"Amar Depois De Amar" estreia em Portugal pela TVI

Novela é adaptação da argentina "Amar Después De Amar".

Fique por dentro da história de "Ouro Verde"

Novela portuguesa foi vencedora do Emmy Internacional em 2018.

Juntos, el corazón no se equivoca - Primeiros Promocionais

Trama é uma Spin-off protagonizada pelo casal Aristemo, personagens da novela "Mi marido tiene más familia".

Aberturas de Novelas: María José (Televisa, 1995)

Novela foi exibida no Brasil, pela CNT em 1997.

"Bolivar, una luta admirable estreia na Plataforma Netflix.

Produção é considerada uma das mais caras da história da televisão colombiana.

Notícias

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Sortilegio chega à telinha do SBT

Pôster da novela “Sortilegio”. 
Divulgação: Televisa


Já está escolhida a substituta de "Meu Pecado" no SBT. Trata-se de "Sortilegio". A produção de 2009 de Carla Estrada para a Televisa é protagonizada por Jaqueline Bracamontes, Willian Levy e David Zepeda. A novela é um remake de “Tú o Nadie”, já exibida aqui no Brasil em 1986 pelo SBT com o título de “Só você”. Reescrita pela própria María Zarattini (quem escreveu a primeira versão) com a colaboração de Claudia Velazco, conta a história de Maria José (Jaqueline Bracamontes), uma mulher simples que espera com ilusão o dia de seu casamento com Alejandro Lombardo, sem suspeitar que seu "Alejandro" na verdade é Bruno (David Zepeda), o meio-irmão do verdadeiro Alejandro (Willian Levy), quem herdou uma grande fortuna. Bruno planeja se casar com Maria José utilizando o nome de Alejandro e depois matá-lo para que sua jovem "viúva" herde a fortuna. Como está certo de que ela o ama, tentará fazer com que Maria José lhe dê o dinheiro.
A novela possui algumas cenas mais fortes, mas nada que seja tão apelativo em vista do que estamos acostumados a ver por aqui. Entretanto, deverá passar por uma classificação indicativa (já que estamos falando de uma produção idealizada para o horário nobre), sofrendo assim, alguns cortes. No Canal Televisa Telenovelas, no Youtube, estão disponíveis os capítulos em som original. Veja abaixo a abertura da novela. Filmada em plano sequência, ela apresenta a maioria dos personagens da história. Este tipo de abertura é muito comum nas novelas de Carla Estrada. Além disso, o excelente tema é cantado pelo quarteto de tenores Il Divo. A estréia está marcada para Outubro. Imperdível!

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Muchacha Italiana viene a casarse - Primeiro Promocional

Pôster oficial da novela "Muchacha italiana viene a casarse"
Divulgação: Televisa

No México, já está no ar o primeiro promocional da novela "Muchacha italiana viene a casarse" (Menina Italiana vem pra casar). A produção de Pedro Damián protagonizada por Livia Brito e José Ron é um remake da novela homônima produzida em 1971 e que projetou a atriz Angélica María para o mundo. A novela estreará em Outubro no horário das 16 horas, substituindo "La Gata", que está em seus momentos finais.

Yo no creo en los hombres - Ponto de vista

Pôster da novela "Yo no creo en los hombres"
Divulgação: Televisa

“Yo no creo en los hombres” (Eu não acredito nos homens) é o primeiro projeto da produtora Giselle González após o fim da parceria com Roberto Gómez Fernandez. A nova produção estreou em 1º de setembro, substituindo o sucesso “El Color de la Pasión”.
A nova aposta da Televisa é o segundo remake da novela homônima escrita por Caridad Bravo Adams, produzida em 1969 e 1991. Esta última, já exibida no Brasil em 1993 pelo SBT. A adaptação é da escritora Aida Guajardo, com a colaboração de Felipe Ortiz.
A produção traz grandes nomes da dramaturgia mexicana como Alejandro Camacho, Rosa María Bianchi, Luz María Jerez, Macaria, Azela Robinson e vários atores em ascensão.
A novela conta a história de María Dolores, uma mulher lutadora, apesar das adversidades da vida. Terá que passar por vários obstáculos para ser feliz. O primeiro capítulo já começou intenso. A protagonista quase foi estuprada, perdeu seu emprego e seu pai foi brutalmente assassinado. Enfim, já deu pra perceber que tudo começou em um mar de lágrimas e que a vida de nossa heroína não será fácil.
Conforme vai se desenrolando a história, percebemos que os personagens masculinos são de várias personalidades, mas quase nenhum deles vale a pena. Só se salvam o protagonista Maximiliano (por motivos óbvios, é claro!), Leonardo, o irmão do protagonista e Julián, o melhor amigo de María Dolores. As mulheres sofrerão em virtude das atitudes destes homens. Daí está justificado o nome da novela.
De um modo geral, foi muito interessante os primeiros capítulos. Ainda que muito carregados em sofrimento, é perfeitamente coerente com o que está por vir. A morte de Rodolfo (José Ángel García), o pai de María Dolores, foi extremamente tensa. A notícia caiu como uma bomba na família Morales. A veterana Macaria, na pele de Esperanza, a mãe da protagonista, deu um show de atuação, assim como Azela Robinson. Sua personagem, a amargurada Josefa, fará de tudo para que sua filha Isela (Fabiola Guajardo) vingue a morte de seu pai, seduzindo Claudio Bustamante (Alejandro Camacho). A história está muito bem contada até o momento e nos deixa instigados para saber como María Dolores seguirá em frente. Prepare os lenços, pois ela ainda vai sofrer e muito! Depois de tanto sofrimento que iremos presenciar, será magnífico ver sua redenção.
Adriana Louvier tem sua primeira protagonista na Televisa. Seguramente este personagem será um divisor de águas em sua carreira. Tem força e maturidade o suficiente para carregar este papel. Excelente escolha.
O personagem de Gabriel Soto não será um mero protagonista. Maximiliano será uma espécie de salvador na vida de María Dolores. Será ele o apoio e conforto nos momentos de dificuldades e não pensará duas vezes em se sacrificar por ela.
“Yo no creo em los hombres” mostra o lado frágil das mulheres, mas também o quanto elas podem ser fortes para lutar e dar a volta por cima. Uma novela que vale a pena assistir!

sábado, 20 de setembro de 2014

Confira a Sinopse de "Yo no creo en los hombres"


María Dolores (Adriana Louvier) é uma bela jovem de poucos recursos e sentimentos nobres, mas também é uma mulher forte e lutadora. Tem um grande talento para fazer vestidos de alta costura que herdou de sua mãe Esperanza (Macaria). Quando seu pai morre em um trágico assalto, conhece Maximiliano Bustamante (Gabriel Soto). Um advogado atraente e honesto que se oferece para ajudar. Embora haja uma forte atração entre os dois, ambos são comprometidos. Ele está prestes a se casar com Maleny Santibáñez (Sophie Alexander). Uma jovem da alta sociedade, mimada e caprichosa, que na realidade não o ama. Ela só está interessada em seu dinheiro. Além disso, ela tem um relacionamento extraconjugal com Ari (Lenny de la Rosa), seu professor de tênis. 
María Dolores é o grande amor de Julian (Pedro de Tavira). Apesar de ter uma distrofia muscular degenerativa, enfrenta a realidade com coragem, tornando-se moralmente responsável e economicamente por sua mãe. Trabalha como contador. No entanto, Maria Dolores sempre o viu como um irmão, porque eles cresceram juntos. Em vez disso, ela está profundamente apaixonada por Daniel Santibáñez (Flavio Medina). Um homem inescrupuloso, que a engana com um casamento falso e a abandona grávida. 
Daniel se casa com Ivana Duval (Sonia Franco). Uma mulher fisicamente pouco atraente, mas brilhante como empresária. Conseguiu levar adiante o Empório Vera Duval, a empresa dedicada à alta costura que herdou quando ficou órfã. Ela também não pode ter filhos. Lá também trabalha María Dolores. Enquanto isso, Maximiliano termina seu compromisso com Maleny, pois descobre que ela não é a mulher que ele pensava. 
María Dolores tenta seguir sua vida e criar seu filho, mas Daniel a assedia constantemente. Certo dia, ele tenta estuprá-la. Na tentativa de protegê-la, Julian é assasinado por Daniel. Entretanto, ele acusa María Dolores do crime. Ivana testemunha o assassinato, mas não diz nada porque acha que Maria Dolores é uma mulher má, que persuadiu seu marido e que Julian seria seu amante. 
María Dolores dá à luz na prisão. Daniel e Ivana conseguem a guarda de seu filho por vias legais. Maximiliano assume o caso e se dedicará a provar que Maria Dolores é inocente. Durante o processo os dois se apaixonam, porque ao contrário do que ele viu em Maleny, encontra nessa mulher todo o valor, dignidade e coragem para conseguir se reerguer, mas Ivana irá separá-los. Ela decide denunciar Daniel como o verdadeiro assassino desde que Max se case com ela. María Dolores recupera sua liberdade e vai lutar incansavelmente contra sua rival, para recuperar seu filho e o homem que ama, que restaurou a sua confiança, o desejo de amar e de voltar a acreditar nos homens.


Fonte: Televisa

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

"La Patrona" chega à Netflix

Pôster da novela “La Patrona” 
Divulgação: Telemundo

Chegou à Netflix a novela "La Patrona" (A Patroa). Protagonizada por Aracely Arámbula, Jorge Luiz Pila e Christian Bach, conta a história de Gabriela, uma mulher que foi violada aos 16 anos e ficou grávida. Os anos passam e seu filho David é hostilizado na escola pela condição de sua mãe. O fato de Gabriela ser uma mineradora e de trabalhar rodeada de homens é algo inconcebível para ele. Para piorar a situação, Gabriela perde seu pai em um acidente provocado por Antonia Guerra, com o intuito de apoderar-se da maioria das ações da mina. Sem o pai, Gabriela passará por várias penúrias, entre elas ser injustamente mandada para um hospício. Anos depois, Gabriela regressa com uma nova identidade: Verónica. Está com sede de justiça e cobrará todos que a fizeram sofrer. A novela foi escrita por Valentina Párraga e produzida em 2013 pela Argos para a Telemundo. "La Patrona" foi um grande sucesso nos Estados Unidos e marcou a estreia de Aracely na emissora americana, depois de trabalhar por vários anos na Televisa. A produção está disponível na plataforma em 128 capítulos legendados.

domingo, 7 de setembro de 2014

Las Bravo - Ponto de Vista

Pôster da novela "Las Bravo"
Divulgação: TV Azteca

No dia 18 de agosto, estreou no México pela Azteca 13, a novela “Las Bravo” (As Bravo). Uma produção de Maria del Carmen Marcos, protagonizada por Edith González, Mauricio Islas e Saúl Lisazo. A versão mexicana escrita por Paz Aguirre é baseada na novela chilena “Las Vega’s”. O roteiro original é dos escritores Jonathan Cuchacovich e Nicolás Wellmann.
A novela conta a história de Valentina Bravo (Edith González). Mãe de três filhas perde seu marido José Bravo (Eugenio Montessoro) em um acidente de carro. As quatro mulheres ficam desamparadas economicamente e descobrirão vários segredos do patriarca da família Bravo. Um deles é a existência de um clube noturno para homens, que era de sua propriedade e de onde vinha toda a renda para o sustento da família. Valentina verá neste negócio a possibilidade de reerguer sua família. O clube será remodelado e direcionado ao público feminino. O universo dos streppers masculinos é o grande destaque desta novela. Homens seminus e performances de pole dance serão vistas no decorrer dos capítulos.
O processo de produção já havia começado confuso. Prevista para substituir a novela “Hombres tenia que ser” no dia 17 de fevereiro, na faixa das 21h, a direção da emissora optou por adiar a estreia da novela, tendo em vista que a emissora há um bom tempo não emplaca uma produção de sucesso. Para o horário, escalaram a novela brasileira “Avenida Brasil”, que melhorou muito a audiência no horário. Satisfeitos com o desempenho da produção brasileira, a Azteca escolheu “Rastros de Mentiras” (Amor à Vida) para substituir “Avenida Brasil” e remanejou “Las Bravo” para o horário das 20h. Como resultado, a novela já entrou no ar toda gravada.
Das três novelas que Edith protagonizou na TV Azteca, esta é a mais fraca. A história começou com um ritmo bem arrastado. Para fazer uma comparação, a história da morte e enterro de Carlos Vega, foi contada em menos de 10 minutos em Las Vega’s, enquanto que a mesma história (a morte e enterro de José Bravo) em Las Bravo demorou dois capítulos. Nesta versão foram incluídas várias cenas que não estavam no original, que conta somente com 77 capítulos. É preciso ter muito cuidado para não perder o rumo da história. Se as novas cenas são pouco desenvolvidas, elas não terão importância alguma. Isto pode comprometer e muito o desempenho da novela. Como parte do alargue estão as histórias pessoais dos quatro futuros strippers e da segunda família que era mantida pelo falecido José Bravo. 
Edith González parece não estar à vontade em seu personagem. Ela é uma excelente atriz e tem uma trajetória respeitável. Circularam notícias pela internet de que ela exigiu uma dublê de corpo para as cenas mais sensuais. Além disso, alguns desentendimentos nos bastidores marcaram a gravação desta novela. Devido ao elenco limitado que a emissora possui, escalaram novamente Mauricio Islas para o protagonista. Há pouco tempo os dois fizeram uma novela juntos: "Cielo Rojo" em 2011. É um pouco precoce esta repetição. Sem desmerecer Maurício, poderiam ter escolhido outro ator. Seu personagem Leonardo Barbosa, é o Barman do Clube Noturno. Ele será o responsável por proteger as mulheres da família Bravo. A cenografia em geral também é bem simples. Outras produções da casa já tiveram melhores cenários. No quesito audiência, a novela estreou com 7 pontos. Em alguns dias, chegou a 5. Para o padrão Azteca é relativamente baixo. Veremos como a novela se comporta nos próximos capítulos, pois vingando ou não, não há muito que fazer em uma produção já finalizada. É um risco que se corre.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

"La Malquerida" levanta polêmica na TV Mexicana

Pôster da novela "La Malquerida"
Divulgação: Televisa

Na última semana, foi ao ar uma das cenas mais importantes da novela “La Malquerida” (A Mal Amada). Acacia (Ariadne Díaz) e Esteban (Christian Meier) finalmente se beijam e se entregam à grande atração que sentem. Para quem não conhece a história, pode parecer algo normal, se não fosse o fato de haver uma relação entre padrasto e enteada. Isso mesmo! Cristina (Victoria Ruffo) perdeu seu marido Alonso (Marcelo Córdoba) em um acidente. Esteban, o capataz da Fazenda Benavente, se aproxima da viúva. Com o tempo, nasce uma relação de amor entre os dois, culminando em um casamento. Acacia, ainda menina, não aprova a união do casal, tendo em vista a recente morte de seu pai. Anos mais tarde, Acacia torna-se uma bela mulher e regressa a Fazenda Benavente depois de um tempo fora da cidade. A implicância e antipatia vão se transformando em atração entre os dois. Mãe e filha entram em conflito. Os laços de amor ficarão comprometidos por causa de um homem? Para complicar ainda mais este nó, Estaban revela ser o responsável pela morte de Alonso, o pai de Acacia. 

O beijo de Acacia e Esteban em "La Malquerida"
Reprodução: Televisa

A novela levantou polêmica. Há quem goste da história e queira ver como irá terminar e há outras que acham que a obra é de muito mau gosto e um péssimo exemplo para os jovens. A produção é exibida às 19 horas e há adolescentes e crianças assistindo neste horário. A novela é baseada na obra do dramaturgo espanhol Jacinto Benavente. Esta história foi filmada em 1949, na era de ouro do cinema mexicano. O filme é considerado um dos 100 melhores filmes nacionais de todos os tempos. Segundo o roteiro original, o final é trágico. Veremos como se desenrolará esta novela que está dando o que falar!