Notícias

segunda-feira, 16 de março de 2015

As adaptações de Novelas Brasileiras no Mundo - Parte 4

 
Novela “O Clone”
Divulgação: Rede Globo

O CLONE – 2001

Escrita por Gloria Perez, a novela tinha a direção de núcleo de Jayme Monjardim e foi protagonizada por Giovanna Antonneli e Murilo Benício. Desde o primeiro capítulo, o público ficou impressionado pelos temas abordados e pela complexidade da produção. O cuidado com a cenografia, figurinos, escolha de músicas e a riqueza de detalhes eram evidentes. Tudo foi muito estudado antes de ir ao ar.
A novela estreou no país menos de um mês depois dos ataques terroristas às Torres Gêmeas em Nova York e Washington. A própria Rede Globo ficou temerosa quanto à estréia da produção diante de tal cenário mundial. No entanto, o que poderia ter sido um fracasso, foi um sucesso gigantesco. A história de amor de Jade e Lucas foi acompanhada dia a dia por milhares de brasileiros. As músicas, roupas, acessórios e expressões ditas na novela ganharam as ruas e incorporaram nosso vocabulário. Quem não se lembra das expresões “Maktub”, “Inshalá”, “Haram” ou “arder no mármore do inferno”?
A novela falou sobre a polêmica da clonagem humana, através do personagem Leo (Murilo Benicio) e fez uma grande campanha de conscientização sobre o uso das drogas através de três personagens: Mel (Débora Falabella), Lobato (Osmar Prado) e Nando (Thiago Fragoso). “O Clone” trouxe para a TV um conhecimento sobre uma cultura que até então era desconhecida para nós. Foi uma novela que deixou saudade e ficou na memória de muitos telespectadores.


Pôster da novela “El Clon”. 
Divulgação: Rede Globo / Telemundo / RTI 

EL CLON – 2010

Empolgada com o sucesso da versão original no mercado internacional, a Rede Globo co-produziu com a Telemundo e a RTI uma novela para o público hispano. “El Clon” foi protagonizada por Mauricio Ochmann e Sandra Echeverría. A adaptação foi realizada pelos escritores Roberto Stopello e Sandra Velasco. A produção de Hugo Leon Ferrer foi um grande sucesso tanto nos Estados Unidos, como mais uma vez, foi exibida em diversos países do Mundo. Nesta versão, uma série de modificações foram realizadas: as cenas foram gravadas em diferentes lugares como: Marrocos, Miami e Colômbia, sendo que o núcleo muçulmano foi filmado em Bogotá e Marrocos. Além disso, o bar da Dona Jura foi transformado em um clube de salsa. Foi um projeto muito bem sucedido. Veja abaixo a abertura desta versão.

0 comentários:

Postar um comentário