Canal RCN estreia "Nadie me quita lo bailao", a história do criador da Zumba

Trama está baseada na vida de Beto Pérez, o criador da dança que virou mania nas academias pelo mundo.

Fique por dentro da história de "Segundo Sol"

Novela de João Emanuel Carneiro estreia dia 14 de Maio na Globo.

Novela portuguesa "Valor da Vida" confirma atores brasileiros no elenco

Estreia em Portugal está prevista para Setembro, na TVI.

Verónica Castro reaparece em série da Netflix

"La Casa de las Flores" estreia no dia 10 de Agosto.

Aberturas de Novelas - Escrava Isaura (Globo, 1976)

Novela é um clássico da teledramaturgia brasileira.

Notícias

sexta-feira, 18 de maio de 2018

"La Piloto 2" aterrissará no México e nos Estados Unidos


"La Piloto" está prestes a aterrissar no México e nos Estados Unidos. A série protagonizada por Livia Brito volta em uma nova temporada e com muitas novidades.
Nesta continuação, a história dá um salto de 4 anos, quando Yolanda Cadena (Livia Brito), aparentemente feliz, deseja ser uma mulher de família. No entanto, existem inimigos do passado que decidem voltar para perseguir seus entes queridos. O primeiro a cobrar vingança é o coronel Santamaria (Tommy Vásquez), que irá atingi-la onde mais lhe dói. Ao escapar da prisão, ele manda sequestrar o filho de Yolanda, fazendo-a passar os piores dias de sua vida.
No elenco, Juan Colucho, Arap Bethke, Stephanie Salas, Nico Galán, Margarita Muñoz, Oka Giner, Paulo Quevedo, María de la Fuente, Mikael Lacko, Julio Echeverry, Lisardo, Ilza Ponko, Mauricio Pimentel, entre outros.
"La Piloto" estreia em breve no México, pelo Las Estrellas, e nos Estados Unidos, pela Univisión. Nos dois canais, a série irá substituir a novela "Por Amar Sin Ley".


"Belíssima" está de volta nas tardes da Globo


Mais uma novela está chegando ao "Vale A Pena Ver de Novo". Trata-se de "Belíssima", produção de 2005 da TV Globo, escrita por Silvio de Abreu, Sérgio Marques e Vinícius Vianna. Ambientada em São Paulo e com locações na Grécia, "Belíssima" fala sobre a importância da imagem em uma sociedade regida pelas aparências, discutindo valores como beleza, sucesso e honestidade.
Quando Bia Falcão (Fernanda Montenegro) decide mandar assassinar Vitória (Cláudia Abreu), a esposa de seu neto Pedro (Henri Castelli), por não aceitar a união do casal, o rapaz acabou sendo vítima da emboscada. Entretanto, Bia desconhece que Vitória é a filha que ela abandonou no passado, após dar à luz. 
A neta mais velha de Bia, Júlia (Gloria Pires), também sofre com as maldades da avó. Júlia é dona e administradora da Belíssima, reconhecida e luxuosa fábrica paulista de roupas íntimas que fora de sua mãe, Stella Assunção, uma mulher linda e talentosa que morreu precocemente em um acidente de avião. Bia compara Júlia a Stella, afirmando que ela jamais será uma mulher inteligente e interessante como a mãe. Além disso, não consegue ser feliz ao lado de nenhum homem, pois Bia sempre atrapalha seus relacionamentos, julgando e afastando todos os seus pretendentes.
Ambiciosa, Bia buscará todos os meios para atrapalhar a vida de seus netos e se apoderar de toda a herança deixada por Stella.
Enquanto isso, na Grécia, Nikos (Tony Ramos) busca uma aproximação com seu filho Cemil (Leopoldo Pacheco), fruto de um romance com Katina (Irene Ravache), que se mudou para o Brasil. As reviravoltas da vida fazem com que ele cruze o caminho de Júlia.
"Belíssima" estreia no dia 4 de Junho, no "Vale A Pena Ver de Novo", na Globo.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Aos 93 anos, morre a atriz Eloísa Mafalda

Eloísa Mafalda
1924 - 2018

Na noite desta quarta-feira, dia 16 de Maio, a atriz Eloísa Mafalda morreu de insuficiência respiratória, aos 93 anos, na cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro. O corpo será velado em Jundiaí, São Paulo, cidade natal da atriz. Ela deixa dois filhos, dois netos e dois bisnetos.
Eloísa estreou no cinema em 1950 no filme “Somos Dois”. No teatro, estreou em 1965, na peça “O Morro dos Ventos Uivantes”. Ao chegar à TV, Eloísa viria a realizar os trabalhos de maior sucesso de sua carreira. A atriz viveu Dona Nenê, na primeira versão de “A Grande Família”, produzida na década de 70.

Eloísa atuou ao lado de Jorge Dória na primeira versão de "A Grande Família"

Com mais de trinta novelas em seu currículo, destaca-se  sua atuação em “Gabriela” (Globo, 1975), “Saramandaia” (Globo, 1976), “Roque Santeiro” (Globo, 1985) e “Pedra Sobre Pedra” (Globo, 1992). Seu último trabalho na TV foi em 2002, na novela "O Beijo do Vampiro".

Aberturas de Novelas - La Fuerza del Destino (Televisa, 2011)

Pôster oficial de "La Fuerza del Destino"
Divulgação: Televisa

Em 2011, Rosy Ocampo  produziu "La Fuerza del Destino" para a Televisa. A história original de María Zarattini foi intensa, apaixonante e muito elogiada pelo público e pela crítica.
A história começa no passado, quando Iván (Adriano) tinha 14 anos e volta para a terra onde nasceu para morar com Alicia (Leticia Calderón), sua mãe. Lá também vive Juan Jaime Mondragón (Juan Ferrara), um fazendeiro rico e poderoso da região e seu verdadeiro pai.
Por causa de Juan Jaime, Alicia é forçada a aceitar o trabalho como cozinheira na casa da família Lomelí Curiel, onde vivem Dona Carlota (Delia Casanova), sua filha Lucrecia (Rosa María Bianchi) com seu marido Gerardo (Alejandro Tommasi) e as meninas Lucía (Marilyz León) e Maripaz (Ilse Zamarripa).
Na casa, Iván ajuda em tudo o que pode e graças ao seu esforço continuou estudando até os 19 anos de idade. Ao cumprir 18 anos, Maripaz volta do exterior depois de terminar seus estudos. Ao reencontrá-la, Ivan percebe que nunca esqueceu Maripaz e percebe que se sente atraído por ela. Sem medir as consequências, Maripaz se envolve com o jovem e acaba engravidando.
O escândalo torna-se tão grande a ponto de Lucrecia mandar bandidos baterem em Iván. Durante a emboscada, um dos bandidos é assassinado e a culpa recai em Iván. Acoado, o jovem foge e busca refúgio na casa de seu pai, onde descobre que sua mãe morreu. Iván pensa que os responsáveis pela cilada são Lucrecia e Juan Jaime. Com tudo contra ele e sem nada a perder, Iván foge ilegalmente para os Estados Unidos.
11 anos se passam e Iván (David Zepeda) conhece Anthony McGuire (Pedro Armendáriz Jr.), um grande amigo que se torna seu protetor. É ele quem irá motivá-lo a voltar ao México para fazer negócios e enfrentar seu passado. Entre as intrigas e surpresas que Iván vai descobrir ao voltar, está o desaparecimento misterioso de seu filho desde o dia de seu nascimento e mesmo tendo passado muitos anos, ninguém sabe do seu paradeiro. No entanto, o momento mais intenso será a confissão de Lucía (Sandra Echeverría), a irmã mais nova de Maripaz (Laisha Wilkins), que, quando criança sempre o amou em segredo. 
Em meio a tantos remakes e adaptações de tramas de outros países, "La Fuerza del Destino" conseguiu conquistar a preferência dos telespectadores com uma história inédita e genuinamente mexicana, tornando-se um grande sucesso naquele ano. Foi nesta novela, que Sandra Echeverría e David Zepeda estrearam como protagonistas de uma novela da Televisa. A atriz veio da Telemundo, depois de viver Jade na versão hispânica de "O Clone". Já o  ator, havia realizado dois trabalhos na casa, "Sortilegio" (2008) e "Soy tu Dueña" (2010), mas em papéis de antagonista. 
Na coluna desta semana, veja a abertura da novela. O tema, que leva o nome da novela, é interpretado por Marc Anthony e Sandra Echeverría.

terça-feira, 15 de maio de 2018

La jefa del campeón - Primeiro Promocional


Foi dada a largada para a promoção de "La jefa del campeón", a nova novela das seis da Televisa. Produzida por Roberto Gómez Fernández, a trama  é uma adaptação da colombiana "La Mamá del 10", que ainda está no ar pela Caracol Televisión. 
"La jefa del campeón" narra a história de Tita (África Zavala), uma mulher que luta para criar sua enteada e apoiar seu filho para realizar o sonho de se tornar um jogador de futebol profissional.
África Zavala, Carlos Ferro, Enrique Arrizon, Claudia Ramírez, Alejandra Robles Gil, Alberto Agnesi, Vanessa Bauche, Axel Rico, Raúl Coronado, Dagoberto Gama, Gemma Garoa, Lalo Palacios e Josh Gutiérrez são alguns dos nomes que formam o elenco da novela.
"La jefa del campeón" estreia no dia 11 de Junho, às 6 e meia da tarde, substituindo "Hijas de la Luna", no Las Estrellas.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Fique por dentro da história de "As Aventuras de Poliana"

Banner da novela "As Aventuras de Poliana"
Divulgação: SBT

Poliana (Sophia Valverde) é uma garota com personalidade livre e espontânea que cresceu em meio à magia do teatro mambembe. Ela é filha do casal de artistas multitalentosos formado pelo divertido diretor e ator Lorenzo (Lázaro Menezes) e pela espirituosa atriz Alice (Kiara Sasso), que integram o grupo teatral itinerante Vagalume com sua casa/palco sobre rodas. Apesar da família ser unida e feliz, passa por constantes dificuldades financeiras ao longo das turnês. Para não desanimar e encarar os problemas de forma mais leve, Lorenzo e Alice ensinam uma brincadeira para Poliana sempre jogar nos momentos difíceis: o jogo do contente, que consiste basicamente em conseguir ver o lado bom de tudo, especialmente nas situações mais desagradáveis.
A trupe de Lorenzo e Alice segue pelo nordeste brasileiro e escolhe um município esquecido e pacato do sertão cearense para mais uma de suas montagens teatrais. É onde ela conhece João (Igor Jansen), um garoto humilde do povoado local, que está de passagem e se encanta pela música da apresentação. João possui personalidade forte e vive em um casebre no meio do sertão nordestino aos cuidados do pai grosseiro Tião (Helder Sossa) e da mãe submissa, Josefa (Luciana Vidal). Mesmo com a pouca idade, João já é obrigado a abandonar a escola e a ajudar Tião com o trabalho na lavoura e os serviços de casa. Contudo, João desenvolve interesse pela música e seu talento chama a atenção de Josefa.
Hoje, aos 11 anos de idade, Poliana precisa ir a São Paulo para morar com os parentes de sua mãe, a família D’Ávila. Antes de partir, Lorenzo revela que sempre sonhou que a família pudesse um dia se apresentar em uma linda peça, mas isso não será mais possível, já que Alice faleceu e ele mesmo adoecera. O pai pede a filha que nunca desista de seus sonhos e, reforça a importância de que ela nunca deixe de jogar, o jogo do contente.
Enquanto isso, no casebre do sertão, João, também aos 11 anos, se cansa da repressão do pai e decide ir embora de casa. O garoto promete para a mãe que voltará para dar a ela uma vida melhor. Josefa fica atordoada, mas compreende que fora daquela realidade o filho talvez tenha condições de alcançar seus sonhos e desenvolver seus talentos. João, então, segue na garupa de um pau de arara (caminhão) a sua própria aventura rumo a São Paulo.
Poliana e João chegam ao mesmo tempo à cidade grande, porem separadamente. Nesta trajetória, as duas crianças, já se deparam com muitas aventuras e histórias surpreendentes que irão mudar a realidade e os sonhos que tinham antes de enfrentarem esta caminhada. Poliana perceberá que nem todos são bondosos como os seus pais e que o jogo do contente é cada vez mais necessário e difícil de ser executado. Enquanto João, em outro canto, precisará lidar com o perigo vindo das ruas para lutar por seus sonhos e cumprir a promessa feita a Josefa. Em meio a essa aventura, Poliana e João se esbarram e o destino parece reuni-los mais uma vez. E é assim que a amizade dos dois recomeça.
A menina passa a morar com sua tia Luísa D’Ávila (Milena Toscano), irmã de Alice, mas é recebida com frieza e desagrado. Amargurada pelo passado, a rica mulher deixa visível que não gosta da presença da criança em sua mansão e cuida dela apenas por obrigação. A garota se vê forçada a obedecer inúmeras regras e horários estabelecidos. Toda a liberdade que tinha com os pais fica apenas na memória. Luísa mente a respeito do restante da família e diz que seu irmão, tio da pequenina, mora fora do país e por isso os dois não têm mais contato. Nanci (Rafaela Ferreira) e Antônio (Jitman Vibranovski), empregados da mansão, são quem irão trazer algum alívio para a solidão da menina, pelo desprezo da tia amargurada. Nesse meio tempo, a garota acaba conhecendo a rabugenta Dona Branca (Lílian Blanc) e sua neta Mirela (Larissa Manoela), avó e prima de Nanci.
Caminhando pela vizinhança, Poliana topa com um homem sério e muito reservado junto com seu cachorro, o misterioso Sr. Pendleton (Dalton Vigh), morador da mansão 242, uma das maiores da redondeza. O vizinho é alvo de investigações dos meninos do Clube Magabe, composto pelos pequenos arteiros, Mário (Theo Medon) e os gêmeos, Gael e Benício (Vinicius Siqueira e Kauan Siqueira). Lorena (Pietra Quintela), amiga de Mário, vive tentando entrar no clube, mas nunca é aceita por ser menina.
Sem o conhecimento da tia, Poliana também passa a frequentar a padaria do bairro, “Ora Pães, Pães”, um lugar aconchegante, administrado por Durval (Marat Descartes). O que Poliana não faz ideia é que o dono do estabelecimento é também seu tio, o irmão que sua tia Luísa diz estar em Portugal. Além de padeiro, o homem tem duas filhas, Raquel (Isabella Moreira) e Lorena, primas desconhecidas de Poliana.
Em uma de suas caminhadas, Poliana acaba se perdendo e caindo na Comunidade Jardim Bem-Te-Vi, que fica próxima ao seu bairro e onde as vizinhas Gleyce (Maria Gal) e Arlete (Letícia Tomazella) vivem em pé de guerra uma com a outra, enquanto seus respectivos maridos Ciro (Nando Cunha) e Lindomar (Ivan Parente) são bons e velhos amigos.
Poliana se torna aluna da Escola Ruth Goulart após uma audição tensa às escondidas, contrariando a vontade de sua tia Luísa. Essa é uma das escolas mais conceituadas do País, com educação rigorosa e o melhor ensino das artes, onde os alunos têm aulas extracurriculares de canto, dança, teatro, artes plásticas, audiovisual, etc. É o mesmo lugar em que Alice e Luísa estudaram e se formaram no passado. Ruth (Myrian Rios) é a atual diretora e neta da fundadora do estabelecimento. Mulher séria e sozinha, ela enxerga o trabalho como prioridade. Sua melhor amiga e também coordenadora da escola é Helô (Elina de Souza). Neste ano, a instituição recebe um novo professor de audiovisual, Marcelo (Murilo Cezar), ex-aluno da escola e fotógrafo profissional de natureza e paisagens, que se junta ao corpo docente composto por Salvador (Eduardo Semerjian), o professor de arte, Iuri (Emilio Farias) o de teatro, Sophie (Gabriela Petry) a de música e Débora (Lisandra Cortez) a de dança. Poliana entra para a mesma sala de Luigi (Enzo Krieger) e Kessya (Duda Pimenta), que se tornam seus grandes companheiros, mas nem todos da classe são tão receptivos com ela. Filipa (Bela Fernandes), Yasmin (Bia Lanutti), e os valentões Eric (Lucas Burgatti) e Hugo (Henry Fiuka) aprontam várias com Poliana e seus amigos e prometem causar muita confusão. Filipa se torna sua rival número um e vai fazer de tudo para que não apaguem seu brilho.
Na escola também estudam as melhores amigas, Raquel e Mirela, que disputam o amor do recém-chegado, Guilherme (Lawrran Couto), o que causa muitos conflitos na amizade. Além de tudo, as duas também são constantemente perseguidas pela garota-problema e repetente, Brenda (Flavia Pavanelli). Ao contrário da amiga mais introvertida, Mirela sonha em ter um namorado e ser popular na escola. É fã do youtuber, Luca Tuber (João Guilherme), que mais para frente vai entrar na escola e arranjar ainda muita confusão nessa turma.
Filiado à Ruth Goulart, existe o Comitê do Laço Azul, grupo que ajuda a escola e outras obras caridosas, formado somente por mães de alunos e senhoras influentes, liderado pela presidente Glória (Clarisse Abujamra), mulher importante e dona de uma galeria de arte famosa. Ela também é mãe de Marcelo e do inescrupuloso, Roger (Otávio Martins), pai de Filipa e Guilherme e marido da desligada Verônica (Mylla Christie). Os irmãos Marcelo e Roger não são nada parecidos e não conseguem se dar bem, por mais que a mãe tente apaziguar os dois, todo encontro familiar sempre acaba em briga. Guilherme tem vergonha de sua condição financeira e de sua família, principalmente do pai, por isso esconde de todos que é rico, principalmente de seus melhores amigos mais humildes, Jeferson e Vinícius.
A tecnologia também está bastante presente na história. A O11O (Onze) é uma das principais empresas de games e aplicativos do Brasil. Sempre à frente nas novidades, seus aplicativos também são os mais baixados e presentes entre jovens e adultos de todas as idades. Roger é o diretor financeiro e a ponte entre o patrão, Otto Monteiro, e todos os funcionários. Otto nunca aparece na empresa e não tem sua identidade revelada para ninguém, comunica-se somente através de videoconferências usando um avatar. Sérgio (Guilherme Boury) e Joana (Daniela Paschoal), pais de Luigi e Mário, trabalham na O11O e escondem de todos que são casados para não perderem o emprego, mas o malandro Waldisney (Pedro Lemos), o motoboy, começa a desconfiar. A recém-separada e amiga de infância de Joana e Luísa, Claudia (Letícia Cannavale), também se vê obrigada a voltar ao mercado de trabalho e entra na equipe como secretária de Roger, sofrendo nas mãos do chefe carrasco.
Ao longo da história, Poliana enfrenta inúmeros desafios na escola, nas amizades e principalmente na própria família. Sente a obrigação de encontrar um lar para seu amigo João, reunir seus tios novamente e desvendar o mistério do antigo grande amor de sua tia Luísa para que ela volte a se relacionar e não fique mais sozinha. Mesmo em meio às dificuldades e à adaptação à nova realidade, Poliana tenta sempre ver lado bom da vida e propagar a boa mensagem do jogo do contente por onde passa.