Notícias

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Aberturas de Novelas - El Privilegio de Amar (Televisa, 1998)


Em 1998, Carla Estrada produziu na Televisa, um dos maiores sucessos da TV Mexicana. "El Privilegio de Amar" é uma adaptação de Liliana Abud da novela venezuelana "Cristal", escrita por Delia Fiallo e produzida em 1985 pela RCTV.
"El Privilegio de Amar" conta a história de Luciana (Edith Márquez), uma bela garota que trabalha como empregada doméstica na casa do jovem seminarista Juan de la Cruz (Andrés Gutiérrez). Apaixonados, os dois jovens passam uma noite juntos. Na manhã seguinte, ele vai para o seminário, confuso e culpado. Ana Joaquina (Diana Bracho), a mãe de João, proíbe Luciana de voltar a se aproximar do rapaz. Logo depois, ela descobre que está grávida. Luciana se vê sozinha e desprotegida diante do mundo. Quando seu bebê nasce, fica desesperada e abandona sua filha na porta de uma mansão, na esperança de adotarem a criança. Entretanto, a menina é entregue ao convento das Irmãs de Caridade.
20 anos se passam e Luciana (Helena Rojo) torna-se uma empresária bem-sucedida no mundo da moda e está casada com o famoso ator de novelas Andrés Duval (Andrés García). Luciana é madrasta de Victor Manuel (René Strickler) e mãe da problemática Lizbeth (Adriana Nieto). Sua filha abandonada se chama Cristina (Adela Noriega) e cresceu muito feliz no convento. Seu maior sonho é ser uma modelo famosa. Ao sair do convento, aluga um apartamento com duas amigas, a provocativa Lorenza (Sabine Moussier) e a recatada Maclovia (Isadora González).
Lorenza conhece Andrés e se tornam amantes. Enquanto isso, Cristina consegue um emprego como modelo na Casa de Moda Luciana Duval. Cristina e Victor Manuel se apaixonam e começam a sair. Luciana descobre o namoro, demite Cristina e convence seu filho a se casar com Tamara (Cynthia Klitbo), sua ex-namorada, que diz esperar um filho dele, quando na verdade, o filho é de Nicolás Obregón (Enrique Rocha). Cristina acaba engravidando de Victor Manuel e passa por situações difíceis.
Em meio a tantos problemas, Cristina busca conforto emocional nas palavras do Padre Juan de la Cruz (César Évora) sem saber que ele é na verdade, o seu verdadeiro pai.
Luciana procura Juan e, cheia de rancor, confessa que tiveram uma filha. Inconformado com a notícia, o padre começa a buscá-la. Luciana terá de lutar para salvar seu casamento do fracasso, revelar a sua família o seu verdadeiro passado e com a ajuda de Juan, encontrar Cristina e conseguir o perdão de sua filha.
"El Privilegio de Amar" teve a difícil missão de substituir o sucesso "La Usurpadora" no México. A trama não só caiu nas graças do público, mas também conseguiu ter maior repercussão e audiência que a trama anterior.
A abertura da novela foi feita em Plano Sequência (sem cortes), uma técnica muito usada nas produções de Carla Estrada. A mansão da Família Duval é o cenário desta sequência e em alguns minutos, vemos a encenação da ideia que guia esta história. A música tema foi interpretada pelas grandes vozes de Mijares e Lucero. Relembre mais um sucesso da TV.

2 comentários:

  1. Olá, tudo bem? A abertura de O Privilégio de Amar é inesquecível!!! Marcelo Augusto cantou uma bela música aqui no Brasil. Abs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fábio. É verdade! E neste caso a música escolhida por aqui combinou muito bem com a trama. Abraços e obrigado pela visita!

      Excluir