitulado Pimpolho. A música foi exibida na quarta temporada da trama. O clipe fala dos mistérios da vida, das nossas incertezas e dos sonhos de cada um, que são nossa motivação para seguir em frente. Tanto neste clipe, quanto nos demais, o carisma de Flávia Monteiro é indiscutível e sua presença na trama foi um grande acerto e um dos fatores que contribuíram para o sucesso de "Chiquititas" no Brasil.
Quem viveu nesta época guarda boas lembranças, teve uma infância saudável e sabe o verdadeiro significado de ser criança. A família brasileira agradece! Vamos relembrar?

segunda-feira, 14 de março de 2016

"El Hotel de los Secretos" substituirá "Pasión y Poder" em Abril


A notícia, até então, não estava confirmada, mas agora é fato: "El Hotel de los Secretos" será a substituta de "Pasión y Poder", que terá seu último capítulo levado ao ar, no dia 10 de Abril, um domingo.
Sendo assim, a trama de Roberto Gómez Fernández entra no ar a partir do dia 11 de Abril, às 9 e meia da noite, no Canal de las Estrellas. Esta medida emergencial foi tomada porque "Tres veces Ana" está com problemas nas gravações e não teria frente suficiente até o dia de estreia. Com isso, Angelli Nesma ganha mais tempo para ajustar sua novela.

"Sou Luna" estreia hoje no Disney Channel


Hoje tem estreia de novela! Trata-se de "Sou Luna", produção do Disney Channel em parceria com a Pol-ka Producciones, que terá seu lançamento simultâneo em vários países, inclusive no Brasil. A trama é gravada na Argentina, mas conta também com locações no México.
A novela conta a história de Luna (Karol Sevilla), uma menina de 15 anos que mora no balneário mexicano de Cancún com os pais adotivos. Ambos estão encarregados da cozinha e do comando do serviço doméstico de uma mansão, comprada por uma magnata argentina. A nova proprietária se encanta por eles e oferece ao casal um emprego em sua residência portenha. Não é fácil convencer a família a trocar Cancún por Buenos Aires, mas a promessa de financiar a educação de Luna numa das melhores escolas da América Latina sela um acordo que mudará para sempre a vida da jovem.
"Sou Luna" é a segunda telenovela da Disney, após o grande sucesso de "Violleta" que foi exibida em toda a América Latina e chegou à Europa e Ásia. Pensando nesta aceitação, o elenco traz talentos de vários países. O casal de protagonistas é formado pela mexicana Karol Sevilla e o italiano Ruggero Pasquarelli. Além deles, estarão o mexicano Michael Ronda, os argentinos Valentina Zenere, Agustín Bernasconi, Lionel Ferro, Carolina Kopelioff, Katja Martínez, Chiara Parravicini e Malena Ratner, a espanhola Ana Jara Martínez e o chileno Jorge López.
Então fique ligado! Hoje, às 6 da tarde, você tem um encontro marcado no Disney Channel. Conheça um pouco mais da história no trailer divulgado pela Disney.

Isis Valverde e Chay Suede são disputados por duas produções da Globo


Isis Valverde e Chay Suede estão em um bom momento. Os dois artistas tem duas propostas para trabalhar nas novelas da Globo. De acordo com a Coluna Zapping, do Jornal Agora SP, já estava quase certo que ambos trabalhariam em "Sonha Comigo", de Maria Helena Nascimento, mas a produção de "À Flor da Pele", de Glória Perez, também demonstrou interesse nos artistas. Quem vai levar a melhor? Não percam as cenas dos próximos capítulos.

"Velho Chico" estreia hoje. Confira o trailer da trama


Hoje é dia de estreia de novela! "Velho Chico" terá seu primeiro capítulo levado ao ar nesta noite. Para entrar no clima da trama, veja o trailer que a Rede Globo disponibilizou na internet. Imperdível!

sexta-feira, 11 de março de 2016

Aberturas de Novelas - Xica da Silva (Manchete, 1996)


Em 1996, a Rede Manchete produziu uma trama de grande sucesso. Escrita por Walcyr Carrasco, sob o pseudônimo de Adamo Angel, "Xica da Silva" foi o último grande acerto da teledramaturgia do canal, antes de seu fechamento.
A trama se passa no século XVIII na região do Arraial do Tijuco, em Minas Gerais, onde acompanhamos a história de uma escrava que vira rainha graças a sua inteligência. Xica (Taís Araújo) e Quiloa (Mauricio Gonçalves), cansados dos mandos e desmandos de seu dono, o Contatador do Arraial do Tijuco, armam um plano bem-sucedido para roubar os diamantes extraídos da região, que ele guardava em casa. Com a prisão do Contratador, Xica é vendida para o sargento-mor Cabral (Carlos Alberto), pai de Violante (Drica Moraes). Quiloa consegue fugir para o quilombo.
Na casa do sargento-mor, Xica conhece o novo Contratador da região, João Fernandes (Victor Wagner). Prometido a casar-se com Violante, o moço se encanta pela escrava e resolve comprá-la. Não querendo desagradar o contratador, Cabral vende a negra. Xica passa pouco tempo na casa do sargento-mor, mas foi suficiente para que ele a violentasse sexualmente, tirando sua virgindade. Convivendo com o Contratador, Xica consegue conquistar o rapaz. Depois de muito brigar com Violante, ele resolve desfazer o noivado e admitir publicamente sua paixão pela escrava. Esperta e decidida, Xica, desalforriada, se mune dos maiores luxos possíveis, com direito a um mar dentro de sua fazenda com um navio, além de possuir nada mais que sete mucamas. Xica da Silva transforma-se em uma verdadeira rainha, sempre esnobando a nobreza que antes a desprezava. Mesmo descriminada pela maioria, sempre está disposta a ajudar aos amigos. Apaixonada pelo marido, defende sua relação com unhas e dentes, inclusive batendo de frente com Violante, que se encarrega de infernizar sua vida cada vez que pode, demonstrando seu amor doentio pelo contratador. Para destruir Xica, Violante apela até para a bruxaria e coloca vários obstáculos em sua vida, no intuito de desestruturá-la. Entretanto, Xica sempre consegue se safar das armadilhas.
"Xica da Silva" revelou grandes talentos. Além de Thaís, Giovanna Antonelli, Guilherme Piva, Carla Regina e Joana Limaverde, conseguiram deslanchar, realizando outros trabalhos na TV. A trama também é muito lembrada pelo seu apelo erótico, além de inúmeras cenas violentas. O sucesso da trama não se limitou ao Brasil, sendo bem recebida no mercado internacional.
Na ocasião, a abertura de "Xica da Silva" causou polêmica por usar imagens em animação da Igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto, com a atriz Tais Araújo no lugar de Nossa Senhora da Conceição. Houve até ameaça de processo contra a Rede Manchete, mas o fato nunca se concretizou. Na sequência, Xica era cercada por anjos barrocos na cúpula da igreja e alguns deles carregavam os nomes dos atores, no final um deles tentava despi-la e ela sorri maliciosamente. O tema principal, intitulado Xica Rainha, foi interpretado pela cantora Patrícia Amaral, em parceria com Marcus Viana e a Transfônica Orkestra. Vamos relembrar?

"Anjo Mau" ganha reprise no Vale a pena ver de novo


A Rede Globo definiu a substituta de "Caminho das Índias". Em sua segunda reprise em canal aberto, a escolhida foi "Anjo Mau", produção de 1997 protagonizada por Glória Pires e Kadu Moliterno. A novela foi escrita por Maria Adelaide Amaral, baseada na obra de Cassiano Gabus Mendes. 
"Anjo Mau" foi um dos trabalhos mais marcantes da carreira de Glória Pires, que interpretou uma babá ambiciosa em busca de ascensão social a qualquer preço. Alessandra Negrini, Leonardo Brício, Daniel Dantas, Regina Dourado, Beatriz Segal, Mauro Mendonça, Cláudio Corrêa e Castro e Taís Araújo são alguns dos nomes que formam o elenco da trama.
O primeiro teaser já está no ar e sua estreia está prevista para o dia 28 de Março. Confira o vídeo.

quinta-feira, 10 de março de 2016

Histórias de temática homossexual são censuradas na China

Pôster da série "Addiction"
Divulgação

A relação entre pessoas do mesmo sexo é um tema atual e que ainda é tabu em muitos lugares do mundo. Um fato curioso aconteceu há poucos dias na China. Uma série de temática homossexual foi retirada do ar, por conta do seu conteúdo ser considerado inadequado ao telespectador. A vítima da vez foi a trama "Addiction", que contava a história de quatro estudantes gays do ensino médio.

Cena da série "Addiction"

De acordo com o novo guia que rege o conteúdo televisivo no país, programas de TV não devem mostrar "relacionamentos e comportamentos sexuais anormais, como incesto, relações entre pessoas do mesmo sexo, perversão sexual, agressão sexual, abuso sexual, violência sexual e assim por diante". Temas como bruxaria e reencarnação também não são bem vindos.
Mesmo vetada, a produção teve 11 episódios exibidos e atraiu cerca de 10 milhões de espectadores por dia na internet, segundo informações dos produtores da série.

Novela de Angelique Boyer muda de nome

Angelique Boyer

A produtora Angelli Nesma revelou recentemente que seu novo projeto mudou de nome e que este será o definitivo. A novela protagonizada por Angelique Boyer, a partir de agora, se chama "Tres veces Ana, tan iguales tan distintas". Segundo Angelli, o novo título está mais coerente com a personalidade das trigêmeas e com o desenrolar da trama. O projeto já tinha sido batizado anteriormente com os nomes: "Como tres gotas de agua" e "Frente al mismo rostro".
A novela terá dois temas musicais de destaque: o tema de abertura será interpretado por Pablo Alborán e o de encerramento terá a voz de David Zepeda.
"Tres veces Ana, tan iguales tan distintas" ainda não tem data de estreia definida.

quarta-feira, 9 de março de 2016

Confira a Sinopse de "Velho Chico"


Na fictícia Grotas de São Francisco, no Nordeste brasileiro, é onde tudo começa no final da década de 1960. O Coronel Jacinto (Tarcísio Meira), dono de quase tudo ali, comanda a política, a economia e quem aparecer pela sua frente. Mas ele quer ainda mais. É por isso que está de olho nas terras do Capitão Rosa (Rodrigo Lombardi). Dono da fazenda Piatã, o cabra tem moral e coragem para enfrentar a figura do "todo-poderoso", e isso é o que provoca o início do duelo que vai atravessar gerações até os dias de hoje.
Jacinto é casado com Encarnação (Selma Egrei), a matriarca da família. Enquanto ele mantinha o poder, ela sempre alimentou a amargura - marcada pela morte trágica do primogênito. O desastre fez com que o único herdeiro dos Sá Ribeiro fosse Afrânio (Rodrigo Santoro). O jovem saiu da cidade para estudar Direito em Salvador, mas nunca deixou de viver às custas da riquíssima família. Ele é apaixonado por Iolanda (Carol Castro) e passa noites em claro na companhia da cantora de bares. A morte súbita de seu pai, porém, o faz retornar à casa para assumir os negócios - deixando de lado a amada e seu posto de doutor para se tornar o mais novo Coronel Saruê.
A mando de sua mãe, o jovem mandachuva começa a visitar os parceiros de seu pai pela região, e é em um destes encontros que ele acaba se envolvendo com Leonor (Marina Nery). A filha de Aracaçú (Carlos Betão) se torna, portanto, esposa do novo Saruê, afinal, ou ele se casava, ou morria. Deste casamento, à base do facão, nasce Maria Tereza (Isabella Aguiar) pelas mãos da própria avó, que queria, minimamente, um neto varão.
Capitão Ernesto Rosa é um homem correto e vive um casamento feliz com Eulália (Fabiula Nascimento). Os dois acabam por adotar Luzia (Carla Fabiana), encontrada ainda bebê em meio à plantação de algodão. Na mesma época, o casal acolhe, em sua casa e como parte de sua família, os retirantes Belmiro (Chico Diaz), Piedade (Cyria Coentro) e o filho Santo (Rogerinho Costa). Os pequenos acabam tornando-se irmãos de leite, ambos amamentados por Piedade, mas a menina acaba se apaixonando pelo menino.
Em uma procissão de São Francisco de Assis na cidade de Grotas, as vidas de Maria Tereza e Santo se cruzam. Representando Nossa Senhora e São José, os dois se jogam nas águas do rio e, ali, o Velho Chico une seus caminhos. 
O amor proibido acaba sendo descoberto pelo pai da jovem: Afrânio, o Saruê. Diante da situação, ele tranca a filha em um internato em Salvador bem longe de seu amado. De lá, ela começa a enviar cartas que nunca chegariam a Santo - interceptadas por Luzia, dizendo que dali a um tempo nasceria o filho deles: Miguel.
O amor de Maria Tereza e Santo não foi fruto somente de Miguel, mas despertou ódio. Além de Luzia fazer de tudo para impedir que o amado tivesse qualquer notícia da filha de Afrânio, Cícero (Pablo Morais), empregado do Saruê, tinha interesse pelo outro lado. Ele também nutria uma paixão pela filha do patrão. Por isso, tentou assassinar Santo, mas acabou acertando em Belmiro.
Tempos depois, Grotas de São Francisco recebe novamente Maria Tereza, que deixa o internato. E é ali que o Velho Chico torna a guiar o curso desta história e deste amor.

Fonte: GShow

terça-feira, 8 de março de 2016

Trilhas de Novelas - En cambio no (En nombre del Amor)

Pôster oficial da novela "En nombre del Amor"
Divulgação: Televisa

Em 2008, um clássico das telenovelas ganhava uma nova releitura. Baseada na novela "Cadenas de Amargura", de 1991, Martha Carrillo e Cristina García escreveram "En nombre del Amor" para a Televisa. A produção de Carlos Moreno trouxe em seu elenco estrelas como: Victoria Ruffo, Leticia Calderón, Alfredo Adame, Laura Flores, César Évora, Arturo Peniche, entre outros. Allison Loss, Sebastián Zurita e Altair Jarabo formavam os protagonistas da trama.
“En Nombre del Amor” conta a história de Macarena (Victoria Ruffo) e Carlota (Leticia Calderón), duas irmãs que se apaixonaram pelo mesmo homem. Ao mesmo tempo, é narrada a história de Paloma (Allison Loss) e Romina (Altair Jarabo), duas meninas que são amigas na infância, mas com o passar dos anos, enfrentam obstáculos da juventude, como a chegada do primeiro amor, os ciúmes, a inveja e a rivalidade.
Paloma é uma garota que, após a trágica morte de seus pais, é obrigada a viver na casa de suas duas tias solteironas, Macarena e Carlota. Macarena é amorosa, solidária e estabelece uma relação próxima com sua sobrinha, enquanto Carlota é repressiva, autoritária e gosta de tornar a vida miserável para Paloma. Um segredo de família é guardado pelas tias, que será decisivo na vida de Paloma.
Paloma acredita encontrar o primeiro amor com Iñaki (Luis Hacha) com quem faz planos para se casar. Disposta a tudo, sua tia Carlota se encarrega de separá-los para sempre. Paloma acredita que nunca mais poderá se apaixonar, porque isso não foi feito para ela, mas a presença de Emiliano (Sebastián Zurita) muda sua vida. O grande problema é que o rapaz está namorando Romina, sua melhor amiga, mas também será um homem odiado por sua tia Carlota, que tornará impossível a vida daquele que se aproximar de sua sobrinha.
Para quem gosta de um bom drama, "En nombre del Amor" é perfeita. O grande destaque da trama é Leticia Calderón, a eterna Esmeralda mostra sua versão mais sombria. Sua atuação dá medo, pois tia Carlota é uma personagem realmente aterrorizante e não mede esforços para tirar do seu caminho, quem vir a atrapalhar seus planos.
O tema musical desta história traz uma das mais belas vozes da Itália. Mais uma vez, Laura Pausini emplaca um grande sucesso como tema de uma telenovela mexicana. Confira seu videoclipe com a música En Cambio No.

segunda-feira, 7 de março de 2016

"El Hotel de los Secretos" poderia substituir "Pasión y Poder" no México

Pôster de "El Hotel de los Secretos"
Divulgação: Televisa

Produzida com exclusividade para a TV Americana, "El Hotel de los Secretos" ainda não tem data definida para estrear no México, mas tudo pode mudar nos próximos dias. A novela "Pasión y Poder" terminará em Abril e "Frente al mismo rostro", sua substituta, está com as gravações muito atrasadas, por conta da complexidade das cenas a serem realizadas. Diante deste imprevisto, a trama de Roberto Gómez Fernández poderia preencher o horário, dando assim, mais tempo para a novela de Angelli Nesma Medina.
"El Hotel de los Secretos" estreou em Janeiro nos Estados Unidos e terminará em Maio. A produção vem sendo elogiada pelo público e pela crítica especializada.

Jaime Camil poderia voltar às novelas em novo projeto de Rosy Ocampo


Depois de concluída a novela original "Antes muerta que Lichita", Rosy Ocampo já estaria envolvida em um novo projeto. De acordo com o programa de rádio Formula Espetacular, a produtora pretende fazer uma nova versão de "Los Barriga", uma novela peruana-equatoriana realizada em 2009. O ator Jaime Camil poderia fazer parte desta produção que entraria no ar em 2017.
"Los Barriga" retrata a vida de uma família com problemas de sobrepeso. Assim como seus familiares, a protagonista da trama é vítima de preconceitos por conta de sua aparência. Sua vida muda quando começa a trabalhar em uma empresa e conhece o amor de sua vida por um telefonema. O rapaz milionário de origem italiana fica fascinado por sua bela voz e sua desenvoltura no italiano. Temendo pela decepção ao conhecê-la pessoalmente, a garota entra em um concurso chamado "Pesos Pesados" para emagrecer.

sábado, 5 de março de 2016

"Abismo de Paixão" chega ao SBT

Pôster oficial da novela "Abismo de Pasión"
Divulgação: Televisa

Ontem, o SBT veiculou em sua programação o primeiro promocional da novela que irá substituir "Teresa". Trata-se de "Abismo de Paixão", novela produzida em 2012 pela Televisa. A produção é de Angelli Nesma Medina, a responsável por sucessos como: "Maria do Bairro", "Por teu Amor", "Camila" e "Menina Amada Minha".
"Abismo de Paixão" é um remake de "Cañaveral de Pasiones", produção de 1996 que também serviu de base para o remake brasileiro "Canavial de Paixões", produzido em 2003 pelo SBT.
A história de "Abismo de Paixão" começa no passado. Rosendo Arango (Cesar Évora), o proprietário do Grupo La Anita, é casado com Alfonsina (Blanca Guerra). Eles têm um filho, Damian (Robin Vega / David Zepeda). 
Estefanía Bouvier (Ludwika Paleta) é casada com Augusto Castañon (Alejandro Camacho) e eles têm uma filha, Elisa (Briggitte Bozzo / Angelique Boyer). Rosendo trai sua mulher com Carmina Bouvier (Sabine Moussier), a irmã de Estefanía.
Um dia, Rosendo e Carmina tentam fugir da cidade, mas Estefanía descobre os planos da irmã e a tranca no seu quarto. Em seguida, ela vai ao encontro de Rosendo e tenta convencê-lo a não fugir com sua irmã. Os dois sofrem um grave acidente de carro e morrem. A partir daí, todos acham que Estefanía e Rosendo eram amantes. Ramona (Raquel Olmedo), uma bruxa e curandeira, é a única testemunha do acidente e ouve as últimas palavras de Estefanía.
Gael (Mark Tacher) foi criado pelo padre Guadalupe Mondragón (René Casados), o irmão de Alfonsina. Sua mãe é Ingrid Navarro (Isabella Camil), que o havia abandonado ainda criança. Paloma (Livia Brito) vive com sua avó Ramona, e sempre foi apaixonada por Gael, mas ele e Damian são apaixonados por Elisa, que após a morte de sua mãe, é apontada pela cidade como a filha de uma mulher que destruiu a felicidade de duas famílias.

sexta-feira, 4 de março de 2016

"Yago" é a nova aposta da Televisa nos Estados Unidos

O elenco de "Yago" em coletiva de imprensa realizada nesta semana

Nesta semana, a produtora Carmen Armendáriz apresentou aos meios de comunicação, o elenco do seu novo projeto. Trata-se da série televisiva "Yago", que contará com 65 capítulos e terá sua estreia exclusiva nos Estados Unidos, pelo canal Univisión, a partir do dia 17 de Maio, substituindo "El Hotel de los Secretos". A trama não tem previsão de estreia no México, mas será disponibilizada dentro da Plataforma Blim, do Grupo Televisa.
"Yago" é uma versão livre da trama turca "Ezel", que está baseada na obra "O Conde de Monte Cristo", de Alexandre Dumas. A série narra a história de Omar (Francisco Pizaña), um homem simples que muda sua vida ao conhecer Sara Madrigal (Gabriela de la Garza). Ele é preso por um crime que não cometeu, sendo Sara uma das principais testemunhas de acusação.
Na prisão, ocorre uma grande tragédia, fazendo com que ele fique com o rosto desfigurado. Omar ganha um novo rosto com a ajuda de um cirurgião plástico e reaparece 12 anos depois para vingar-se, sob a identidade de Yago (Iván Sánchez).
A trama também conta com a atuação de Karina Gidi, Flavio Medina, Pablo Valentín, Ximena Romo, Patricio Castillo, Rosa María Bianchi, Juan Carlos Colombo, Sophie Alexander Katz, Fernando Arozqueta, Manuel Ojeda, Adrián Alonso, Jade Fraser, Ricardo Leguizamo, Mario Zaragoza, Enoc Leaño, entre outros.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Aberturas de Novelas - Porque el amor manda (Televisa, 2012)

Pôster oficial da novela "Porque el amor manda"
Divulgação: Televisa

Em 2012, Juan Osorio trazia para a TV um projeto diferente de tudo o que já fez. Com uma longa trajetória em novelas mais dramáticas, ele aposta suas fichas em "Porque el amor manda", uma comédia extremamente familiar. A trama é uma nova releitura da novela colombiana "El Secretario", uma história original de Jörg Hiller G., Claudia F. Sánchez e S. Catalina Coy. 
"Porque el amor manda" conta a história de Jesús (Fernando Colunga), um rapaz trabalhador que saiu de Monterrey há sete anos atrás, em busca do sonho americano. Em Chicago, ele se desdobra entregando pizzas, trabalha na cozinha de um restaurante e também estuda Administração de Empresas. 
Pelas redes sociais, ele descobre que tem uma filha de sete anos chamada Valentina (María José Mariscal), fruto do relacionamento conturbado com sua ex-namorada Verónica (Claudia Álvarez), que refez sua vida ao se casar com Elías (Jorge Aravena), um publicitário bem-sucedido. Jesús decide largar tudo e voltar para o México.
Apesar de ter ficado um bom tempo fora do país, Jesús não conseguiu fazer um “pé de meia”. Para conseguir seu objetivo, ele decide pedir ajuda para Ury Petrovsky (Marco Corleone), um imigrante russo e cliente regular da pizzaria. Jesús consegue as passagens, mas o favor não sairá de graça. Ele terá que trazer uma mala de roupas para um asilo. O que Jesús não sabe é que está sendo usado como “mula” para transportar dinheiro ilícito. Ury telefona para Rogelio Rivardeneira (Erick Elías) e diz que seu dinheiro está a caminho. Ao chegar no aeroporto, Jesús é detido pela polícia. Sem outra opção para se salvar, ele conta tudo o que sabe. Ury é preso em Chicago e Jesus é liberado. Quando Rogelio descobre que perdeu quase um milhão de dólares, jura se vingar da pessoa que prejudicou seu negócio.
Sem dinheiro, desempregado e fichado na polícia, Jesús decide começar uma nova vida. Ao conhecer Valentina, Verónica lhe exige que para continuar a ver a filha, ele deve conseguir um trabalho e um lugar para viver.
Alma Montemayor (Blanca Soto), executiva da Avon e noiva de Rogelio Rivaderneira, descobre que seu cunhado Fernando (Alejandro Ávila) está tendo um caso com a secretária da empresa. Furiosa, ela decide contratar a mulher mais feia que aparecer para a vaga. Entretanto, o destino coloca Jesús e Alma frente a frente. Ao conhecê-lo, ela decide mudar seus planos. Ao invés de ter uma secretária, ela opta por um secretário. Desconhecendo os antecedentes penais de Jesús, ela decide contratá-lo sem explicar exatamente qual posição o rapaz irá ocupar.
Próximo do trabalho, Jesús consegue uma casa em uma vila humilde. Lá, ele encontra Chatita (Carmen Salinas), uma mulher com início da doença de Alzheimer, mas absolutamente adorável. Essa mulher se transforma em uma mãe para ele.
Quando Jesús descobre que será o secretário da empresa, ele recusa o cargo, alegando que ele é mais do que apenas um secretário e sai furioso. Chatita diz que se ele quer ver sua filha, deve aceitar o trabalho. Jesús volta disposto a ser o melhor secretário. No entanto, ele desconhece que o proprietário da empresa é o dono da mala de dinheiro que foi apreendida no aeroporto. Para piorar a situação, Fernando, que também será o seu patrão, decide fazer sua vida miserável, para forçar a demissão do rapaz e ter de volta Jessica (Jeimy Osorio), sua secretária.
Pouco a pouco, Jesús deixa de ser um secretário e passa a representar algo a mais na vida de Alma, mas este relacionamento terá que passar por várias provas para se concretizar plenamente.
"Porque el amor manda" substituiu "Por Ella Soy Eva" no México e manteve o grande sucesso conquistado pela trama protagonizada por Jaime Camil e Lucero.
Já pensou se sua contratação no trabalho fosse uma grande festa, com direito a bolo e música? Este é o conceito da abertura de "Porque el amor manda". Jesús sonha que sua entrada na empresa se transforma em uma festa contagiante. Ao som do ritmo Tribal, temos a participação de América Sierra e o grupo 3ballMTY (Lê-se: Three Ball Monterrey). A trama fez muito sucesso no México e poderia ser uma das próximas novelas a ser exibidas pelo SBT, principalmente pela presença de Colunga, que tem uma legião de fãs por aqui e teve uma boa aceitação do público ao atuar nesta comédia, um trabalho inédito na carreira do ator.


Créditos: Televisa

quarta-feira, 2 de março de 2016

Sueño de Amor - Ponto de Vista

Pôster oficial da novela "Sueño de Amor"
Divulgação: Televisa

No último dia 22 de Fevereiro, estreou no México a novela "Sueño de Amor", uma produção de Juan Osorio para a Televisa. Protagonizada por Betty Monroe e Cristián de la Fuente, conta a história de Esperanza e Ricardo, duas pessoas que se apaixonaram no passado, mas por decisões diferentes, se separaram. 20 anos depois, eles tem a chance de se reencontrar, mas suas realidades são diferentes.
Os primeiros capítulos me surpreenderam positivamente. A protagonista Esperanza (Betty Monroe) tem uma força descomunal. Uma mulher de fibra, lutadora, humana e sempre está disposta a defender seus ideais. Não é uma "Cinderela" que está esperando um marido rico para salvá-la, mas uma mulher que vive para seus filhos e, indiretamente é a "mãe" de diversos alunos nas duas escolas em que leciona. Betty Monroe está dando conta do recado, no papel de sua primeira protagonista. 
O ritmo da trama é algo que nos chama a atenção. Em um mesmo capítulo, nossos sentimentos vão se misturando com a história. Nos apaixonamos, ficamos tensos, choramos, bate uma tristeza e logo, nos contagiamos com a alegria dos personagens. Além do ritmo, o entrosamento do elenco está realmente brilhante. Jovens e adultos estão fazendo uma troca incrível em cena, o que enriquece a trama.
A história está centrada nos protagonistas, mas os coadjuvantes tem um espaço tão importante como os principais e isto nos possibilita um maior envolvimento com os seus dilemas pessoais, trazendo maior consistência às tramas paralelas. 
A novela tem uma "estampa" moderna. As imagens falam por si só e vemos uma evolução na maneira de se filmar novelas no México. A edição e os efeitos usados colocam esta produção em outro patamar. A qualidade das tomadas, luzes e os efeitos visuais são de alto nível.
A trama também aborda temas sociais como: deficiência física, diabetes e doação de órgãos, levando à TV, situações que presenciamos no dia a dia e abrindo o debate na sociedade.
Por outro lado, a história terá muito suspense com o personagem Ricardo Alegría (Cristián de la Fuente), que volta ao México em uma missão para capturar um criminoso perigoso.
"Sueño de Amor" é fresca, mas segue a linha de tramas anteriores de Osorio, como "Mi corazón es tuyo" e "Porque el amor manda", que foram feitas e pensadas para as famílias. 
"Antes muerta que Lichita" chegou ao fim e nos deixou mensagens valiosas, mas "Sueño de Amor" chegou para ocupar este lugar e continuar com esta missão: estimular a reflexão, ensinar e envolver o telespectador em uma história onde podemos rir, chorar e nos surpreender a cada capítulo. Um novelão!

terça-feira, 1 de março de 2016

"Escrava Mãe" estreia em Abril na Record

Pedro Carvalho e Gabriela Moreyra em "Escrava Mãe"

Ontem, dia 29 de Fevereiro, a Rede Record anunciou sua grade de programação para 2016 por meio de uma coletiva de imprensa. Neste evento, finalmente foi revelada a data de estreia da novela "Escrava Mãe", produção da Casablanca que foi gravada no ano passado e está totalmente finalizada. A trama seria a substituta de "Os Dez Mandamentos", mas por decisões da alta cúpula da emissora, a novela foi temporariamente engavetada. A estreia está marcada para o dia 26 de Abril, às 7 e meia da noite.
Escrita por Gustavo Reiz e dirigida por Ivan Zettel, "Escrava Mãe" contará a história de Juliana (Gabriela Moreyra), mãe da escrava Isaura, que se apaixona por Miguel (Pedro Carvalho). Juliana é filha de Luena (Nayara Justino) e fruto de um estupro. Quando a mãe morre, a menina é criada pela família do Coronel Custódio (Antonio Petrin) e criada com as filhas dele, Teresa (Roberta Gualda), sua amiga, e Maria Isabel (Thaís Fersoza), que por ter ciúme e inveja dela, sempre a odiou.

Trilhas de Novelas - Dancin' Days (Dancin' Days)


Em 1979, Gilberto Braga escreveu "Dancin' Days" para a Rede Globo. A trama estrelada por Sônia Braga conta a história de Júlia (Sônia Braga), que após 12 anos de prisão, ganha a liberdade condicional. Seu maior desejo é reencontrar sua filha Marisa (Glória Pires), mas encontrará como obstáculo, os ciúmes de sua irmã Yolanda (Joana Fomm). Engatando no sucesso do filme “Os embalos de sábado à noite” estrelado por John Travolta, a novela fez sucesso e lançou tendências. Os looks dos personagens da novela eram copiados nas ruas. A febre da disco music na época, colaborou ainda mais para o êxito desta produção. Como curiosidades, a Televisa exibiu a novela no México, sendo a primeira vez que a emissora exibiu uma novela brasileira em sua grade de programação. A novela também foi tema de uma reportagem da revista americana Newsweek, que mostrou a influência da novela sobre os hábitos de consumo dos telespectadores. Além do sucesso das meias coloridas de lurex (vide foto), a novela promoveu produtos como sandálias de salto fino e água de colônia. A boneca da personagem Carminha (Pepita Rodrigues) foi lançada na época e vendeu 400 mil unidades e a trilha internacional da trama vendeu quase 1 milhão de cópias.
Um dos temas de grande destaque foi interpretado pelo grupo feminino As Frenéticas. Você, com certeza, cantou alguma vez no karaokê ou já dançou esta música que atravessou gerações. Vamos relembrar?